Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade

Essências Florais e Óleos Essenciais

Essências Florais e Óleos Essenciais
Publicado dia 03/01/2001 18:05:04 em Espiritualidade

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

Uma delicada combinação terapêutica

Diante de tantos recursos alternativos faz-se necessária a compreensão exata das propriedades e considerações terapêuticas de cada abordagem. É comum, as pessoas mostrarem certa confusão sobre a aplicação e até mesmo da origem e conceito básicos das essências florais e dos óleos essenciais. O objetivo deste artigo é oferecer um panorama que facilite esta compreensão através de um quadro diferencial das características da Terapia com Essências Florais e da Aromaterapia que faz uso dos óleos essenciais. Além disto, indicará o uso complementar das duas terapêuticas na harmonização da saúde e dos ambientes.

A indicação da essência ou do óleo mais adequado deve ser orientada por um profissional experiente na área, seja para o tratamento de pessoas ou ambientes

Basicamente, compreenda-se: ESSÊNCIAS FLORAIS e ÓLEOS ESSÊNCIAS como pólos complementares de cura uma vez que as essências florais são harmonizadores sutis que atuam no nível emocional desencadeando o equilíbrio total atingindo o corpo físico e os óleos essenciais como equilibradores do sistema orgânico que também atuam no aspecto emocional. Assim, juntos formam uma parceria delicada no tratamento da ALMA e do CORPO.

ESSÊNCIAS FLORAIS
As Essências Florais foram desenvolvidas pelo Dr. Edward Bach, um médico inglês, na década de 1930 cuja visão de homem é holística, ou seja, o homem é um ser total que contém em si a essência do todo. O homem vive em busca de sua evolução interior, do resgate de sua individualidade; deve seguir um propósito e não se permitir desviar de seu caminho por interferências alheias. Como ser total, o homem contém em si polaridades e deve procurar transformar suas qualidades negativas, seus defeitos em qualidades positivas, virtudes. A Terapia Floral compreende que a saúde é um estado de harmonia e que a doença é um sinal de desarmonia em qualquer um dos aspectos da totalidade do homem: físico, emocional, mental ou espiritual. Assim, busca tratar o “ser” doente e não a doença de modo a resgatar seu equilíbrio e para tal, é considerado um método de auto conhecimento que compreende a responsabilidade pela auto cura. As Essências Florais são extratos líquidos sutis, adquiridos de flores silvestres de alta qualidade evolutiva, a partir de uma infusão solar em água pura. São geralmente ingeridos por via oral e usados para tratar profundas questões do bem-estar emocional e da integração mente-corpo-espírito. Agem pela ressonância vibracional das energias vitais provenientes da flor. Sua preparação envolve os elementos da natureza: sol, água, terra, orvalho e a percepção de suas qualidades curativas conta com a quintaessência, a sensibilidade de seu produtor. Dr. Bach deixou seu legado de 38 essências, acrescentando uma emergencial, amplamente conhecida: Rescue Remedy. Hoje, existem muitos sistemas florais espalhados pelo planeta e os estudos botânicos, terapêuticos e científicos ampliam-se cada vez mais. O efeito das essências florais em plantas e animais também é conhecido e utilizado como tratamento alternativo para situações tais como stress e reabilitação.

AROMATERAPIA
O estudo do efeito terapêutico dos óleos essências e dos aromas naturais das plantas data de longa época, tendo sido utilizada como complemento da Medicina Védica Indiana e pela Medicina Chinesa. Assim, faz também sua passagem pelos rituais de saúde e espiritualidade na Grécia e Egito. Estas antigas civilizações usavam fragrâncias em templos para purificar a atmosfera e agradar os deuses. Os Romanos utilizavam os aromas em seus banhos. Hipócrates, "pai da Medicina" utilizava os óleos como remédios no combate a doenças e pragas. Na história do Cristianismo, o incenso e a mirra são citados como os presentes ao Menino Jesus e chegou ao ocidente no tempo das Cruzadas.

Foi durante os séculos XVI e XVII que terapia com aromas se propagou. Na Inglaterra, Nicholas Culpepper passou a estudar o efeito das ervas e as propriedades químicas do óleo de planta. Na década de 1920, o químico francês René Gattefossé em meio ao progresso da indústria farmacêutica passou a usar o termo Aromaterapia, relevando o potencial curativo e terapêutico dos óleos essenciais.

A Aromaterapia utilizada realmente de modo terapêutico exige alguns requisitos: o óleo essencial deve ser puro e de alta qualidade para que possua princípio ativo em suas moléculas as quais chegam ao sistema límbico, centro das emoções. Os óleos possuem propriedades curativas que atuam no sistema orgânico, emocional, mental e espiritual. Alguns óleos apresentam algumas restrições em seu uso devendo ser evitados em casos de hipertensão, epilepsia, primeiros meses de gravidez, pessoas alérgicas, distúrbios neuronais e nos demais casos, sendo bem administrados não são tóxicos.

Os óleos essenciais harmonizam sistemas e órgãos, restauram equilíbrio mente / corpo e fortalecem o sistema imunológico através de duas rotas principais: sistema olfativo e pele. Possuem efeitos: sedativo e calmante, estimulante ou antiséptico. Muitas são as formas de uso: através de banhos, inalações, massagens, compressas, bochechos, vaporizadores e sprays ambientais, diluídos em loções veículo tais como: óleo carreador ou cremes, shampoo, sabonete líquido ou simplesmente água no caso do spray. Normalmente indica-se misturar de 2 a 4 óleos com funções complemetares e evitar o uso prolongado do mesmo óleo (14 dias) De acordo com os métodos de utilização, observa-se que não devem ser ingeridos. O maior objetivo é trazer bem estar e equilíbrio.

Os óleos podem ser classificados de acordo com seu grau de volatilidade / evaporação:
· Alta volatilidade à leves: duram pouco (um dia) estimulam, energizam, revigoram
· Baixa volatilidade à básicos: duram mais tempo (uma semana) acalmam, sedam, relaxam
· Média volatilidade à evaporação intermediária efeitos balanceadores nos sistemas físicos do corpo: nivelam, equilibram, harmonizam.

por Márcia Cristina Fernandes

Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo


Obrigado por votar

O artigo recebeu 1 Votos

Gostou?   Sim   Não  

Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp

Sobre o autor
Márcia Cristina Fernandes é Terapeuta Floral e Aromaterapeuta,
docente e supervisora do curso de Pós Graduação
em Terapia Floral do IBEHE. Conheça o teste dos Florais e
Conheça os auto-testes de Aromaterapia
Email: [email protected]
Visite o Site do Autor







Energia do Dia
Responsabilidade. Aguce seu senso de responsabilidade hoje. Conscientize-se do outro mas não assuma responsabilidades desnecessárias, pois os compromissos que assume hoje deverão ser cumpridos até o fim.
Faça sua numerologia

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa