auravide auravide

Machi


Entender a natureza é procurar conhecer, nem que seja um pouco a filosofia indígena. Entender a natureza é procurarmos entender os animais e o que eles procuram nos transmitir...

No sul do nosso continente americano os Mapuches habitavam e, até hoje são encontrados cultuando suas tradições. Lamentavelmente não existem registros de seus ancestrais. Os Jesuítas não andaram por aqui e se desconhece quem possa saber suas origens. Sua cultura, contudo, é interessante e seus segredos são conservados à “quatro chaves”.

Sabe-se que o Mapudungum (aquilo que fala da terra) é o seu sistema de comunicação. Seu idioma. Ao contrário da maioria das etnias indígenas eles não possuem Pajé, mas sim as Machi. São as curandeiras ou as intermediárias entre as pessoas e o mundo dos espíritos. Desnecessário dizer de que eles são muito espiritualistas. Seus trabalhos artesanais demonstram um conhecimento muito grande e uma enorme habilidade no trato da madeira.

O Lago que margeia San Carlos de Bariloche chama-se Nahuel Huapi, ou seja, Ilha do Tigre. Tudo, absolutamente tudo o que é importante, na natureza, nesta região recebe denominações Mapudungum. Daqui deste idioma saiu a denominação CHE que significa GENTE, muito utilizada pelos sulistas do nosso Brasil, em especial os gaúchos.

Ontem recebemos uma visita, aqui no camping La Petúnia. Uma gatinha angorá. Chegou com muita fome e, depois que a alimentamos, não foi mais embora. Parece dona do nosso Motor Home. Nos apegamos a ela e acho que vai conosco para o Brasil.

Espiritualmente os animais têm missões interessantes. Os cachorros sofrem quando seus donos estão com energia baixa. Os gatos, porém, se encarregam de limpar as residências e os ambientes onde moram.

Estamos sempre atentos aos Sinais do Universo. Sem que se fique imaginando que tudo é algo sobrenatural. Não gosto de gatos, mas com Machi – assim batizamos a nossa gatinha – é diferente. Parece que ela veio porque tinha que vir... Não sei se vamos conseguir partir sem ela. É incrível, mas na noite que passou sonhei com ela. Nos fazia companhia e andava conosco em um bosque semelhante a este em que estamos acampados. Antes de irmos dormir colocamos ela para fora do motor home. Na manhã ela miava quando a chamávamos e fomos encontra-la em cima do motor Mercedes...

Existem muitas coisas no mundo dos espíritos que a nossa mente humana é incapaz de decifrar. Querer entender é impossível. Vamos encarar isso como um presente...

Até a semana. Nos veremos...
Um beijo na alma.


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 2


saul
Saul Brandalise Jr. é colaborador do Site, autor do livro: O Despertar da Consciência da editora Theus, onde mostra através das narrativas de suas experiências como extrair lições de vida e entusiasmo de cada obstáculo que se encontra ao longo de uma vida.
Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa