auravide auravide

Índia - Parte 1

por Acid
Publicado dia 11/01/2008 12:24:18 em Espiritualidade

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

"A Índia foi a pátria-mãe da nossa raça,
E sânscrito, a mãe das línguas européias;
Ela foi a mãe da nossa filosofia;
Mãe, através dos árabes, de grande parte da nossa matemática;
Mãe, através de Buda, dos ideais consagrados no cristianismo;
Mãe, através das suas comunidades, da autogestão e democracia.
Mãe Índia é, em muitos aspectos, a mãe de todos nós".
(Will Durant; Historiador Norte-americano; 1885-1981)


A primeira civilização avançada começou na Índia (A Civilização Védica). Civilizações indianas também foram as primeiras a utilizar metais.

A arte da navegação nasceu no rio Sindh, há mais de 6.000 anos. A própria palavra "Navegação" é derivada da palavra sânscrita NAVGATIH.

O Xadrez foi inventado na Índia, com o nome de Chaturanga.

O sânscrito foi a língua clássica da Índia, e é mais antiga que o hebraico e o latim. É conhecido por ser a mãe de todas as línguas ocidentais, e é sintaticamente o mais (Sânscrito significa literalmente `refinado´ ou `perfeito´) perfeito(*) idioma no mundo. Por conta disso, segundo a revista Forbes, o sânscrito é a única linguagem adequada para se fazer uma linguagem de programação para computadores.
Do sânscrito vieram palavras como gyaamti (medindo a Terra) e trikonamiti (medindo formas triangulares,) que deram origem às nossas palavras (e estudo da) Geometria e Trigonometria.

MATEMÁTICA

Devemos muito aos indianos, que nos ensinaram a contar,
técnica sem a qual nenhuma descoberta científica relevante poderia ter sido feita

(Albert Einstein)

Na época em que o maior número que os gregos e romanos usavam era 106, os hindus usavam números como 1053 (ou seja, 10 elevado a potência de 53), com nomes específicos pra isso.

Por volta do séc. 5 d.C, enquanto o Ocidente utilizava ainda os desajeitados algarismos romanos, desenvolveu-se na Índia o sistema decimal posicional, idêntico ao que usamos hoje. De fato, nosso sistema é o próprio sistema hindu, transmitido ao Ocidente através dos árabes séculos depois. Os nomes desses algarismos em sânscrito são claro testemunho desta origem oriental:
1 eka
2 dvi
3 tri
4 catur
5 panca
6 sat
7 sapta
8 asta
9 nava

Também foi inventado pelo indiano Aryabhatta o número "zero" (chamado de "vazio"), ingrediente fundamental para uma numeração verdadeiramente posicional. Também calculou com incrível precisão o tempo que a Terra leva para orbitar o sol: 365 dias, 6 horas, 12 minutos e 30 segundos. Notavelmente próximo ao valor verdadeiro, que é aproximadamente 365 dias e 6 horas. Aryabhata calculou exatamente a circunferência da Terra em 39.968,0582 Km, que foi somente 0,2% menor que o valor real de 40.075,8843 Km. Não bastasse isso, foi o primeiro a explicar como o Eclipse lunar e o Eclipse solar acontecem, e criou o modelo heliocêntico, com órbitas elípticas, para os planetas (quase mil anos antes de Copérnico). Tudo isso por volta de 500 depois de Cristo. Ah, e também deu uma indicação muito próxima para o Pi.
Entretanto, o valor de "Pi" foi o primeiramente calculado pelo matemático (também indiano) Baudhayana, e ele explicou o conceito do que é conhecido como o Teorema de Pitágoras ainda no séc 6 ou 8 d.C.

O movimento das estrelas, calculado pelos hindus por volta de 4.500 anos atrás, não varia nem sequer um único minuto das tabelas utilizadas por Cassine e Meyer (usadas no século 19). O sistema de astronomia hindu é, de longe, o mais antigo, e do qual os egípcios, gregos, romanos e mesmo os judeus derivam seus conhecimentos
(Jean-Sylvain Bailly; Astrônomo francês; 1736-1793)

O Surya Siddhanta é um livro sobre astronomia da Índia antiga, compilado em 1.000 a.C, a partir de fontes orais que remontam 3.000 a.C. Ele nos mostra o diâmetro da Terra em 12.617,257 Km (medições atuais nos mostram 12.756,7871 Km). Exibe também a distância entre a Terra e a Lua como sendo 407.164,032 Km (cálculos modernos nos mostram 406.697,322 Km).

Bhaskaracharya foi um matemático hindu que determinou os princípios do Cálculo diferencial ainda no séc 12, muito antes de Newton (séc 17).
Govindaswamin descobriu Fórmula de Interpolação de Newton-Gauss 1.800 anos antes de Newton.

Números positivos e negativos (e os seus cálculos) foram explicados primeiro por Brahmagupta, em seu livro Brahmasputa Siddhanta.
Brahmagupta, em 630 d.C, disse o seguinte sobre a gravidade: "Corpos caem para a Terra porque é da natureza da Terra atrair os corpos, assim como é da natureza da água escorrer"
FÍSICA

Satyendranath Bose foi um físico indiano que ficou conhecido por seus trabalhos sobre mecânica quântica no início da década de 1920. A partícula bóson foi assim batizada em sua honra.
Jagdish Chandra Bose foi um dos pioneiros da comunicação por rádio, ao lado de Marconi e Padre Landell.

MEDICINA

Ayurveda é o mais antigo sistema medicinal conhecido dos seres humanos, consolidado por Charaka (o "pai da medicina") há 2.300 anos.
Sushruta é considerado o "pai da cirurgia". Há mais de 2.600 anos Sushruta e sua equipe efetuaram complicadas cirurgias, como catarata, membros artificiais, cesarianas, fraturas, remoção de pedras urinárias e até mesmo cerebrais. Consta também cirurgia plástica.
O uso de anestesia era conhecido na medicina da Índia antiga. Conhecimento detalhado de anatomia, embriologia, digestão, metabolismo, fisiologia, genética e imunidade também são encontrados em muitos textos indianos antigos.POLÍTICA

Embora imagens da Índia atual freqüentemente mostrem pobreza e a falta de desenvolvimento, a Índia foi o país mais rico do planeta até o momento da (Foi estimado que o montante total de tesouro que a Inglaterra pilhou da Índia foi de 1 bilhão de libras. Levando em consideração as taxas de juros e a inflação, isso valeria hoje perto de 1 trilhão de dólares.) invasão britânica(*), no início do século 17. Cristóvão Colombo foi apenas um entre os muitos navegadores atraídos pela riqueza da Índia.

"A Índia conquistou e dominou a China culturalmente por 20 séculos sem nunca ter enviado um único soldado através de sua fronteira"
(Hu Shih, ex-embaixador da China nos EUA)

A Índia nunca invadiu um país sequer em seus últimos 10.000 anos de história. É a única sociedade no mundo que nunca conheceu a escravidão (como a (Basicamente porque nunca precisou, pois existe um cruel sistema de castas baseado na religião que doutrina uma parcela da população (os chamados `impuros´) a servir sem questionar. É uma escravização mental, sem correntes ou coação física.) conhecemos(*)).

"A Índia possui uma grande civilização que remonta 7.000 a.C, de acordo com recentes descobertas arqueológicas em Mehrgarh. Possuía uma das mais abrangentes cultura urbana do mundo em 3.000 a.C, com suas muitas cidades ao longo dos rios Indu e Sarasvati.
Quando o rio Sarasvati, de fama Védica, secou no segundo milênio a.C, a cultura hindu se deslocou para o leste, para rios mais confiáveis da planície do Ganges, que se tornou a principal região do subcontinente.
Já se foi a velha idéia da invasão ariana e uma base externa para a cultura indiana. Em seu lugar está a continuidade de uma civilização e sua literatura, que remontam ao período mais precoce da história.
Infelizmente, durante os primeiros cinqüenta anos desde a Independência, a Índia ainda não descobriu sua verdadeira origem. Seus intelectuais têm imitado as tendências ocidentais no pensamento. Eles se esqueceram de seus próprios e profundos sábios modernos, como Swami Vivekananda e Sri Aurobindo, que projetaram uma visão moderna e futurista da tradição indiana.
Enquanto os ocidentais vêm a Índia em busca de conhecimento espiritual, intelectuais indianos olham para o ocidente com uma adulação que muitas vezes é cega, senão serviçal".
(David Frawley, historiador)
Gandhi certa vez foi perguntado sobre o que ele achava da Civilização Ocidental. Ele respondeu: "Eu acho que é uma boa idéia!".

ARTES MARCIAIS

Por incrível que pareça, o mesmo povo que nunca invadiu outro país foi o criador das artes marciais! O Kalarippayat nasceu em Kerala, no Sul da Índia, em 200 a.C, e foi a primeira forma organizada de luta, influenciada pela Yoga e ligada às antigas ciências de guerra (Dhanur Veda) e medicina (Ayur Veda). A origem do Kung-fu inicia-se com a lenda de um monge chamado Bodhidharma (também conhecido como Ta Mo), que viajou da Índia para a China por volta de 500 a.C e levou o estilo de luta indiano para o extremo-oriente.
Siddhartha Gautama (que depois se tornou Buda), por ter nascido na casta guerreira, era exímio praticante de Kalarippayat (o futuro Kung Fu). Daí a facilidade com que foi aceita a associação budismo/Kung-fu - que tanto vemos nos filmes de porrada chinês - que de fato ocorreu na China e Japão.

LITERATURA

Os (Veda significa `conhecimento´, em sânscrito.) Vedas(*) são os textos mais antigos escritos em nosso planeta hoje. Eles remontam ao início da civilização indiana e são os primeiros registros literários da mente humana. Eles foram transmitidos através de tradição oral durante mais de 10.000 anos, e apareceram pela primeira vez em forma escrita entre 2.500 e 5.000 anos atrás.

O Rig Veda é o primeiro dos livros Veda. É ele que contém esta frase emblemática: "Existe apenas uma verdade; apenas os homens a descrevem de formas diferentes"

Os (O termo Upanishad deriva das palavras sânscritas upa (perto), ni (embaixo) e sad (sentar) = `sentar embaixo perto´, ou seja, se sentar próximo a um mestre espiritual para receber instrução.) Upanishads(*) são parte das escrituras que discutem principalmente meditação e filosofia, e são consideradas pela maioria das escolas do hinduísmo como instruções religiosas. Contém também transcrições de vários debates espirituais, e 12 de seus 123 livros são considerados básicos por todos os hinduístas. Surgiram como comentários sobre os Vedas, sua finalidade e essência, sendo portanto conhecidos como Vedanta = "o fim do Veda". Seus temas passam por Astronomia, fonética, reencarnação, matemática, criação do universo, amor e sexo (sim, o Kama Sutra é parte dos Upanishads, e é muito mais do que aquelas posições esquisitas).

"Em todo o mundo não há estudo tão benéfico e tão elevado como o dos Upanishads. Foi o alívio da minha vida - e será o alívio de minha morte"
(Arthur Schopenhauer; Filósofo alemão)

ATLÂNTIDA?

O antigo texto Védico Indus Saraswati fala de uma série de dez (Os Pitris (Pais), são espíritos dos antigos ancestrais.) Pitris(*), que dominavam o mundo antes do grande dilúvio mundial. Lendas da Antiga Babilônia também falam de dez reis que governavam antes de um gigantesco dilúvio. Os antigos egípcios também falam de Dez iluminados, que reinavam antes de um dilúvio. O último destes reis, nas lendas citadas, foi o herói que levou sete outros a bordo de um navio, no qual eles sobreviveram à inundação mundial. Na Índia antiga, o herói foi Manu, que sobreviveu ao dilúvio pralaya com os sete (Santos ou Sábios.) Rishis(*). Na antiga Babilónia, o herói do nome era Zisudra quem encabeçou a sobrevivência numa Arca de sete outras pessoas, o sete Apkallu. No Egito antigo, o herói foi Toth, que sobreviveu ao dilúvio juntamente com o sete sábios.

A Ilha de Páscoa, situada no Oceano Pacífico, fica distante de qualquer civilização. Pois o artesanato desta ilha corresponde ao dos antigos Incas, no Peru. E a escrita deles se assemelha a antigos escritos do Vale Indu (na Índia):


Continua...


estamos online

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

starstarstarstarstar
O artigo recebeu 1 Votos

Gostou?   Sim   Não  

Leia Também

Índia - Parte 2




Sobre o autor
acid
Acid é uma pessoa legal e escreve o Blog (Saindo da Matrix).
"Não sou tão careta quanto pareço. Nem tão culto.
Não acredite em nada do que eu escrever.
Acredite em você mesmo e no seu coração."
Email:
Visite o Site do Autor

Veja também
artigo Não se trata do que eu devo nem do que eu quero...
artigo Infeliz
artigo O sagrado
artigo Tenha uma vida afetiva abundante


As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa