auravide auravide

Aquilo que Deus iluminou quem poderá apagar?


Algum homem terá poder de tirar a vida? Que ser poderá tomar o destino de outro em suas mãos? Ninguém é apagado por ninguém, nunca. Mas, o próprio espírito, embora imortal, pode se bloquear e obscurecer a sua própria efulgência.
O próprio espírito pode obscurecer o próprio brilho mediante tolices apresentadas no viver. A origem do espírito é a luz. Não há ninguém sem luz. Mas existem aqueles que formam capas trevosas impermeáveis ao crescimento, refratárias ao progresso, e por isso caminham tortuosamente pelos emaranhados cármicos que geraram e que hoje os prendem.

A cura é o aumento exponencial da própria luz. É a ativação dessa luz interior, que romperá essas camadas trevosas aderidas na pele espiritual da alma.
O aumento da virtude proporciona a aceleração da luz, mediante a apresentação das credenciais do serviço apresentado, por amor e não por desejo de recompensa.

A quebra das correntes cármicas vem pelo suor apresentado em cada ação. O rompimento das amarras mediante o serviço calcado no esforço diário. A dissolução das intrigas mediante o artifício da paciência apresentada diariamente. A cura da dor psíquica mediante o estudo sério.

O espírito é luz, nunca poderá negá-la, pois seria negar a si mesmo!

Que até mesmo no sítios mais escuros das trevas umbralinas os magotes de obsessores possam ouvir isso: Ninguém pode negar a própria luz!

Pode fugir e revestir-se de trevas e maldade, mas a luz está dentro, agindo, e quebrará as carapaças refratárias ao progresso.


- Os Iniciados -
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges)

--------------------------------

ESCLARECIMENTO SOBRE AS VIBRAÇÕES SATTVICAS* NO SERVIÇO ESPIRITUAL

Na terra existem muitas cabeças pensantes e muitos pés descalços.

Há muitos intelectuais e alguma tecnologia junto com milhões de estômagos vazios.

Há muita arrogância baseada nos parâmetros técnicos e nos paradigmas mecanicistas junto com bilhões de homens gemendo de impotência.

Há muitos corpos vestidos luxuosamente e muitas pessoas jogadas às moscas em rincões isolados por onde a mídia da comunicação não chega.

Há uma forte prisão mantendo os homens presos aos valores da forma perecível. Enquanto isso, as massas padecem de uma fome devastadora de alimento e de amor.

Há muitas cabeças pensantes na terra e muitos pés descalços. As cabeças pensantes são Rajas. Os pés descalços são Tamas.

O que curará a humanidade são as suaves vibrações de Sattva.

As equipes espirituais de assistência invisível ao orbe terráqueo sabem dos dramas humanos, pois também já passaram por eles.

Para aqueles que se associam por sintonia ao serviço espiritual é necessária a manifestação das vibrações sattvicas nos pensamentos e em todas as situações.

É necessário vencer as correntes rajásicas e tamásicas por sintonia com as vibrações sattvicas.

Posteriormente, no ápice do equilíbrio será necessário transcender o próprio sattva para mais além. E então, além de rajas, além de tamas e acima de sattva surgirá, mediante a abertura da divina percepção, aquela luz efulgente que resplandece em todos os planos de manifestação.

Isso é transcendência.
Isso é Paz e Luz.


Sempre lembrando que os mentores extrafísicos aconselham a extirpação das flores da vaidade humana.

Sempre lembrando dos ensinamentos do Cristo.
Sempre reafirmando o amai-vos uns aos outros.

Vibrem em Sattva.

Om Tat Sat!**

* A energia manifestada nos planos de manifestação fenomênicos se apresenta como três gunas (do sânscrito: "qualidades") na natureza:

- Rajas: Atividade, movimento, paixões. Tudo o que se refere a rajas é considerado rajásico. Exemplos: agitação, raiva, ansiedade, fundamentalismos e exageros de qualquer espécie.

- Tamas: Inércia. Tudo o que se refere a tamas é considerado tamásico. Exemplos: falta de motivação, medo, ignorância e bloqueios de qualquer espécie.

- Sattva: Equilíbrio, pureza. Tudo o que se refere a sattva é considerado sattvico. Exemplos: paz interior, equilíbrio emocional e energético, sentimentos elevados, lucidez, discernimento e manifestações equilibradas.

** OM TAT SAT (do sânscrito): Mantra de evocação dos aspectos divinos. Pode ser usado como um mantra ativador dos chacras e também pode ocasionar estados alterados de consciência profundos durante a meditação.


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1


wb
Wagner Borges é pesquisador, conferencista e instrutor de cursos de Projeciologia e autor dos livros Viagem Espiritual 1, 2 e 3 entre outros.
Visite seu Site e confira a entrevista.
Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa