auravide auravide

Ciclos... e orquídeas...


Estava conversando com uma mulher... que é a dona daquela orquídea branca que já me inspirou 3 textos.... e ela me conta que nas últimas manhãs.... andando pelo jardim, ela vinha prestando atenção na orquídea, especialmente numa folha que parece tinha uma vibração diferente... Por muitos dias ela sentiu aquela vibração e percebeu que uma nova flor poderia estar para nascer... Ela olhava a folha e sentia que ali tinha vida pulsando.
Ontem ela teve uma grande surpresa quando viu que daquela folha surgia uma espécie de broto verde...
Ela comentou que não sabe ao certo se é uma flor, porque ainda não tem um ano que a orquídea floresceu e pelo que ela sabe as orquídeas florescem uma vez por ano...
Mais que depressa corri para ver o pequeno broto da orquídea e realmente vi o broto verde rompendo a folha... anunciando uma nova vida...
Reli os textos que escrevi sobre as outras flores que já nasceram e morreram... no mesmo xaxim... para saber de quanto em quanto tempo essa orquídea floresce... e pela data dos textos percebi que é de 7 em 7 meses... em fevereiro e setembro do ano passado e portanto agora em abril... Esse é o ciclo da orquídea.
Pesquisei sobre orquídeas na internet e pude constatar que a floração em geral é mesmo de 1 vez ao ano, mas que algumas espécies chegam a florir até 4 vezes por ano... o mesmo acontece com híbridos cujos ‘pais’ têm épocas de floração diferentes.

Enquanto relia, me lembrei que um dia antes de saber do broto da orquídea, quando levava minha filha ao aeroporto, me chamou a atenção um senhor que... no meio de tanta gente levando carrinhos carregados de bagagem, levava no carrinho só orquídeas... acho que dois vasos de orquídeas de cor lilás....

Isso me deu mais curiosidade sobre o que poderia ter acontecido comigo nas épocas em que a orquídea deu flor... O que os ciclos dessa orquídea estariam me dizendo?
Fui ler os textos e percebi como os ciclos da orquídea coincidiam com momentos de mudança de ciclo em relação a um mesmo aspecto da minha história...

Na primeira floração (A Orquídea branca... e A Orquídea branca.. e o medo de ter medo) percebi como me super-protegia por um medo antigo... e como essa proteção me impedia de viver algumas coisas...

“Muitas vezes... os escudos que usamos para nos proteger... nos impedem de viver o melhor da vida e escondem o que temos de mais bonito...”

Hoje, relendo o texto, entendi que me protegia de algo que não precisava mais proteção... Os nossos medos, muitas vezes, nos fazem agir como prisioneiros de guerra que conseguem escapar, e que pensam que têm que passar a vida se escondendo porque não sabem que a guerra já acabou...
Naquela primeira floração da orquídea eu tomei conhecimento que aquela “guerra” que gerou aquele medo já havia acabado há muito tempo e que eu me protegia de algo que não mais precisaria de proteção...

Na segunda floração (A orquídea de novo no jardim...) eu percebi que, mesmo já tendo consciência que a guerra já havia acabado... ainda restava um resquício daquele medo para ser liberado... e isso aconteceu suavemente em um sonho... e o Universo me confirmou de uma forma linda com o nascimento de duas orquídeas brancas e três de cor lilás...
Hoje... percebendo o que vivi nesses sete meses que se passaram desde então... eu descobri que ganhei a guerra...
A partir do momento que nossos medos não são fruto de ameaças reais e são gerados por lembranças que ficam guardadas por partes da gente.... seria como se uma parte que sabe que não precisa mais ter medo ficasse brigando com as partes que guardam essas memórias do medo... Quando descobrimos isso percebemos que muitas vezes travamos verdadeiras guerras com a gente mesmo... que usamos muito tempo e energia para nos defender de nos mesmos...
E quando constatamos isso, através de um trabalho de autoconhecimento e conseguimos liberar essas partes, levando Luz... informação, que faz com que elas percebam que não existem mais motivos para medos... culpas, etc... temos a sensação que somos vencedores de uma guerra onde nossos supostos inimigos se tornam nossos melhores amigos...
Seria algo assim como entender que essa guerra acontecia dentro de mim e que ao integrar as partes que guerreavam, liberei, com essa união, muita energia criativa que posso usar para crescer e me conhecer melhor...
E isso é motivo de celebração...

E nada melhor para celebrar essa união do que o nascimento de uma orquídea branca... a orquídea tem seis pétalas que formam um triangulo para cima e um para baixo... assim como a estrela de seis pontas que simboliza a união... entre outras coisas...


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1


rubia
Rubia A. Dantés é Designer, cria mandalas e ilustrações em conexão...
Trabalhos individuais e em grupo, com o Sagrado Feminino, o Dom e o Perdão...
Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa