Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Governa-te a Ti Mesmo

por Acid
Governa-te a Ti Mesmo
Publicado dia 14/10/2004 21:00:47 em Espiritualidade

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

É comum para muitas pessoas que começam a enveredar pelo caminho do "mistério" se descobrir dona de poderes nunca antes revelados. A auto-estima cresce, a pessoa sente-se poderosa, acima dos "reles mortais". É aí, no ego, que a pessoa leva a "grande queda", a queda de Lúcifer, porque a pessoa se coloca lá no alto com frágeis pernas de pau, e na primeira rasteira cai feio. Não se faz uma base de barro pra uma casa. No salmo 118 lemos: "A pedra que os edificadores rejeitaram, essa foi posta como pedra angular". E Jesus usou esta frase para mostrar que os edificadores eram aqueles que dominavam as instituições religiosas da época (fariseus e escribas), e isso vale pras instituições religiosas de hoje também, que ignoram que a base da doutrina cristã é a humildade e o trabalho silencioso, não para o ego, mas para o próximo, e consequentemente, para Deus.

Sim, você tem controle sobre a própria vida, possui o livre arbítrio. Mas ESTÁ de fato exercendo o pleno controle? Não seria você uma Ferrari sendo rebocada por um caminhão, seguindo por vias que não pode perceber?

O sistema Matrix (Maya, ilusão) é muito bem feito, e possui salvaguardas contra espertinhos que tentam dominá-la, por se acharem muito independentes. Aliás, toda a idéia por trás da Matrix é alimentar a ilusão de que você está sozinho, de que você é uma unidade / individualidade. Aqueles que buscam dominar a Matrix apenas através dos efeitos físicos (Siddhas, exteriorizando a força mental) perdem o contato com a intuição, com a sensibilidade que o faria ver o quanto somos interdependentes da energia circundante, seja de uma pessoa, um animal, uma planta... Até mesmo os que alimentam a ilusão de que estão acima da Matrix e a manipulam a seu favor estão apenas atuando em outro nível de software dentro da própria Matrix. Seria o equivalente à pessoa que passou a vida trabalhando com o Paintbrush migrar para o Photoshop. Se ele não conhece de computador vai pensar que está usando outro sistema operacional, quando está ainda dentro do Windows, sujeito às mesmas falhas e travamentos, só que com muito mais ferramentas e opções.

O que os sábios nos ensinam é a buscar a liberdade, mas com responsabilidade e humildade, sabendo que não se pode abarcar o mundo com as pernas. Use apenas o que de fato aprendeu. Construa com as ferramentas de que dispõe. Domine-as, enquanto estuda para aprender mais e mais coisas, e assim alie teoria à prática. Isso não significa abandonar a idéia de um dia sair da Matrix, mas sim viver o momento, dia após dia, construindo sua estrada para a evolução. Quanto mais se estuda, mais se sabe que muito ainda se tem para aprender e, principalmente, botar em prática. O conhecimento do ato é muito mais importante que o ato em si, mas não prescinde (dispensa) o ato. Conhecer o significado de um ritual e meditar nele é muito mais importante que fazer o ritual. Mas quando se faz o (Como o Pai Nosso, que a igreja acabou transformando em ritual, e que até há alguns anos eu repetia mecanicamente antes de dormir, quando o próprio Jesus diz \'E, orando, não useis de vãs repetições\'...) ritual(*) com o coração e mente sintonizados no mesmo propósito (mesma vibração) de quem o criou (por que Jesus nos ensinou a orar assim, em Mateus 6:9? “Já meditaram em cada palavra dessa oração”)? Cria uma corrente, uma união corpo/alma com todos que fizeram o mesmo de coração, um mantra (seja entoado mentalmente ou fisicamente) de poder (Não gosto muito de citar experiências pessoais, mas devo dizer que pra mim foi a prova cabal da sintonia com egrégoras: Algumas raras vezes, quando estou vibracionalmente \'alto\', ao rezar o Pai Nosso as palmas das minhas mãos ficam quentes e dormentes, todo o corpo fica vibrando ao ponto de eu perder a noção de equilíbrio e \'sinto\' o quarto encher-se de luz... pena que ao abrir os olhos não vejo nada, só \'sinto\' a luz... sei que isso são só efeitos especiais, não é o que eu busco, mas demonstra bem que a sintonia se dá não através da repetição mecânica da oração, mas da sintonia do pensamento com a intenção da oração. Você pode recitar OM várias vezes, e pode até desfrutar dos efeitos físicos da vibração da palavra, mas se não souber a intenção por trás do OM não vai acessar a egrégora milenar que foi criada com o uso dela. ) incalculável(*).

Coincidência 1: Hoje, enquanto almoçava, li no Evangelho Aquariano: "Os escribas e fariseus acatam a letra da Lei; mas não compreendem o espírito da Lei. E, se vossa justiça não for superior à dos escribas e fariseus, não entrareis no Reino da Alma".

As pessoas que preferem o estilo 'Lucyferiano' de ensino (do jogo de polaridades, de ir a fundo nos extremos, no bem e o mal, no claro e o escuro), podem cair na cilada de pegar um "mestre" que as ensine a manipular os elementos do "jogo" da vida, mas que convenientemente "esquecem" de ensinar as regras. Então, quando o discípulo faz a maior bagunça no tabuleiro, o mestre olha e diz "Como você é poderoso! Pode deixar o tabuleiro como quiser, afinal você é Deus, portanto tudo o que fizeres é Divino. É tudo da lei"! E assim forma uma geração de crianças inconseqüentes com martelos nas mãos, destruindo tudo o que encontram. Talvez estejam fazendo Arte moderna, quem sabe?

Mas, se formos pegar as regras, que foram deixadas para a humanidade pelos mais diversos sábios (como Aristóteles, Pitágoras, Sócrates, Hermes, Heráclito, entre outros), veremos que antes de se aventurar a mexer no tabuleiro é preciso aprender a jogar. E isso pode levar muito, muito tempo, mesmo que você já saiba algumas regras de antemão. Só depois que o ato de jogar for tão natural quanto respirar, e você for UM com as peças, então poderá subverter algumas regras com segurança, pois só aquele que sabe construir possui a autoridade moral para destruir/desfazer, porque estará de fato no controle dos elementos, e não apenas fazendo o que lhe ensinaram a fazer.
"Quereis governar os homens? Aprendei primeiro a governar-vos a vós mesmos" (Mikhail Naimy; O Livro de Mirdad)

Coincidência 2: Quando escrevi originalmente este texto, ele terminava aqui. Mas uma seqüência de coincidências acrescentou material para enriquecer a mensagem. A primeira foi uma frase que vi ontem no blog de um amigo, e pesquisando-a dentro do contexto, vi que se encaixava perfeitamente no que eu falei acima:
"Ao seguir um Mestre tolo e inferior que não tenha obtido o perfeito entendimento do Dharma e que é invejoso dos outros, você vai morrer sem compreender o Dharma e ainda preso às dúvidas. Se um homem que vai navegando um rio rápido e turbulento é levado pela corrente, como ele pode ajudar outros a cruzá-lo?" (Buda; Sutta Nipata II,8)

Também encontrei esta frase no Google:
"Anima-te, discípulo; tem sempre presente o preceito áureo. Uma vez passada a porta (Literalmente, aquele que entrou para o rio, que conduz ao oceano nirvânico. Este nome indica o primeiro Caminho.) Srotapatti(*), aquele cujo pé foi posto sobre o leito do rio nirvânico nesta vida ou em qualquer vida futura, tem apenas diante dele mais sete nascimentos, ó homem de vontade de ferro". (Blavatsky; A voz do silêncio).E por último, vi ontem na MTV um clipe cujo refrão me chamou a atenção, e que resume a idéia por trás do post em poucas palavras:

"If God is a DJ   ->   “Se Deus for um DJ
Life is a dance floor   ->   a vida é um pista de dança
Love is the rhythm   ->   o amor é o ritmo
You are the music   ->   V. é a musica
You get what you're given   ->   V. pega aquilo que lhe for dado
It's all how you use it"   ->   Tudo está em como V. usa isso”
(Pink; God is a DJ)

Que tipo de música você é?


estamos online

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

starstarstarstarstar
O artigo recebeu 1 Votos

Gostou?   Sim   Não  



Sobre o autor
acid
Acid é uma pessoa legal e escreve o Blog (Saindo da Matrix).
"Não sou tão careta quanto pareço. Nem tão culto.
Não acredite em nada do que eu escrever.
Acredite em você mesmo e no seu coração."
Email:
Visite o Site do Autor

Veja também
artigo Transcomunicação Instrumental
artigo A liberdade de ser
artigo Você sabe quais os benefícios de um atendimento de radiônica?
artigo Do Oran Mor aos corações apaixonados pela Luz





horoscopo


As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa