Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Essas fifties tão comuns

Essas fifties tão comuns
Publicado dia 27/08/2009 16:14:54 em Espiritualidade

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

O comentário da Maria Silva em cima do post sobre as Mais Belas Damas do Huffington Post lança, ainda que sem querer, um desafio: beleza será que rima com pobreza? Essas fifties celebridades, milionárias ou, pelo menos, com acesso ilimitado a todos aqueles recursos de sonho, cremes e tecnologias capazes de tornar qualquer mulher linda, como podem ser referências para nós, fifties comuns? Ou, refazendo a rima e abrindo o leque: o que é que torna uma mulher realmente bela em qualquer idade? Seriam só aqueles luxos que o dinheiro compra? Fiquei tentadíssima e comecei a procurar fotos de fifties comuns e que fossem belas... bom, ao menos quando vistas através desses meus óculos!

Maria diz (imagino que com ligeira irritação):
Olá! Acho que beleza não tem e nem nunca teve idade, entretanto, nessa galeria de belas damas, estão mulheres ricas e famosas. É fácil ser bonita aos 50 anos tendo dinheiro para investir em toda a gama de opções para ficar bonita. Tenho certeza que dessa galeria poucas ou nenhuma estão contando apenas com um herança genética generosa. Essa galeria não reflete a realidade de uma população que consegue no máximo comprar uns creminhos no catálogo de produtos de beleza da vizinha (sabia que muitas fazem até consórcio para comprar um certo rejuvenescedor de uma marca famosa de produtos de beleza vendidos por catálago??). Definitivamente, pra mulher pobre, é difícil chegar nos 50 e entrar pra galeria das fifties…

Vamos lá, Maria, primeira coisa que achei no Flickr, um fotógrafo e jornalista britânico, um fifty, apaixonado pelos humanos, Steve Punter: “eu realmente acredito que algumas imagens podem roubar almas”. ele diz. E sai pela rua capturando instantes mágicos, momentos em que os humanos se aproximam dos deuses, roubou algumas almas, sim...
Essa mulher, por exemplo, as rugas, o cabelo despenteado, a curva perfeita do nariz...e o entusiasmo com que ela está falando, seja lá do quê...


O olhar altivo, preservado, inteiro nas memórias...


A alegria de brincar de menina...


Não são lindas as mulheres deste Steve Punter, caçador de almas?

Quando comecei a conversa com a Maria, meu medo era ter que concluir que não existe beleza possível de ser vivida a vida inteira, como queria Sharon Stone, naquela entrevista para a revista Paris Match.
Detesto quando sou obrigada a chegar perto demais das fronteiras humanas. Minha amiga Re já me alertou para essa deficiência da minha visão de mundo um sem número de vezes... e estou convencida de que o DNA não explica a maioria das coisas que chamamos “belas”. Cigarro, TV, baixa auto-estima e falta de alegria, sim, esses são cúmplices cínicos do rosto e da alma envelhecidos...
Gosto de imaginar que beleza rima mais com atitude do que com juventude e que Coco Chanel é que estava certa, “a natureza nos dá o rosto que temos aos 20 anos, mas temos que merecer o rosto que teremos aos 50”. Construir esse rosto de 50 não é tarefa fácil, mas tampouco é coisa que se compre no mercado. E suspeito que a gente só chega lá fazendo as pazes com a mulher que nos olha do espelho, essa que somos e seremos nós...
A fotógrafa, Dawn, nasceu no dia 7 de dezembro de 1958, tem 50 anos. Na legenda da foto, cujo título é “Cada mulher tem a idade que merece”, um manifesto pessoal: Eu mereço, Eu ganhei, Eu acolhi, Eu amei.


No dia da celebração de Porto Rico, o fotógrafo capturou o orgulho da cor, do jeito, das marcas no rosto, do lenço na cabeça...


O que será que está ouvindo a mulher que olha para frente com tal determinação?


Belas, essas fifties comuns, mas a última da nossa seleção, essa me fez rir e lembrar da “Mulher Fenomenal”, de Maya Angelou (traduzo uma das estrofes para você Maria):

Os homens se perguntaram
O que eles viam em mim
Tentaram
Mas não conseguiram
Capturar meu mistério
(...) está no arco das minhas costas
Na curva dos meus seios
Na graça do meu estilo
Fenomenalmente
Mulher Fenomenal
Essa sou eu



Essa somos nós...

Links que levam para os respectivos portfolios dos fotógrafos no Flickr:
Steve Punter´s photostream, Kevin Tyson´s photostream, Dawn´s photostream, Pedro Simão´s photostream E o blog Authentic Portrait, da fotógrafa Bia Ferrer, autora da foto-delícia que encerra este post!

por Adília Belotti

Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo


starstarstarstarstar
O artigo recebeu 1 Votos

Gostou?   Sim   Não  

Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp

Sobre o autor
Adília Belotti é jornalista e mãe de quatro filhos e também é colunista do Somos Todos UM.
Sou apaixonada por livros, pelas idéias, pelas pessoas, não necessariamente nesta ordem...
Em 2006 lançou seu primeiro livro Toques da Alma.
Email: [email protected]
Visite o Site do Autor

Veja também
artigo A resiliência pode ajudá-lo a superar a crise
artigo Só o agora importa
artigo Você sabe quem é quem na trama familiar da mãe abusiva?
artigo Coração Ardente




horoscopo


As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa