auravide auravide

O homem do mundo é mais frágil que perverso


Eu quero externar minha gratidão a todos que lêem meus artigos e dizer que cada artigo é uma homenagem a você, integrante do STUM, porque eu pesquiso e escrevo olhando suas almas e pedindo ao UNIVERSO que me inspire para dizer a palavra certa, na hora exata.

O Humberto teve o carinho de participar com comentários do Blog sobre o meu artigo “Dia da Caridade”, um Dia Especial, e diz que foi espírita por 10 anos e que os espíritas kardecistas são invejosos, preconceituosos e hipócritas principalmente com os homossexuais. Eu admiro a coragem do Humberto, ao fazer estas afirmativas. Eu, no entanto, diria diferente, há pessoas hipócritas, invejosas e preconceituosas em todas as religiões e por que não dizer, no mundo. Afinal, estamos num planeta maravilhoso, mas ainda de baixa freqüência vibracional. Tenho encontrado, neste Planeta Azul, muitas almas boas, despidas de vaidade e com a mente aberta e livre para todo tipo de situação existencial.

Uma só coisa, Humberto, eu quero dizer a você. Evitemos juntar às nossas críticas a energia do julgamento, mesmo naqueles momentos em que estamos p. da vida e com certas pessoas atravessadas na garganta. Contemos até 10. Pensemos mil minutos, antes de apontar o dedo. Perdoemos, Humberto, eles não sabem o que fazem, disse Jesus. Alguém pode indagar: será possível criticar, sem julgar? Sim. Você pode apontar erros nas atitudes de uma criatura, sem considerá-la culpada por estar realizando aquela atitude.

A Daniela, diz assim, “adorei a matéria sobre caridade, cada vez mais pessoas estão se conscientizando de que ajudar ao próximo é nossa missão aqui na terra; quanto ao comentário do nosso amigo Humberto, discordo, pois existem pessoas e pessoas, assim como existem espíritas e espíritas, sinto muito por você não ter encontrado um bom grupo de espíritas, seja sua religião qual for não deixe que o preconceito e o julgamento de pessoas sobre as quais não nos cabe o julgamento, tomar conta de seu coração!! Procure fazer sua parte sem se importar com as pessoas que fingem fazer as delas!!”

Está correto, todavia, quanto a esta questão de ajudar o próximo, Dani, a gente deve sempre se lembrar que a missão nossa de ajudar o próximo, compreende ajudar a nós mesmos que somos o próximo mais próximo. Então, é preciso que estejamos bem, que realizemos nossos projetos e sonhos, para que repletos de alegria e paz possamos, aí sim, atravessarmos a rua e resgatar o irmão ou irmã terrenos que estejam em dificuldade. Falo isso porque sabemos que quem não acendeu um candeeiro em seu casebre, não pode iluminar a casa do vizinho, não é verdade?

E a Daniela, com muita dignidade, deixou o seu e-mail, para poder trocar idéias com o Humberto. É isso, menina. Podemos não concordar com uma criatura, mas não é preciso se tornar inimigo. Pensar diferente é um direito que todo cidadão tem. Eu costumo sempre dizer para as pessoas que participam de meus cursos. Você tem o direito até de odiar o que diz ou faz uma pessoa e assim mesmo continuar amando esta criatura. Ela é eterna, mas o que fala ou realiza é temporário, um dia vai cair o cartão (antes era ficha, lembram-se?) e ela vai tomar consciência de suas atitudes. E se você mantiver o amor em seu coração, poderá estar pronto para socorrê-la, no futuro, quando ela tiver recuperado sua sanidade.

E para vocês verem como as opiniões divergem, a Taiane Miyake (transexual), diz assim: “Tive vários problemas não só com minha família como comigo também, de não aceitação quando percebi minha opção sexual, e foi com ajuda de grandes amigos na época, que já faziam parte da doutrina deixada por Allan Kardec, que me encontrei e também passei a me aceitar e me ver como espírito que está neste plano expiando e no caminho da perfeição”.

Observem que interessante. Ela diz ter ti problema com ela mesmo, de aceitação, quando se percebeu realizando esta opção sexual. Por falar nisso, dia desses estive em Serra Negra com minha mulher, visitando um primo e o seu parceiro. Lá encontramos outros dois casais de homossexuais e foi um final de semana muito gostoso. Passeamos, fomos a um barzinho delicioso, conversamos sobre espiritualidade, mediunidade e também jogamos muita conversa fora, como se diz por aí. Um deles, o Marcelo, um rapaz de excelente percepção espiritual, disse que se pudesse não teria feito esta opção sexual. Por isso, é bom que estas criaturas que criticam duramente os homossexuais, as lésbicas, os ladrões, os assassinos, pensem muito antes de desancar pauladas, pois nem sempre estas atitudes vêm do coração, da vontade de cada um deles. O comportamento humano é influenciado pelo ambiente, pela educação e até em razão do processo reencarnatório escolhido. Há espíritos que estão transitando de uma polaridade para outra, ou seja, da masculinidade para a feminilidade e ao renascer ainda não conseguem imprimir totalmente no corpo físico e no comportamento as características novas que buscam adquirir para o seu processo evolutivo. Li num livro do Dr. Bezerra de Menezes o caso de um espírito que vivera como homem e escolheu renascer como mulher na vida seguinte, sofrendo os efeitos dessa mudança, para ocultar-se de espíritos antes seus comparsas, que buscavam, de novo, envolvê-lo nas malhas do crime.
Humberto de Campos no livro Boa Nova põe na boca do Mestre esta frase singela e profunda: Pedro, o homem do mundo é mais frágil, que perverso.

Agora trago para nossa roda de conversação a Carmem, que me encantou com suas palavras, dizendo que “sem caridade, realmente não há como crescer, evoluir. Quer prova maior de caridade, do que a de Deus para com todos nós? A paciência e benignidade de Deus são infinitas para conosco. Isso deveria ser motivo de orgulho para toda a humanidade, mas sei, com certeza, que dia virá, no qual Deus vai transformar essa obra, que somos nós, de uma pedra bruta, para um lindo diamante”.

A Wilma de Portugal faz uma abordagem muito expressiva sobre a caridade dizendo o seguinte: “é verdade que a fome do estômago agride, mas e a fome do coração? Essa só é saciada, quando um entendimento fraterno nos coloca diante da missão a que nos propusemos: trabalhar com humildade para espargir a luz”. E aproveitando a deixa da Iclea, queremos homenagear todos os pais, com as palavras da Iclea: “Tive a sorte de nascer nessa data, considerada o dia da caridade e de ter recebido do meu amado pai, os ensinamentos do Evangelho Segundo o Espiritismo”. Realmente, quem teve logo que retornou à Terra pais que ofereceram a orientação segura sobre Deus e Jesus, tiveram facilitada sua missão nesta existência.

Eu tenho falado e escrito muito sobre sincronicidade, informando sempre que o Universo atende nossos apelos. A Aura Maria chegou como um pássaro cantador, nesse blog, dizendo que: “Tudo está caminhando para mim! Sempre me delicio com os artigos desse site, mas essa semana, Meu Deus! Todos, mas todos os artigos mesmo me falaram de assuntos que ando estudando. Como sempre complementaram minha busca. Foi demais!”.

Minha gratidão a todos. O espaço não me permite citar os comentários de todos, mas saibam que todos estão em meu coração.



estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1


wilson
Wilson Francisco é Terapeuta Holístico, escritor e médium espírita. Desenvolve o Projeto Mutação, um processo em que faz a leitura da alma da criatura e investigação do seu Universo, para facilitar projetos, sonhos e decisões, descobrindo bloqueios, deformidades e medos que são reprogramados energeticamente. Participe do Projeto Mutação confira seus artigos anteriores
Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa