auravide auravide

Consciência e Espiritualidade - Parte 2


Há muitas querelas inúteis entre os homens.
A luz é a luz, não há como confundi-la na senda.
Mas se os homens confundem suas emoções densas com o amor verdadeiro, é mais do que previsível que eles confundam os seus anseios inferiores com os verdadeiros objetivos espirituais.
Conhecimento não é sabedoria, mas muitos se arrogam como doutores da consciência.
Espiritualidade é um estado de consciência, não é doutrina. Inclusive, muitos a perdem por causa de doutrinas alienantes da realidade.
Euforia não é o mesmo que alegria equilibrada; é arroubo emocional que faz perder a lucidez.
Violência não é força, é fraqueza. E passividade não significa serenidade.
Cruzar as pernas não significa pacificar a mente. Meditação não é acrobacia.
Castigar o corpo não harmoniza a consciência. Imolar a carne não dissolve o egoísmo.
Dobrar os joelhos não significa dobrar a arrogância. Tem gente rezando com bombas na cintura. E outros maldizendo quem segue caminhos diferentes.
Reprimir as emoções não é o mesmo que educá-las.
Fugir da vida não tem nada a ver com emancipar a consciência das peias do ego.
Espiritualidade não tem nada a ver com cara amarrada e julgamento da conduta alheia; tem mais a ver com o nível de lucidez e felicidade que cada um realiza com a própria ação no mundo.
E, se não for para ser feliz estudando e ponderando sobre a temática espiritual, tão rica de valores de imortalidade e coisas boas - que alargam os horizontes conscienciais -, de que adianta estudar tais temas?
Espiritualidade é apenas isso: ser consciente e contente, na Terra ou no Espaço.
Resumindo: é ser feliz, dentro ou fora do corpo.

Paz e Luz.



Enquanto digitava esses escritos, lembrei-me de um belo poema do poeta mexicano Amado Nervo.

A ALMA É A ESSÊNCIA DE TUDO

Nada está longe de ti.
As distâncias!
Que valem as distâncias?
Bem sabes que as distâncias existem
Somente para o teu corpo.
A tua alma se acha perto de todas as coisas.
Melhor ainda: tua alma
Está na essência de todas as coisas.
Fora de teu corpo, nem a luz,
Com a sua velocidade de trezentos mil
Quilômetros por segundo,
Igualaria ao vôo do teu pensamento.
Se bem olhares, tudo virá ao teu alcance.
Não há estrela a que não possa chamar tua.
Move teu pensamento com liberdade absoluta.
Acostuma-o aos altos vôos progressivos.
Tenta o recorde de altura...
Deixa que ele vá e venha através do universo.
Cada dia, assim, melhor verás
A aparência mentirosa de tua jaula.
Com a noção de tua liberdade imácula,
Aumentar-se-te-ão as ânsias
De posses eternas.
E há, por certo, uma posse que se te oferece
A cada instante e que não tem limites:
- A posse de Deus!
Aceita-a.

- Amado Nervo -


CANÇÃO DA ESTRELA PRÂNICA

A luz da (Estrela Prânica – do sânscrito Prana – “força vital”; “energia” – no contexto iogue é a estrela espiritual, manifestação do plano divino. Para melhor compreensão sobre isso, sugiro ao leitor ler o texto “A Canção das Estrelas-Bebês”, no seguinte endereço específico do site do IPPBestrela prânica(*) brilhou
E o amor imperecível derreteu-me no fogo do Supremo.
O sol e a lua giravam no céu do meu coração,
Enquanto o universo se tornava canção.
A canção era D’Ele...

Escutando-a, soltei-me na luz...
Deslizei na esteira da consciência cósmica,
Lado a lado com os devas, que cantavam a glória D’Ele.

O corpo, moído de viver, ficou me esperando lá na Terra.
Enquanto ele descansava, em espírito eu tocava o (Akasha – do sânscrito – o éter universal; a energia cósmica primordial.) Akasha(*) e ria...
Além das bordas do tecido vivo do universo, eu voava feliz...
Eu sabia que corpo e espírito, universo e riso, e tudo mais era D’Ele.

Nas ondas da consciência cósmica, eu viajei pelo mistério D’Ele.
Naquela serenidade lúcida, eu respirava luz pura.
Dissolvi-me na canção do amor Que Ama Sem Nome!
Tornei-me luz branca brilhante...
Na contínua corrente do Todo, tornei-me canção D’Ele.

O fogo do supremo transformou o meu vil metal em ouro.
O velho eu, enferrujado, curvou-se, diante da magnitude D’Ele.
O pensamento silenciou e o coração fremiu no ouro renovado.
Na iniciação estelar, Ele é o Grande (Hierofante - dentro do contexto das iniciações esotéricas da antiguidade, era o mestre que testava o neófito – calouro – nas provas iniciáticas. Quando se afirma que o Supremo é o Grande Hierofante, é no sentido de que Ele é o Supremo iniciador de todos os seres, pois está em tudo! Ele é o Primeiro Amor; A Primeira Luz, Fonte de toda vida; simplesmente o TODO que está em tudo.) Hierofante(*) de todos.
Neófito e discípulo, mestre e guardião, templo e vida, tudo é D’Ele.

Nas pistas siderais, a dança do despertar aconteceu, mais uma vez.
O Grande Dançarino me arrebatou em seus passos eternos.
Eu não era mais meu, era D’Ele; e tudo mais era Ele!
Tudo é Ele! Tudo é Ele! Tudo é Ele!

PS.: Diante da canção de (Brahman – do sânscrito - O Supremo, O Grande Arquiteto do Universo, Deus, O Amor Maior Que Gera a Vida. Na verdade, O Supremo não é homem ou mulher, mas pura consciência, além de toda forma. Por isso, tanto faz chamá-Lo de Pai Celestial ou de Mãe Divina. Ele é Pai-Mãe de todos) Brahman(*), o que mais eu poderia dizer?
O pensamento se foi na luz branca... E o velho eu capitulou, finalmente.
E o coração fremiu, pois, na senda do eterno, é só o amor que se expressa.
O iniciado é eterno aprendiz do Todo e seu templo é o universo.
Ele sabe que, quando o Espírito fala ao Espírito, não há mais nada a dizer.

(Esses escritos são dedicados aos sábios Lao-Tzé, Paramahamsa Yogananda e Francisco de Assis, e à Mãe Sarada Devi).

Paz e Luz.
Wagner Borges – gotinha espiritual no oceano cósmico de Brahman e, como dizia Paramahamsa Ramakrishna, “apenas o menino da Mãe Divina que viaja pelos ventos do Espírito”. Setembro de 2007.



estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1


wb
Wagner Borges é pesquisador, conferencista e instrutor de cursos de Projeciologia e autor dos livros Viagem Espiritual 1, 2 e 3 entre outros.
Visite seu Site e confira a entrevista.
Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa