auravide auravide

Matrix Forever - Parte 2


MATRIX RELOADED

Ao contrário do primeiro, esta continuação foi precedida de todo tipo de oba-oba. Expectativa dos fãs, ares de superprodução, merchandise, e o espírito original do filme começava a se deturpar... Mas os fãs (desta vez um culto) não se importavam: queriam mergulhar cada vez mais neste mundo, e junto com o filme surgiram histórias paralelas que se complementavam, em desenhos, games, revistas, sites. O projeto era ambicioso, grandiloqüente, e foi avisado que o segundo e o terceiro filme eram um só, que deveriam ser vistos juntos ou não faria sentido. De fato, ao final de Reloaded, estávamos todos segurando a respiração, pensando em como tudo aquilo iria fazer (Como as peças de um jogo de xadrez sendo armadas para o ataque de forma que o oponente não saiba COMO será atacado.) sentido(*). Novamente os esotéricos foram em cima dos detalhes e deixas, e dessa vez tinham muitas, atiradas com relativo ( Nesta continuação os diretores resolveram enveredar pelo aspecto psicológico e existencialista mais do que filosófico, mas infelizmente não conseguiram a mesma capacidade de transmitir (com diversão e simplicidade) a mensagem.) desdém(*) à platéia faminta. Vamos a (Algumas dessas coisas peguei das listas Voadores (que usa a projeção astral como veículo para o discernimento e uma consciência holística) e Malkhut, principalmente dos textos de Lázaro Freire.) elas(*):

O chaveiro:
O chaveiro simboliza o conhecimento oriental há muito esquecido. O Merovíngeo na verdade não aprisiona o chaveiro, apenas o guarda, como garantia de que o conhecimento não seja transformado em outra coisa que não aquilo para o qual foi escrito. O chaveiro diz que a porta para o Mainframe (Deus) ficará acessível por exatamente 314 segundos. Isso pode ter relação com o número Pi e com a Guematria, onde 314 é um dos nomes de Deus (El Shaddai).

Seraph:
Esse nome deriva do hebreu srphe e significa "abrasador" ou "queimar completamente". É interessante notar que a função dele no filme é a de um firewall (muro de fogo, em inglês) para proteção da Oráculo. É o mesmo nome dos anjos Seraphim (IM em hebraico é plural) que, segundo o conceito hebraico, não é apenas uma classe de seres que "queima", mas "que se consome" no amor à Deus. Daí o fato dele aparecer com os códigos diferentes, como se estivessem em brasa.

Merovíngeo:
Há toda uma linhagem de Reis da França pertencentes a esta "tribo" que o Vaticano exterminou. É dito que os merovingeos seriam descendentes diretos de Madalena - e Jesus. Filhos de Notre Dame, descendentes no exílio, herdeiros de Jerusalém (Zion?), que até hoje tentam recuperar seu reinado e ocupar uma "terra prometida". A perda do direito de passar a tradição esotérica se deu entre os merovíngeos quando houve os casamentos armados e a imposição da igreja. Restou tão somente a aparência, assim como o personagem do filme. A cena dele com o bolo é eficiente em nos mostrar o quanto nos deixamos levar pelos sentidos, pelo prazer ou dor - o que seja - e esquecemos o PORQUÊ das coisas. E assim somos facilmente manipuláveis. Ele nos diz que as "escolhas são ilusões criadas por aqueles que detêm o poder e os que não o têm". No final do terceiro filme Neo mostra que há sim escolhas...

Persephone:
Era a esposa de (Na mitologia, o senhor dos infernos. Interessante notar que no Revolutions vamos encontrar os dois em um \'inferninho\'.) Hades(*) e rainha da Intuição. Esta personagem representa uma típica vampira emocional. Julga sua vida desinteressante e sua diversão (e prazer) é se alimentar das situações que cria com as pessoas ao seu redor, sejam elas de amor, ódio ou surpresa. Isso a faz se sentir viva, querida e importante. Infelizmente ela não existe apenas nas telas do cinema. Há muitas Persephones espalhadas por aí, que gostam de fomentar intriga, ciúmes, raiva, e depois ficam vendo o pau quebrar com um sorriso angelical no rosto.

Smith
Na chegada do Agente Smith em Reloaded, a primeira coisa que vemos é o seu carro, cuja placa é IS 5416. Ao pegarmos a Bíblia em Isaías 54:16 vemos: "Eis que eu criei o ferreiro, que assopra as brasas no fogo, e que produz a ferramenta para a sua obra; também criei o assolador, para destruir". Uma vez que surge o super-homem iluminado (Neo) para a conservação dos seres humanos (Vishnu) também ocorre a criação da sua contraparte, visando exatamente a destruição (Shiva).

Oráculo
A grande mensagem que Oráculo dá a Neo é sobre o livre arbítrio. Até quando somos livres para decidir nosso futuro?
Neo - Mas se você já sabe o que eu ia escolher, como poderei fazer uma escolha?
Oráculo - Porque você não veio aqui para fazer uma escolha. Você já a fez antes. Você está aqui para tentar entender o porquê da sua escolha.
Essa frase tenta colocar no inconsciente das pessoas o porquê de elas estarem aqui na Terra. Oráculo representa a guia espiritual, que nos ajuda a fazer aquilo a que nos propusermos fazer antes de encarnarmos. Claro que nem todo mundo pode organizar como vai ser sua encarnação, que desafios terá de encarar, etc. Mas também não é um luxo para poucos. Basta ter vontade de acertar e discernimento. Só que, uma vez que mergulhamos na carne (na Matrix) perdemos todas as nossas memórias (ou seja, qualquer chance de burlar a Lei da Evolução), ficando somente as conquistas espirituais (caráter) que são as lições que você realmente aprendeu e incorporou ao seu "código" (espírito). Por isso a importância do Oráculo, o guia espiritual, que é um espírito como você, mas que possui conhecimento de toda a programação. Ele obviamente não vai contar as dificuldades que virão nem contar quem você foi ou o que você fez no passado, senão você poderia "colar" na prova, e perderia assim todo o sentido desta experiência na Terra, que é a evolução, o aperfeiçoamento. Quando você está do "lado de lá", se preparando pra reencarnar, geralmente sabe no que errou e se compromete a procurar melhorar. Essa é sua escolha. Só que saber intelectualmente é muito fácil, o difícil é aprender "na pele". E é por isso que estamos aqui. Para botar em prática nossa escolha, saber das conseqüências desta escolha, e assim nos conscientizarmos dela. Ao fazer isso, sua escolha não se torna apenas uma escolha, e sim uma AÇÃO SUA (Karma = ação). Você SE TORNA sua ação, que passa a ser o que você É, e não o que você (Para entender melhor, vejamos a transcrição do diálogo de Niobe com Oráculo, retirado do jogo Enter the Matrix (que também foi escrito pelos irmãos Wachowsky):

Oráculo - A escolha é ajudar Neo, ou não.
Niobe - Eu posso ajudar?
Oráculo - Foi por isso que eu chamei você. Eu não posso dizer a você o que vai acontecer. Tudo que eu posso fazer é esperar que, quando a oportunidade aparecer, você vai ter coragem de fazer o que você puder.
Niobe - Certa vez você me disse que você sabia tudo o que você precisava saber.
Oráculo - E eu sei. Eu sei tudo do início ao fim deste caminho.
Niobe - Eu não entendo.
Oráculo - Até mesmo eu não posso ver além do fim.
Niobe - O fim? Você está tentando me dizer que o mundo vai acabar?
Oráculo - Sim, se nós não pudermos salvá-lo, ele irá acabar.
Niobe - Você quer dizer Neo...
Oráculo - Eu quero dizer nós. O caminho do Escolhido é feito por muitos. Eu tenho um papel nele, assim como você.) escolheu(*).

Arquiteto
Aí entra a figura do Arquiteto, que é apenas outra (O Arquiteto é mostrado como branco, aristocrático, direto e determinista, enquanto Oráculo é negra, despojada, enigmática e intuitiva. Yin e Yang.) faceta(*) da Oráculo (ou vice-versa). Ele nos diz: existem escolhas na Matrix, mas as probabilidades apontam sempre pra um caminho previsível. Por quê? Porque nosso "código" (espírito) é previsível. É mais fácil um criminoso ter vontade de matar do que de cultivar a vida. No momento em que ele quebrar a seqüência do seu próprio código (que ele mesmo criou em sucessivas encarnações), vai poder ser livre pra dizer "não vou matar nunca mais" e aí cria a tal "anomalia sistêmica contraditória" que o Arquiteto menciona no filme, que nada mais é que um passo em direção à iluminação (evolução).

Zion:
Uma rave techno extremamente longa e totalmente desnecessária dentro da narrativa do filme... mas não como simbologia. Zion é a catarse de um povo que vive exclusivamente para seus sentidos. Uma grande "força burra", o equivalente à energia sexual do corpo humano - Kundalini - que fica adormecida no chakra básico (equivalente ao subsolo) e usada normalmente para o sexo. Mas, através da liderança de Morpheus, ela é redirecionada para a "boa luta" (a subida da Kundalini). No discurso de Morpheus vemos "Eu lembro que, há cem anos, lutamos com essas máquinas! Há cem anos, elas mandam exércitos para nos destruir! E, depois de um século de guerra, eu lembro a coisa mais importante: ainda estamos aqui!". Ou seja, quando há a repressão e tentativa de supressão das energias sexuais, aí é que ela se torna mais perigosa, como mostra o resto do discurso: "Esta noite, vamos sacudir esta caverna! Vamos ser ouvidos do rubro núcleo até o negro céu! Esta noite, vamos fazer com que elas lembrem: aqui é Zion, e nós não temos medo!". O que vemos no terceiro filme é o equilíbrio alcançado entre o (O chakra frontal, responsável pela mente e a intuição (Arquiteto e Oráculo), é chamado de Ajna, que em sânscrito significa \'comando\'.) comando(*) (máquinas) e a força-motriz (Zion).

Uma cena digna de nota é a com "Kid", o garoto que fica babando Neo, em Zion. Ele nada mais é do que o arquétipo do fã doente de Matrix! Sim, aquele que acha que Matrix tem todas as respostas, que quer fundar uma religião com São Neo, São Morpheus e Santa Trinity. Neo passa o tempo todo dando gelo no cara, que possui os olhos e a fala de um viciado, um fanático. Quando o garoto diz "você me salvou, Neo", Neo se vira pra ele e diz "você se salvou!". É excelente pra fixar na mente das pessoas que elas não precisam de ídolos, de salvadores, de estátuas que podem acabar lhe esmagando...


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1


acid
Acid é uma pessoa legal e escreve o Blog www.saindodamatrix.com.br
"Não sou tão careta quanto pareço. Nem tão culto.
Não acredite em nada do que eu escrever.
Acredite em você mesmo e no seu coração."
Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa