auravide auravide

Carta a meus pais


Num belo dia de congestionamento... como se congestionamento pudesse ser belo... vocês se enamoraram e como tudo que acontece por aqui, não quiseram nem saber... transaram e eu nasci mais ou menos nove meses depois como toda criança, não antes terem me submetido às questões de costume - se me deixavam nascer ou me abortavam...
Vocês espantados acompanharam meu nascimento: foi parto normal! Mas já havia gente querendo fazer cesariana. Como aqui acontece, as crianças tem que ser registradas, ou seja mal nascem já recebem o primeiro número e deram-me o nome Vidanova.com. Não gostei do sobrenome, mas o que posso fazer? Toda criança virtual tem o sobrenome parecido.
E vocês sempre encantados!

Depois do conturbado período de gestação pariram o vidanovinha. Venham, venham todos ver, ele é lindo!... Como se todos os pais - virtuais e naturais - não falassem a mesma coisa!

Como toda criança tive fome, muita fome. Como não nasci de família rica (se o fosse talvez não tivesse nascido), onde conseguir o leite? As reservas eram parcas e minha fome crescia. Como sempre existem amigos e havia um que se tornou minha ama de leite. Chegava então o momento de dizer o porquê eu estava aqui, e como não posso falar vocês falaram por mim. Chegaram outras palavras, outras frases, deram-me uma roupinha... Qual o pai que não gosta de enfeitar o filho?

Palavras, palavras e frases são meu alimento. Tenho que comer de tudo! De vez em quando ganho comida contaminada, que posso fazer? Tenho indigestão. Alimento-me de sonhos, afagos, tristezas, alegrias, dor e estrelas... medo. Usam-me de todas as maneiras!! Um dia por esta estrada virtual na qual ando encontrei um homônimo.
Tinha a face carrancuda e, de dedo em riste, disse-me que só podia existir um Vidanova!
Chorei. Mas... Pai, não ha tantos Josés? Cheguei triste em casa, meus pais me disseram que por aqui é assim mesmo, me beijaram e pediram que escolhesse outro nome. Descobri então que também sou mutante e virei Somostodosum. Gostei muito do nome e um dia o homônimo perceberá isto.

Adoro meus pais. Um vive entre as flores... sempre vejo ele beijar o vidrinho após o preparo dos florais! Compra caro, vende barato e muitas vezes dá de presente. O outro adora o filme Matrix... vibra pela terra sem fronteiras! Estão orgulhosos e felizes apesar das necessidades que passam pelo filho que sou ter feito mais de 900.000 amiguinhos cadastrados!

Agora falando de mim mesmo, sinto falta de amigos filhos e filhas virtuais de outros pais e de outras mães. Em minhas andanças percebo que nestes tempos há premência de união e diálogo. Não há tantos Josés?

Com um grande beijo do filho que vos ama,
Somostodosum


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1


ivan
Ivan Ademar Ditscheiner é um ser humano muito especial
que se juntou à Família STUM em 2002.
Esteve varias vezes em São Paulo desde então nos dando o prazer de sua companhia.
Leia seus artigos


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa