auravide auravide

Chega uma hora...

por Rubia A. Dantés
Publicado dia 23/12/2008 11:00:52 em Espiritualidade

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

As grandes tranformações pelas quais o nosso planeta e cada um de nós está passando vão ficando cada vez mais evidentes... e não adianta resistir a elas porque isso só faz piorar...
Resistir dá um trabalho muito maior do que cooperar com o fluxo.

Existem coisas que sabemos que queremos transformar em nós porque os efeitos são muito claros e nos trazem sofrimento... mas... existem outras que nos acostumamos tanto a elas que nem percebemos o quanto nos prendem e limitam... essas são algumas vezes mais difíceis porque se tornam “normais” e por isso mesmo não nos preocupamos em mudar porque nem percebemos como elas atuam.

São aquelas pequenas coisas que fazemos porque “temos” que fazer... porque faz parte da sociedade que vivemos... faz parte do ritmo que essa sociedade quer nos impor.... e que aprendemos a obedecer sem sequer cogitar a possibilidade que tudo pode ser diferente.

Temos “hora marcada” para quase todas as coisas e no meio de tanta hora marcada quase não deixamos espaço para seguir a nossa natureza... para seguir o nosso próprio ritmo.
E o mais incrível é que nem nos damos conta disso porque muitas dessas coisas que fazemos “com hora marcada” vão se tornando normais e rotineiras.

Acredito que quando trabalhamos com o que é nosso Dom, a nossa vontade pessoal está em sintonia com a Vontade do nosso Eu Divino... entramos em um tipo de fluxo onde a ação acontece naturalmente de forma extremamente simples e sem esforço... como se nos deixássemos levar pelas águas cristalinas de um rio que corre sem pressa... com a calma necessária para desfrutar de cada passagem... ali naquele fluxo nos sentimos seguros e amparados por uma Força Maior e a Criação se dá sem passar pela razão... nos sentimos tão imersos nesse processo que o tempo deixa de existir...
fluímos no tempo certo em sintonia com a vontade Divina.

Sei que parece muito difícil quebrar certos conceitos de coisas que acabam se tornando um tipo de obrigação já que vivemos em uma sociedade que dita regras... e regras... que tem que ser seguidas...
Mas... Aonde esse seguir tem nos levados?
Se queremos realmente desfrutar de tudo que é nosso por Direito Divino é preciso coragem de quebrar esse sistema que nos dita tantas regras e tantos horários que acabam se tornando “normais”.

É preciso coragem para perguntar, porque “tem” que ser assim?

Não adianta se envolver pela metade se queremos realmente nos transformar... chega uma hora que a nossa Alma pede por um compromisso mais profundo com essa busca... e quando essa hora chega, você não consegue mais seguir o que exige esforço para alcançar sucesso a custa da nossa saúde física e mental...
Tem uma hora que precisamos decidir a quem queremos servir... e nessa hora não dá mais para ficar em cima do muro.

Ter coragem para deixar o que limita, para criar um compromisso profundo de seguir o coração pode parecer assustador, mas é uma escolha que leva a liberdade.

É preciso coragem para ficar firme quando muitas pessoas ao nosso redor não entendem e até criticam nossas escolhas, se elas fogem ao que a maioria faz.
Mas essas pessoas estão só refletindo partes nossas que ainda têm medo... e podemos olhar para elas com gratidão e como oportunidade de liberar o que ainda nos prende.

Quando nos decidimos a buscar por algo que vai nos dar uma felicidade mais plena.... mais profunda... percebemos que esse caminho não é trilhado com regras que vem de fora... e é único assim como é única a história de cada um.

A princípio pode parecer estranho e até ameaçador a idéia de que podemos seguir o nosso próprio ritmo e as coisas darem certo... mas por incrível que pareça, quando estamos no Dom, o nosso ritmo e nossos compromissos se adaptam de forma tão encantada que o trabalho se torna um prazer.... sem esforço.
Passamos a criar guiados por um fio invisível que nos dá a segurança que sempre podemos confiar e que sempre tem mais a ser descoberto e acessado...

Porque acreditar que o normal é adaptar ao que vem de fora quando podemos acreditar que o normal é o que vem da nossa natureza mais profunda e Sagrada... que não exige esforço porque o mais simples que pode existir é Ser quem você É...




estamos online

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

starstarstarstarstar
O artigo recebeu 1 Votos

Gostou?   Sim   Não  



Sobre o autor
Rubia A. Dantés é Designer, cria mandalas e ilustrações em conexão...
Trabalhos individuais e em grupo, com o Sagrado Feminino, o Dom e o Perdão...
Email: [email protected]
Visite o Site do Autor

Veja também
artigo Treinando a não-mente
artigo Horário
artigo Ativação dos sentidos interiores
artigo Amigos extrafísicos


As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa