Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Educar X Adestrar

por Saul Brandalise Jr.
Educar X Adestrar
Publicado dia 05/08/2020 00:01:39 em Espiritualidade

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

No processo de buscarmos entender o que efetivamente somos, nos deparamos com situações interessantes. Uma coisa é certa: quando encontramos uma resposta... muda a pergunta.
Sempre é assim. Quando comecei a estudar sobre o comportamento, descobri que tudo está relacionado ao meio em que se vive.
E não importa quando a resposta vem. Ela sempre chega quando estamos capacitados para entender o que ela traz.
Aprofundar-se no que diz respeito às diferenças entre educar e adestrar nos ajuda entender muitas coisas; vejamos:
- Alguns pais preferem "educar" os filhos pelo medo, e não se dão conta de que isso é adestramento.
- Alguns pais mostram aos filhos as consequências dos seus atos e o que isso refletirá em seu futuro. Isso se chama educar.

Conheço um pai que esconde as facas para que o filho não se corte. Em contrapartida, conheço outros que pegam o instrumento de corte e explicam para os filhos para que serve a faca. Mostram como devem agir para não se ferirem e terminam dizendo:
AGORA VOCÊ SABE. O que irá fazer com a faca é responsabilidade sua.
Agindo assim criaremos verdadeiros seres humanos. Mostrando o que acontece com o que utilizamos em nossas vidas.
Vida é causa e efeito. Jamais vou proteger e educar um filho ensinando-o a não saber como viver a sua vida.
Proteger excessivamente é torná-lo despreparado para a vida futura. As dificuldades na vida sempre existirão, quer estejamos por perto ou não.
Poucos se dão conta de que os filhos estão cada vez mais rápidos em seu conhecimento individual e prontos para a vida a sós.

No século passado era importante a moça casar virgem e quando isso não acontecia até podia ser "devolvida" para a família.
Hoje a experiência sexual começa entre os 11 e 13 anos. Os filhos precisam estar preparados para isso de maneira adequada. Os pais têm que abordar o assunto de maneira clara e mostrando todas as consequências. Não resolve omitir. A omissão é cúmplice do erro.
A "cegonha" já não existe mais, faz tempo, como símbolo e responsável para trazer as crianças para a família.
Educar é a base para que tenhamos uma sociedade e uma vida mais correta e mais digna. Adestrar um filho é saber que no futuro ela será um potencial refém dos traficantes e, portanto, com chances enormes para se tornar um drogado.
Ele não sabe como conduzir a sua vida. Ele tem medo de tudo. Está sufocado pela sociedade.
Seu filho está gordo? Você o adestra e o sufoca com a sua forma de se relacionar com ele e a maneira como lhe mostra que se vive uma vida. Hoje a educação tem que ser MUITO diferente daquela que recebemos.

Nossos pais fizeram o melhor que podiam, mas foi insuficiente para a velocidade pela qual a comunicação se processa nos dias atuais.
Tentar educar usando a palavra NÃO é o mesmo que adicionar soda caustica na água e dar de beber a uma pessoa que se intoxicou.
Tirar benefícios do filho é punir e punir é adestrar. Dar benefícios para que aceitem determinações também é adestrar. Quando se treina um animal e ele faz o que precisa ser feito damos um "premio" para ele. Isso é adestrar.
Se o filho passar no vestibular vai ganhar um carro... Isso é adestrar.
Todos os adestrados NÃO SABEM DIRIGIR seus carros.
Todos os adestrados não respeitam a faixa de pedestres, nem o limite de velocidade.
Todos os adestrados não sabem seus limites pessoais e nem aqueles da sociedade que frequentam. Para todo adestrado, papai resolve os seus problemas.
Todos os adestrados são depressivos em potencial e pessoas sem capacidade de comunicação.
Colocar um filho no mundo exige que os pais tenham consciência do que isso representa e JAMAIS deverão transferir o processo de educação para babás.

As nossas crianças precisam ter noção de espaço e de como deve ser o seu comportamento em relação a si mesmas e também com relação ao meio em que vivem. Jamais fazer aos outros o que não gostariam que fosse feito para elas.
Uma sociedade mais justa depende de pessoas educadas.
É nos primeiros sete anos de vida que se forma o caráter da pessoa. Não importa o seu signo e nem o país, estado ou cidade em que vive.
É óbvio que toda cidade, região, estado ou país tem o seu karma, ou você acha que a corrupção instalada aqui no nosso é por acaso?
Não, não é. É para que nós, apesar de vivermos neste meio, sermos e termos atitudes corretas.
Um dia todos os países farão como a China. Lá as crianças começam a ir para a Escola com DOIS ANOS DE IDADE. Aprendem cedo a serem criativos e não apertadores de botão.

Sei que nos veremos.
Beijo na alma



Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

starstarstarstarstar
O artigo recebeu 2 Votos

Gostou?   Sim   Não  

Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp


Sobre o autor
saul
Saul Brandalise Jr. é colaborador do Site, autor do livro: O Despertar da Consciência da editora Theus, onde mostra através das narrativas de suas experiências como extrair lições de vida e entusiasmo de cada obstáculo que se encontra ao longo de uma vida.
Email: [email protected]
Visite o Site do Autor

Veja também
artigo Transcomunicação Instrumental
artigo A liberdade de ser
artigo Você sabe quais os benefícios de um atendimento de radiônica?
artigo Do Oran Mor aos corações apaixonados pela Luz





horoscopo


As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa