auravide auravide

Como desenvolver nossa luz interna

por Bel Cesar
Publicado dia 09/09/2005 12:03:44 em Espiritualidade

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

Conselhos do mestre budista tibetano Lama Gangchen Rinpoche de Como Conseguir a melhor chance para desenvolver nossa luz interna.
Extraído de seu livro “Ngel-So Autocura Tântrica III” (Ed.Gaia).


Se quisermos nos oferecer o melhor nesta vida, precisaremos criar as causas para as oito situações especiais, que são:

1. Salvar a vida de outros seres e cuidar de pessoas doentes nos traz uma vida longa e com muito tempo para praticar a Autocura. Podemos libertar animais, pássaros e peixes que de outra forma seriam mortos para servir de comida, como lagostas e lagostins em restaurantes de frutos do mar, etc.

2. Desenvolver a qualidade da paciência e oferecer muita luz às, (Primeiro atingir o Estado de Buda, para o bem de todos os seres. Depois comprometer-se a seguir o método do Dharma, os ensinamentos budistas. Por fim, comprometer-se a ter como guias e companheiros nesta via espiritual o Sangha, ou seja, outros praticantes budistas) Três Jóias,(*) assim como roupas e jóias para representações de Buda e outros seres sagrados, torna a maquiagem de nossa mente extremamente bonita e faz nossa luz interior refletir-se em nosso rosto. Podemos então influenciar e atrair as pessoas apenas com nossa aparência. Oferecer luzes a Buda não é cultuar um Deus externo, mas sim uma forma de reconhecer a preciosidade de nossa divindade interna, a natureza Búdica que temos no coração. A parte central de uma thanka recebe o nome de “espelho” justamente porque a imagem de Buda é um reflexo de nosso potencial humano mais elevado.

3. Comportar-se de forma humilde e respeitosa em relação a todos perto de nós, especialmente nossos Gurus, pais e professores, é a causa para nos tornarmos líderes, pois todos confiam em nós quando percebem que não estamos buscando poder.

4. Ser generoso é a causa da riqueza. Se formos ricos, muitas pessoas desejarão ser nossos amigos, o que nos dará a oportunidade de influenciá-las de uma forma positiva. Há muitas formas de riqueza; devemos sempre nos lembrar que a riqueza interna é tão importante quanto a riqueza externa.

5. Falar sempre com honestidade é a causa para obtermos o poder da palavra. Com esse poder, todos acreditarão em nós quando falarmos e, assim, poderemos ser bons professores da Autocura e do Treinamento Espacial.

6. Fazer oferendas e desenvolver um bom relacionamento com nosso Lama Curador, nossos pais, médicos e com os mais velhos e mais sábios é a causa para sermos muito poderosos e famosos, pois eles gradualmente começarão a gostar e a confiar em nós e a nos dar seu apoio, conhecimento, contatos, energia e conselhos.

7. Ajudar a resolver os problemas dos outros, especialmente protegendo-os de perigos, é a causa para nunca sentirmos medo e para não encontrarmos muitos obstáculos à nossa prática de Autocura.

8. Oferecer comida, bebida e remédios aos outros e lhes ensinar a Autocura é a causa para desenvolvermos um corpo e uma mente fortes. Como conseqüência, teremos poucas doenças e poderemos desenvolver rapidamente experiências profundas de regeneração, relaxamento e Autocura Ngelso.

É claro que podemos praticar a Autocura sem essas oito situações excelentes. Sua presença, porém, muda as chances a nosso favor, garantindo que nos tornaremos Lamas Curadores e guias no caminho para sair do (Sofrimento samsárico ou samsara refere-se ao ciclo infinito e descontrolado de morte e renascimento no qual estaremos presos enquanto nossa mente estiver poluída) samsara(*).
Compreendendo seus benefícios, devemos investir parte de nossa energia para realizar essas oito situações o mais cedo possível.



estamos online

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

starstarstarstarstar
O artigo recebeu 1 Votos

Gostou?   Sim   Não  



Sobre o autor
bel
Bel Cesar é psicóloga, pratica a psicoterapia sob a perspectiva do Budismo Tibetano desde 1990. Dedica-se ao tratamento do estresse traumático com os métodos de S.E.® - Somatic Experiencing (Experiência Somática) e de EMDR (Dessensibilização e Reprocessamento através de Movimentos Oculares). Desde 1991, dedica-se ao acompanhamento daqueles que enfrentam a morte. É também autora dos livros `Viagem Interior ao Tibete´ e `Morrer não se improvisa´, `O livro das Emoções´, `Mania de Sofrer´, `O sutil desequilíbrio do estresse´ em parceria com o psiquiatra Dr. Sergio Klepacz e `O Grande Amor - um objetivo de vida´ em parceria com Lama Michel Rinpoche. Todos editados pela Editora Gaia.
Email: [email protected]
Visite o Site do Autor

Veja também
artigo Treinando a não-mente
artigo Horário
artigo Ativação dos sentidos interiores
artigo Amigos extrafísicos


As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa