Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade

Àquele que ama, tudo é permitido

Àquele que ama, tudo é permitido Publicado dia 10/14/2005 11:20:03 AM em Espiritualidade

Compartilhe

   

Um amigo que conheci pela Internet, me diz que é espiritualista, comportado, estudioso, pesquisador, curioso e quer saber como fica a vida de um ser fixado em sexo, sem parceiro definido, com diversas parceiras sexuais. E acrescenta, como fica a vida dos artistas que trocam de parceiros(as) constantemente...
Santo Agostinho, autoridade da Igreja, ensina que “para aquele que ama, tudo é permitido”. E lendo o livro Madalena, escrito pelo professor José Herculano Pires, encontro a informação e um profundo estudo sobre a postura de Jesus diante de Madalena, a cortesã. Ela foi perdoada porque muito amou e apesar da recepção fria e acusatória dos discípulos, foi incluída entre os seguidores do Mestre, sendo designada para cuidar dos doentes que viviam no Vale dos Leprosos.
Jesus, quando examina, como mestre, a situação espiritual dessa mulher, consegue ver o quanto de amor ela tinha no coração. De suas palavras e decisão, concluo que Madalena dava seu corpo para os homens, mas a sua busca era outra; ela queria amar e ser amada.

O ser humano na atualidade está aprendendo ainda a manejar seu corpo, a utilizar suas energias; poucos sabem dirigir o seu olhar. Há pessoas cujo olhar irradia ódio, outros uma sexualidade primitiva e uns poucos conseguem oferecer com os seus olhos luz, paz e amizade. E as mãos, você tem absoluta certeza de que sabe o que fazer com suas mãos? Há toques que incendeiam paixões, acalmam ou indicam caminhos. O corpo humano ainda é um mistério, para muitos.
O câncer, a úlcera, o AVC, a doença de Alzheimer e tantas outras que inviabilizam a existência de muitas criaturas, são oriundas da falta de amor. Há pessoas que, desamadas, se punem e bloqueiam com tamanha intensidade seus canais energéticos, que acabam criando nódulos que maltratam o fígado, os seios, etc.
O ser humano, transitando da animalidade para a espiritualidade, permeou de primitivismo suas atitudes básicas. O macho carregava sua fêmea pelos cabelos e usava-a para a procriação.
No entanto, com a evolução do ser e o desenvolvimento de sua capacidade de pensar e sentir, o chakra genésico deixou de ser um módulo procriativo para se transformar num centro de criatividade. As energias do SABER e do SENTIR, oriundas do chakra coronário e cardíaco, se irradiaram para outros centros de força, direcionando-os para mais sagradas funções. E o homem e a mulher poderão assim, nessa nova dimensão do existir, conhecer e saborear o sexo com inteligência e amor. Esta nova situação traz para as criaturas o prazer e com ele, a responsabilidade de utilizá-lo para a criatividade fora dos parâmetros do renascimento de corpos, para transitar pelos caminhos do ressurgimento de talentos e virtudes.

Nos primórdios a poligamia era praticada sem prejuízo da consciência do Ser, ainda primitivo. Com o conhecimento e consciência surge a monogamia, agregando também os valores da eugenia, que determina o quanto pode ser melhorado o resultado de uma relação sexual quando o sexo é seletivo, ou seja, com uma parceira escolhida por determinação do amor.
Eu me aventuro até a dizer que a Aids está na Terra por causa da grande promiscuidade e o Universo permitiu a invasão desse vírus, denominado por um cientista como Entidade, para que, tanto o homem como a mulher, deixassem a promiscuidade que surgiu com o advento do sexo livre.
Então, meu amigo Horst Brack, faço minhas as palavras de Santo Agostinho: “Para aquele que ama tudo é permitido”.
Todavia, sabe-se que a pessoa que ama de verdade é sempre fiel e deseja fidelidade. Ou será diferente? Há pessoas que são “vidradas” em sexo e se dão o direito de multiplicar relacionamentos para atender esse desejo insaciável. Será que estas criaturas amam ou querem apenas ser saciadas em seu prazer de ter e conquistar... E se essa pessoa procurasse novos caminhos, realizasse experiências no sentido de desenvolver talentos na arte de escrever, pintar ou cantar... Ou ainda, se elas se dispusessem a participar de atividades de filantropia, auxiliando instituições nobres, será que poderiam se modificar? Acredito que sim. A vida na Terra é um grande palco onde estamos colocados ou nos colocamos para desempenhar virtudes e aprender outras. E a grande sacada desse século está sendo a transformação. Tudo está em ebulição. Alteram-se todos os valores da sociedade. O povo é participativo. Os políticos são punidos por corrupção. Os Estados Unidos são desestabilizados por aviões bombas e por furacões saneadores. Os povos mais humildes crescem na economia, surgindo estados emergentes que gravitam no Universo do poder.

Os artistas sobrevoam o Universo do prazer, arrastados pela imanência energética e emocional das histórias e personagens. E deixam vazar de suas entranhas, junto com a arte de representar, sentimentos represados e muitas vezes desajustados. Abandonam-se ao amor, para privilegiar a arte ou premiam suas vontades e necessidades, abdicando de amar. Por quem és tu, amigo?
Para mim, nenhuma dessas atitudes representa situações simplesmente cármicas, desenhadas em nossa atmosfera e movimentadas por uma força aleatória, que impõe ao ser humano o cumprimento de deveres fora de sua vontade e responsabilidade. Cada atitude na existência atual sempre será fruto da vontade da criatura, por sua exclusiva iniciativa, mesmo que subordinada a um esquecimento que não nos é imposto, mas que significa que ainda temos que aprender bastante para trilhar esse esplendoroso caminho do amor, que eternamente nos premiará com todos os direitos referentes ao ser divino que somos.


por Wilson Francisco

Consulte agora
Mapa Astral   Tarot   Numerologia  


Obrigado por votar

O artigo recebeu 1 Votos

Gostou?   Sim   Não  

Compartilhe

         

Sobre o autor
Wilson Francisco é Terapeuta Holístico, escritor e médium espírita. Desenvolve o Projeto Mutação, um processo em que faz a leitura da alma da criatura e investigação do seu Universo, para facilitar projetos, sonhos e decisões, descobrindo bloqueios, deformidades e medos que são reprogramados energeticamente. Participe do Projeto Mutação confira seus artigos anteriores
Email: [email protected]
Visite o Site do Autor







Energia do Dia
4 - KUEI MEI - A JOVEM QUE SE CASA
Evite qualquer decisão ditada pela paixão.
Consulte o I-ching

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa