auravide auravide

O fim da saudade do amor


Certa vez, durante uma projeção, perguntei ao sábio Vyasa:
- Você, que é craque em Vedanta, fale algo sobre Brahman (1) para complementar aquele texto!
Ele riu e disse-me mentalmente:
"Brahman é o fim da saudade do Amor!

Quando alguém percebe isso, dissolvem-se os nós que atavam o divino potencial do coração. Então, duas cascatas douradas jorram do coração em duas direções: uma delas sobe até o chakra das mil pétalas (2) e expande a consciência. A outra desce pelo centro da coluna e ativa o potencial da Shakti (3) no centro do chakra muladhara (4).

Esse é o ponto crucial: o coração espiritual é o centro de duas cachoeiras luminosas.
Inspirado pelo amor, ele emana essas duas torrentes sáttvicas (5). Isso é união! (6).
O ser é Brahman e Brahman é o ser!
Quando o manto da dor da saudade de Brahman é removido, o coração descobre o coração; e o que se vê é indescritível. Brahman é a Luz das luzes, o Espírito dos espíritos.

Vasto e simples, serenidade e turbilhão galáctico, invisível aos tontos e visível aos amantes da sabedoria. Tudo é Ele!"
O Sábio Vyasa me ensinou isso (milhares de anos atrás) e continua passando os toques que dissolvem os nós do coração.
A seguir, ele se tornou uma estrela e decolou para o espaço sideral rumo àquelas dimensões sutis repletas daquela paz que os homens desconhecem por aqui.

Eu voltei ao corpo físico adormecido e coloquei como ponto central de minhas meditações a chave que ele inspirou aos rishis (7) de outrora: "Brahman é o fim da saudade do Amor!"
Que esse sábio mentor dos escritores espirituais possa inspirar a abertura das cachoeiras da paz imperecível em nossas vidas. E que a saudade vá embora... forever!

Tudo é Brahman! Tudo é Ele!
Om Tat Sat (8).


Notas (do sânscrito):
1. Brahman: "O Supremo"; "O Todo"; "Deus".
2. Chacra das mil pétalas: "Chacra coronário"; "Chacra da coroa"; "Chacra do topo da cabeça".
3. Shakti: "Força divina aninhada na base da coluna"; "Kundalini".
4. Chacra muladhara: "Chacra da base da coluna"; "Chacra básico".
5. Sáttvicas: "Equlibradas"; "Puras".
6. União: Em sânscrito: "Yoga".
7. Rishis: "Sábios".
8. Om Tat Sat: "É um mantra evocativo dos três aspectos do divino na cosmogonia hinduísta: Brahma, Vishnu e Shiva. É muito usado por vedantistas (seguidores do Vedanta, um dos seis principais sistemas filosóficos da Índia). O sábio Vyasa gosta muito desse mantra. Outros textos inspirados por ele podem ser encontrados em nosso site na seção "textos projetivos e espiritualistas". É só clicar o nome dele na seção de procura por palavras e aí surgirão vários textos indicados.


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1


wb
Wagner Borges é pesquisador, conferencista e instrutor de cursos de Projeciologia e autor dos livros Viagem Espiritual 1, 2 e 3 entre outros.
Visite seu Site e confira a entrevista.
Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa