Home > Espiritualidade

Kursk

por Sergio Scabia


Os Símbolos que fazem pensar: o Kursk, Titanic dos submersíveis…
Devem existir perdas humanas para que a opinião publica dedique suas manchetes e suas energias. Se somente a maquina tivesse se perdido no fundo do mar, em pouco tempo as noticias a respeito teriam sumido dos jornais.
Mas, mais uma vez, reunidos pelo destino, muitos seres humanos estavam prontos para partir, talvez para chamar com destaque a atenção sobre esse símbolo de destruição, construído quando a guerra fria já tinha acabado e a Rússia seguramente teria feito muito melhor se tivesse se dedicado a outras prioridades que não a da suprema maquina de ataque submarina. Pesando 13.900 toneladas, com dois reatores nucleares de 98.000 H.P, com 24 mísseis de médio alcance com ogivas nucleares e um numero enorme de torpedos de ultima geração: "inteligentes".
Torpedos inteligentes demais… talvez a serviço da paz! Tanto que a catástrofe está sendo atribuída à explosão de um deles por alguma "falha humana" (se tudo é construído pelo homem, só pode ser isso!).
O Kursk se auto-afundou. Demonstrou que o tiro pode sair pela culatra e que somos, mesmo em 2.000, sujeitos às velhas leis da natureza e da vida. O orgulho nacional, a vã supremacia de uma nação sobre outra nação, a vaidade pessoal de certos lideres poderosos garantiram mais um espetáculo desastrado para a humanidade.
Prioridades pífias das assim chamadas "superpotências", quando o mundo está carente em todas as áreas, continuam mantendo grande parcela da humanidade em desespero e ignorância.
O orçamento anual do Pentágono (O Ministério da Defesa dos EUA) supera o PIB Brasileiro (A riqueza toda produzida anualmente no Pais).
O fracasso no resgate do submarino evidenciou também que se tratava mesmo de uma "canoa furada". Um enorme caixão de aço, predisposto sobretudo para destruir (os outros ou a si mesmo?) e com praticamente quase nenhum respeito pela vida humana (amiga e inimiga).
De fato, em pleno terceiro milênio vimos um monstro de guerra enorme repleto de tecnologia de destruição se auto-eliminar, sem ao menos permitir que em 10 dias algo efetivamente eficaz fosse feito para salvar seus marinheiros. Uma maquina tão complexa não dispunha de um dispositivo de comunicação de emergência que permitisse falar de apenas 108 metros de profundidade. As desesperadas marteladas no casco, em código morse, indicam que salvar vidas nunca tinha sido prioridade 1. O foco era destruir o inimigo e ninguém pensou que com pouco esforço criativo poderiam ter sido previstas capsulas de pressão contendo telefones com fio que se soltariam rapidamente do casco em situações de emergência para boiar na superfície, bem como tomadas de ar de engate rápido (similares aos dispositivos de abastecimento dos carros de formula 1) espalhadas pelo casco e que pudessem ser acopladas a mangueiras de alta pressão vindo dos navios de apoio, para suprir de ar os marinheiros presos no seu interior. Afinal a profundidade de 108 metros era irrisória se pensarmos que os modernos dispositivos tripulados descem hoje a mais de 8.000 metros. (O Titanic está hoje para passeio turístico no fundo do mar na profundidade de 4.000 metros).
Percebem o absurdo?
Pelo link de um Jornal Italiano consegui entrar no site oficial do governo russo, para expressar minha tristeza com essa perda de vidas preciosas, mas após clicar sobre uma bandeira inglesa, passei para uma pagina totalmente em idioma Cirilico e aí tive de voltar.
Mas a Rússia não será a mesma após esta tragédia. Pela primeira vez a raiva dos familiares superou a dor e as posturas arcaicas começaram a tremer nas bases. O governo se viu humilhado, tendo que pedir ajuda aos Noruegueses que em 24 horas, sem conhecer o submarino e tendo que fabricar ferramentas especiais conseguiram abrir as escotilhas do Kursk somente para verificar que todos já tinham falecido. Que bom será o dia (e não está muito longe) em que por lá as prioridades mudarão e conseguiremos comunicar efetivamente com nossos maravilhosos irmãos russos, trocando finalmente mensagens de paz, alegria, felicidade e amor.


Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   Numerologia  
 
Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp



Sergio Scabia é co-fundador
do Site Somos Todos UM


Email: sergio@somostodosum.com.br
Visite o Site do Autor
Publicado em: 25/08/2000 12:00:30

Veja também
Dicas imperdíveis para trabalhar sem estresse
Despedidas
Evoluir não é opcional, evoluir é obrigatório!
Um chamado para a VIDA!
Confie e se permita ser guiado
Aprender a aguardar e ouvir os sinais


Deixe sua opinião sobre este artigo


© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.
As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo do Site.


Energias para Hoje
sábado, 21 de setembro de 2019

energia
I-Ching: 19 – LIN – APROXIMAÇÃO
É tempo de alegria e esperança. Trabalhe, seja perseverante e deixe que os outros se aproximem, pois agir em conjunto será muito benéfico.


energia
Runas: Kenaz
Abertura de caminhos, iluminação e proteção.


21
Numerologia: Otimismo
Cante hoje, mesmo que seja intimamente. Encontre seu melhor sorriso e o mantenha. Ria mesmo das dificuldades será bem fácil superá-las hoje. Dê atenção especial a si mesmo e irradie alegria àqueles que encontra.




Horóscopo

Áries   Touro   Gêmeos   Câncer
 
Leão   Vírgem   Libra   Escorpião
 
Sagitário   Capricórnio   Aquário   Peixes




+ Lidos da Semana anterior
1. O Ano Novo Solar do Brasil 2019
2. 6 lições que um relacionamento ensina!
3. Como definir quem são os psicopatas da nossa era?
4. 3 segredos para um relacionamento feliz!
5. Os ciclos planetários: momentos ideais para recomeçar
6. Como se blindar dos abusos de uma mãe narcisista perversa?
7. Você se empenha pelo que deseja?
8. Sorrindo com o pai da aurora

 
© Copyright 2000 - 2019 Somos Todos UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa