Home > Espiritualidade
Equilíbrio

Equilíbrio

por Maria Guida

Lentamente, tirei os pés dos sapatos e pisei no tatame.

Um arrepio delicado, quase nada, pouco mesmo, subiu pelas minhas pernas, espinha dorsal acima, em direção ao alto da cabeça.

Senti a conexão firme, como um raio laser, um fio de luz lilás, transparente como cristal.

Não havia nenhuma outra certeza. Dúvidas também não.

Meu corpo não sabia o que era Tai-chi. Mas isso não o impedia de mover-se, quase alegre, ao compasso lento e ritmado da respiração.

Reparei que os movimentos nasciam um do outro, o peso do corpo instintivamente transferido, de uma perna para outra, sem complicação.

Assim que a mente saiu do estado inicial de espanto, percebi claramente a voz do instrutor.
- Está gostando?
- Com certeza que sim.
- Então sorria... Não é tão difícil mover para cima os cantos da boca.

Quando foquei a atenção nos músculos faciais, já estava sorrindo.

Depois do Tai-chi veio a dança. E depois da dança, um tempo enorme de completa imobilidade. Ficamos assim, por mais de uma hora, naquela sala enorme e vazia.

Ele falava lento, bem dentro da minha caixa craniana, com sua voz grave, seu leve sotaque britânico, suas frases curtas.

Não queria nada de mim além de abandono, confiança e integridade.

Não fazia exigências, nem me dava lições de moral.

Apenas me transmitia seu imenso amor, incondicional.

Numa seqüência de imagens mentais, que eu podia revisitar à vontade, indo e voltando, como numa ilha de edição digital, me contou a nossa história.

Nossos elos de cooperação eram muito fortes, quase impossíveis de ser quebrados.

Nossas muitas vidas se entrelaçavam, formando um emaranhado, às vezes denso, outras vezes luminoso, cruzando todas as dimensões.

Vi dias negros. Vi muita luz. E agora, aquela paz. O chacra do coração era uma esfera que emitia raios, em rosa e dourado, para fora do peito.

Meus olhos ficaram marejados. Não havia mais nada a desejar. Apenas ser. Apenas estar.

Isso não é fragmento de um conto.
Também não é fruto da minha imaginação.
Aconteceu de fato, no dia do meu aniversário, em Nazaré Paulista. Mais exatamente, no Centro de Meditação criado por Trigueirinho e Sara Marriott
Eu estava completando quarenta e sete anos, e queria ficar sozinha.
Confidenciei isso a um casal de amigos com quem fazia biodança, e logo, o que deveria ser um retiro espiritual virou uma pequena festa.
Era uma tarde de Sábado.
Havíamos terminado um vivência muito intensa.
O grupo se dispersou, e eu acabei ficando para trás.
O dia estava lindo, a vista era maravilhosa. O sol se punha.
Eu já havia calçado os sapatos para me retirar, quando percebi que o som estava ligado. Resolvi atravessar o salão para desligar.
E foi assim que tudo começou.

Vou estar mentindo se disser que foi a primeira vez.
Também mentiria se dissesse que tinha, naquela altura, o mesmo domínio sobre mim mesma ou os conhecimentos sobre conexão e canalização de que disponho hoje.
Mas não minto quando afirmo que foi uma experiência reveladora e inesquecível, assim como outras que ocorreram antes e depois.

Se há entre vocês, amados freqüentadores deste site, alguém que deseja intensamente experimentar a conexão com seus instrutores internos, apenas acredite que todo ser humano é capaz de obtê-la, em todo o seu esplendor, não apenas uma vez, mas sempre que desejar.

Muitos já conseguiram e nos contaram os passos que deram para chegar até lá.
Basta trabalhar muito sobre si mesmo, abrir-se para o novo, aceitar o que vier, como uma bênção, e nunca, nunca, desistir de tentar.

O que está embaixo é como o que está no alto.
O essencial é invisível aos olhos.
Tudo o que precisamos está dentro de nós.
Porque somos todos um.


Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   Numerologia  
 
Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp


Obrigado por votar
Gostou deste Artigo?   Sim   Não   
Avaliação: 5 | Votos: 1
Atualizado em 22/03/2018 10:11:51

Maria Guida é
colaboradora do Site
desde 2002.

Email: mariaguida@gmail.com
Visite o Site do Autor

Veja também
Como ganhar espaço interno
Como anda o meu julgamento?
A geração dos homens banana
Como livrar-se das angústias
Estar feliz não é ser Feliz
Reprograme seu cérebro: Como lidar com emoções intensas?


Deixe sua opinião sobre este artigo


© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.
As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo do Site.


Energias para Hoje
sexta-feira, 22 de novembro de 2019

energia
I-Ching: 42 – I – AUMENTO
Momento de crescimento, que significa melhora não só no aspecto material mas também no espiritual. Ele acontece quando as ações e, acima de tudo, os sacrifícios são feitos em favor dos outros.


energia
Runas: Eihwas
50% já está conquistado, o resto e com você. Aja!


22
Numerologia: Idealismo
Dia para dedicar-se a obras que beneficiem todos ao seu redor. As atitudes devem ser abrangentes enfocando grupos de pessoas. Mantenha os pés firmes no chão e aja de forma a melhorar as coisas para os outros.




Horóscopo

Áries   Touro   Gêmeos   Câncer
 
Leão   Vírgem   Libra   Escorpião
 
Sagitário   Capricórnio   Aquário   Peixes





 
© Copyright 2000 - 2019 Somos Todos UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa