Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Nós somos o que pensamos

por Acid
Nós somos o que pensamos
Publicado dia 01/10/2004 12:25:52 em Espiritualidade

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

Cada indivíduo é a soma de todas as suas aquisições pessoais ao longo do tempo, e esses traços característicos de sua personalidade repercutem vibracionalmente, formando sua (Algo como a \'aura psicológica\', já que a aura que clarividentes vêem nos encarnados é na verdade a soma do pensamento com a energia corporal dos chakras.) psicosfera pessoal(*).

(Pseudônimo para o que muitos dizem ser Carlos Chagas, que se tornou uma espécie de \'repórter espiritual\', trazendo notícias de primeira mão de como são as coisas do \'lado de lá\', através da psicografia de Chico Xavier e Waldo Vieira. Citação retirada do livro Nos domínios da Mediunidade.) André Luiz(*) afirma: "O pensamento espalha nossas próprias emanações em toda parte a que se projeta. Deixamos vestígios espirituais onde arremessamos os raios de nossa mente, assim como o animal deixa no próprio rastro o odor que lhe é característico, tornando-se, por esse motivo, facilmente abordável pela sensibilidade olfativa do cão".

O mentor espiritual Camilo, no livro “Educação e Vivências”, acrescenta: "Não são poucos os casos em que as almas que desenvolveram atitudes de Dom-Juanismo em vidas pretéritas, tendo causado danos a si mesmas e a terceiros; ou pessoas que exageraram no campo das energias sexuais - promovendo escândalos morais de destaque ou não - reencarnem trazendo seu odor libidinoso, sua aura assinalada por fortes elementos atraentes de outras criaturas de idêntica inclinação moral, capazes de sofrer, na atualidade, as investidas para as quais têm o campo energético predisposto. Não é por outra razão que temos as situações de assédio ou agressões sexuais que, embora tenham largo espectro de justificativas da formal psicologia, têm por base as vivências malsinadas do pretérito".

Sobre isso, quero abrir um parêntese, para que ninguém encontre aqui justificativa para a violência:
Mês passado fui numa palestra de Divaldo Pereira Franco, com o tema Sexo e obsessão. Perguntaram a ele se o estupro era karma, e, se fosse, qual seria a culpa do estuprador, se ele foi apenas um "instrumento do karma"? Ele falou que o estupro era karma sim, mas que esse karma não precisava de um estuprador pra ser cumprido. As pessoas confundem muito a Lei do Karma com a Lei de Talião, do olho por olho, dente por dente. A Lei Divina sempre encontra meios que ajudem a evolução sem que seja preciso que outras criaturas se endividem em (O que me parece bastante lógico, já que Deus não é uma criatura caprichosa, que gosta mais de um do que de outro (E nem sequer é uma criatura).) erros(*). Mas as pessoas têm livre-arbítrio, e, pela Lei da afinidade, o próprio mal do (Embora nesta encarnação a pessoa seja um amor de criatura, ainda carrega ao redor de si o campo instigador das atrações grosseiras, atraindo, assim, indivíduos que exteriorizam energias similares.) passado(*) acaba atraindo o mal do presente.

Não fiquem procurando punições pra além da justiça dos homens. Mas saiba que ela virá, e virá por outros meios que (A menos, é claro, que você queira se endividar e continuar neste ciclo de ofensas pra sempre aqui na Matrix. Lembrem-se sempre das palavras de Jesus: O escândalo é necessário, mas ai daquele por quem o escândalo vier!) desconhecemos(*).

"Mas eis que a mão do que me trai está comigo à mesa. Porque, na verdade, o Filho do homem vai segundo o que está determinado; mas ai daquele homem por quem é traído!"
(Sobre Judas, em Lucas (Sugiro que as pessoas que vêem muito no relógio o número 22:22 meditem à respeito desta frase. Pode ser um aviso dos guias espirituais, ou pode ser apenas coincidência. Mas meditem. Mal não faz.) 22:21-22(*))


Voltando ao assunto, esse "rastro" que deixamos é o pensamento cristalizado no que o espiritismo chama de (Um tipo de matéria mais sutil (em outra vibração, além dos nossos sentidos) e por isso mesmo mais fácil de ser manipulada. Muitos confundem isso com o Plano Espiritual, quando na verdade é o Plano Etérico. Essa frescura de diferenciar nomes é pra indicar que o Etérico não é exatamente a morada dos espíritos, embora muitos praticamente vivam por aí.) éter(*), formando imagens fluídicas, e a reunião de imagens semelhantes acaba formando uma egrégora. Um sensitivo pode entrar em lugares e ver, ou sentir (com maior ou menor precisão, dependendo do grau de sensibilidade ou clarividência da pessoa) o que se passou no ambiente (em certos lugares, como delegacias, nem precisa ser sensitivo pra se sentir mal).

Um exemplo prático, só pra descontrair: Certa vez fui me dirigir a (Oráculo é só um apelido para um espírito amigo, que vive na \'Colônia Lilás\', um tipo de planeta parecido com a Terra, que fica interpolado ao nosso (em outra vibração), e que se comunica conosco através de uma médium. O apelido carinhoso é porque ela ajuda as pessoas como a Oráculo de Matrix ajudou Neo na busca do autoconhecimento, apenas desenvolvendo o potencial que há DENTRO da pessoa. Não gosto de usar nomes (não precisa... pra que?). Além do que tem muito maluco (doido de jogar pedra mesmo!) no mundo e não quero essas pessoas interferindo na minha vida pessoal (além do fato de que não sou muito sociável...).) Oráculo(*) e, sabedor de que ela pode, por vezes, (Embora os espíritos não \'invadam\' a mente da pessoa, por ser antiético, quando o pensamento é dirigido a eles, ele é captado. Aliás, certos encarnados também fazem isso...) captar(*) pensamentos, pensei em um bocado de perguntas (A Criação do Mundo, os extraterrestres, essas coisas que não contribuem pra minha evolução como pessoa, e sim pra satisfazer a minha curiosidade por esses assuntos, que é gigantesca!) mirabolantes(*) pra, quem sabe, botar no texto. Mas ela, com sua simplicidade habitual, me desconcertou com a resposta "Não se preocupe. Seu futuro quarto vai ser tão grande quanto o atual". Fiquei entre surpreso e indignado. Não era isso que eu queria ouvir, nem o que eu estava pensando! Pensei então "Ela deve ter chutado qualquer coisa pra me dizer. Isso é a última coisa com que eu ia me preocupar”!

Já mencionei aqui que eu tenho uma PÉSSIMA memória, então, quase uma hora depois, me vêm a lembrança de que, quatro dias antes, eu tinha passado pela frente do meu quarto e parei, por 1 minuto, pra pensar se caberiam todas as minhas coisas num hipotético quarto (Faz mais de 1 ano que pensamos em nos mudar, mas sequer botamos a nossa casa pra vender, ou seja, não pensamos muito nisso, e eu muito menos. Mas nesse dia eu pensei, por 1 minuto apenas.) novo(*).

Como eu realmente não ocupo muito minha cabeça com questões materiais, esqueci rapidamente, e não comentei isso com ninguém. Mas Oráculo captou, de passagem pela casa, e usou essa "frase boba" pra dizer, de forma sutil, que ela continua por perto, que eu deixe de ficar viajando em tantas coisas espirituais que não levam a lugar algum (estou tentando, estou tentando!) e que eu não me preocupasse com o futuro, e sim com o presente.

Referência: Explicando a Mente


estamos online

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

starstarstarstarstar
O artigo recebeu 1 Votos

Gostou?   Sim   Não  



Sobre o autor
acid
Acid é uma pessoa legal e escreve o Blog (Saindo da Matrix).
"Não sou tão careta quanto pareço. Nem tão culto.
Não acredite em nada do que eu escrever.
Acredite em você mesmo e no seu coração."
Email:
Visite o Site do Autor

Veja também
artigo Transcomunicação Instrumental
artigo A liberdade de ser
artigo Você sabe quais os benefícios de um atendimento de radiônica?
artigo Do Oran Mor aos corações apaixonados pela Luz





horoscopo


As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa