auravide auravide

O Sofrimento


Uma vez li que o que nos faz sofrer não é o acontecimento em si mas a nossa reação a ele e eu tenho usado muito isso nas ocorrências do dia a dia, o que me deixa preparada para lidar com situações mais difíceis quando elas se apresentam. É muito interessante como a simples lembrança desse fato opera mudanças incríveis..

Um exemplo simples aconteceu recentemente quando eu e minha filha estávamos de férias. A praia perto do hotel era maravilhosa mas cheia de pedrinhas e soubemos que havia uma praia mais distante só de areia.

Pegamos um taxi e falamos com o motorista aonde queríamos ir.. Ele nos disse que essa praia não era de areia e falou de uma outra que não tinha pedras, além de ser muito mais bonita. Só que não tinha taxi nem ônibus lá e que se marcássemos uma hora ele nos buscaria. Nós resolvemos mudar os planos e combinamos com ele de nos pegar às 15 horas. Ao chegar lá, quando descemos a estrada de terra que dava na praia, ficamos muito decepcionadas porque a praia só tinha pedrinhas e elas estavam muito quentes àquela hora.. nenhuma sombra.. o calor estava quase insuportável além do que o mar ali parecia mais agitado.
Tudo parecia ter dado errado. pensamos que o dia tinha sido perdido e começamos a reclamar arrependidas de ter mudado os planos e sem entender como o motorista do taxi podia ter garantido que aquela era uma praia de areia se ali só tinha pedras. Foi aí que resolvi mudar minha reação àquele acontecimento e parei de resistir e reclamar. Falei pra minha filha que como teríamos mesmo que ficar ali por 4 horas, até o motorista retornar, que a melhor coisa a fazer era não resistir, aceitar aquela situação e ver o que tinha de bonito ali.
Então começamos a olhar ao redor e vimos uma pedra grande lá no final da praia e umas árvores com sombra. pra onde fomos. Resolvemos entrar no mar para experimentar as máscaras de mergulho que tínhamos comprado. As pedras da praia eram pequenas mas à medida que você entrava no mar elas ficavam maiores. Era mesmo difícil entrar ali; mas fomos assim mesmo. Quando coloquei a máscara, mergulhei e olhei pela primeira vez o mar. Foi como se eu tivesse entrado em um outro mundo. As pedras que a princípio pareciam um obstáculo eram lindas, refletindo os raios do sol e as muitas cores da água, que era muito transparente.. O movimento das plantas... os pequenos peixes... era tudo maravilhoso. Esquecemos completamente todo o outro lado e ficamos horas fascinadas com esse mundo que estávamos descobrindo pela primeira vez em um lugar que depois soubemos ser o melhor pra se olhar o fundo mar.

O Universo tinha nos dado um presente e com nossa resistência nós quase perdemos essa oportunidade... Não resistir.. aceitar. mudar a reação.... pode operar verdadeiros milagres.

*Desenho de autoria de Rubia, e-mail: [email protected]



estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1


rubia
Rubia A. Dantés é Designer, cria mandalas e ilustrações em conexão...
Trabalhos individuais e em grupo, com o Sagrado Feminino, o Dom e o Perdão...
Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa