auravide auravide

Lições de solidariedade

por Saul Brandalise Jr.
Publicado dia 04/12/2008 16:54:57 em Espiritualidade

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

A solidariedade manifestada através das doações que recebemos aqui em Santa Catarina, para destinarmos aos desabrigados nas enchentes e desmoronamentos, demonstrou uma resposta singular ao povo Catarinense atingido - ou não - pela maior catástrofe de nossa história.
Igualmente a postura de nossos irmãos brasileiros, engajando-se na busca de um amparo às vítimas nos coloca em posição de profundo agradecimento.

Quando tomamos conhecimento de que alguns presidiários abriram mão do seu jantar para que os alimentos fossem destinados aos flagelados das enchentes, precisamos não só evidenciar esta atitude, mas também refletir.

Primeira reflexão:
Quantos de nós ficaram surpresos com o exemplo!? A maioria, não é verdade?

Segunda reflexão:
O presidiário não é um ser humano desprezível. Nós é que os julgamos assim. É um erro muito grande de nossa parte Julgar. Eles são assim porque ninguém os ensinou. Em sua maioria possuem um bom coração.

Terceira reflexão:
O que estamos colhendo em nosso Estado, neste momento, é fruto de nosso desleixo com o planeta e com o ambiente em que vivemos. Tornamo-nos insanos depredadores. Falta consciência, em todos nós, da importância e do retorno iminente que acabaremos recebendo por conta de nossas agressões ao meio-ambiente.

Quarta reflexão:
É impressionante, mas quanto menos a pessoa tem de recursos, mais ela ajuda. Elas, as menos favorecidas, conhecem, mais do que muitos de nós, o sentimento de falta e perda. O caminhão de bombeiros, que percorreu os bairros da Grande Florianópolis, confirmou a resposta mais determinante desta afirmação. Os bairros de classes econômicas inferiores foram os que mais ajudaram.

Quinta e ultima reflexão:
Precisamos acordar de nossa tranqüilidade achando que os problemas só acontecem com os outros. O tsunami e os vendavais não são privilégio dos Asiáticos. Nós também agredimos o planeta.

Certamente, muitos desabrigados, flagelados e empresários que perderam tudo o que tinham, foram vítimas de uma situação não criada por eles, mas acabaram se tornando cúmplices com a sua omissão. Este ponto não pode servir apenas de reflexão. Ele é muito sério e exige que todos nós nos perguntemos qual a futura postura a ser adotada, ou se deveremos continuar fazendo de conta que o problema não nos diz respeito.

Finalmente, queremos agradecer as doações que continuam chegando até nós. Lembramos aqui que as mulheres precisam de absorventes, assim como as crianças e bebês de fraldas.
Aos grupos de voluntários que nos ajudaram aqui em Florianópolis e por todo o nosso Estado, muito obrigado é pouco pelo muito que foi e está sendo feito. Vocês um dia colherão o bem que estão plantando.

A vida é Causa e Efeito.
Sei que nos veremos
Beijo na alma



estamos online

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

starstarstarstarstar
O artigo recebeu 1 Votos

Gostou?   Sim   Não  



Sobre o autor
saul
Saul Brandalise Jr. é colaborador do Site, autor do livro: O Despertar da Consciência da editora Theus, onde mostra através das narrativas de suas experiências como extrair lições de vida e entusiasmo de cada obstáculo que se encontra ao longo de uma vida.
Email: [email protected]
Visite o Site do Autor

Veja também
artigo Treinando a não-mente
artigo Horário
artigo Ativação dos sentidos interiores
artigo Amigos extrafísicos


As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa