auravide auravide

Muito barulho por nada...


Números sempre impressionam... para nós, eles funcionam como uma espécie de "selo de garantia"! De alguma forma, é como se o simples fato de poder ser expresso em números tornasse um fenômeno qualquer menos incompreensível. Dizemos "reduzir" alguma coisa a uma cifra, mas no fundo, essa "redução" é magro consolo para o imponderável que insiste em nos surpreender...

Mas, o que se há de fazer... a gente adora números! Ainda mais quando eles falam de um outro dos nossos assuntos favoritos: os homens, essas criaturas tão diferentes de nós, que passamos a vida tentando compreender e que insistem em nos escapar... sempre!

Estava navegando pelo Psychology Today, um site excelente e seríssimo sobre todos aqueles assuntos que povoam nossa cabeça com pontos de interrogação, quando dei de cara com o título: "Cinco dados chocantes sobre os homens e o sexo"! Hein?

No fundo, no fundo, a gente já desconfiava, mas é sempre bom saber que:
- Eles não pensam todo tempo em sexo. Um estudo feito pelo Instituto Kinsey (sim, o do famoso relatório Kinsey, que virou até filme!) revelou que 54% dos homens pensava em sexo todos os dias ou várias vezes ao dia, enquanto 43% dos homens admitia pensar no assunto apenas algumas vezes por semana ou por mês. Como o estudo, como era de se imaginar, foi baseado nas informações que os próprios objetos de pesquisa forneceram, é de se imaginar que houve algum exagero nos 54%...

Por outro lado, a situação-clichê, homens que querem sexo toda noite X mulheres que têm dor de cabeça para justificar o fato de preferirem virar para o lado e dormir, tem grandes chances de expressar a mais pura e difícil de administrar das verdades. Um estudo na Alemanha confirmou que depois do casamento o desejo das mulheres diminui. Depois de quatro anos de casadas, menos da metade das mulheres fazia sexo regularmente. Depois de 20 anos, o número cai para espantosos 20%! Enquanto isso, a libido de nossos companheiros mantém-se firme durante todo o tempo que durar a relação... meninas, aí está um bom ponto de reflexão...

- É fato, o tamanho do pênis deixa nossos parceiros aflitos e medir-se, além de comparar-se com os outros, parece realmente ser uma espécie de hobby cruel do sexo oposto... Aqui, os estudos não chegam nem perto da verdade porque, bom, eles mentem! Os dados mais confiáveis vêm de publicações dedicadas aos médicos, como o Journal of Urology e o International Journal of Impotence Research e revelam que o pênis médio em ereção mede entre 12.90cm e 13.58cm. E, por favor, mais, muito mais importante do que o tamanho, garantem os especialistas, é o ângulo. Tamanho do pênis é fetiche, fica na mesma categoria dos seios do tamanho de bolas de basquete, dos famosos bumbuns de tanajura e de outras esquisitices anatômicas da nossa espécie...

- Lembram quando a AIDS surgiu como praga divina, ameaçando dizimar a população homossexual da face da terra? Lembram que na enxurrada iríamos todos, até os inocentes, se é que existem... não se salvaria nem mesmo a mais conservadora e "certinha" das donas de casa dos subúrbios, indefesa, à mercê das aventuras de seu marido... Pois bem, essa é a parte do exagero... de acordo com o Journal of the American Medical Association, os homens quase nunca são contamidados pelas mulheres e as chances de um homem transmitir o vírus para uma mulher, embora maiores, são de 1 para 1000. O que não quer dizer que as mulheres devem parar de se proteger, por favor! Ao contrário, mais do que nunca, "sexo seguro" é a melhor prática! A África, onde morrem 6 mil pessoas todos os dias, sim, todos os dias, de AIDS, está aí para nos fazer pensar nisso...

- E finalmente, para quem se cobra a performance de um mestre em sexo tântrico, é bom saber que uma sessão de sexo dura em média de três a dez minutos. As maratonas sexuais, são exceção, não regra...

Pois é, "muito barulho por nada", diria Shakespeare...

O site do Kinsey Institute é um mundo de informações sobre sexualidade, dá até para fazer perguntas e para navegar por galerias de arte erótica, interessante! (em inglês).


estamos online

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1




Adília Belotti é jornalista e mãe de quatro filhos e também é colunista do Somos Todos UM.
Sou apaixonada por livros, pelas idéias, pelas pessoas, não necessariamente nesta ordem...
Em 2006 lançou seu primeiro livro Toques da Alma.
Visite o Site do Autor


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa