auravide auravide

Porque amo Ho´oponopono

por Rubia A. Dantés
Publicado dia 03/01/2008 15:56:18 em Espiritualidade

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

Recentemente me vi, no mesmo dia, em contato com 3 pessoas que de forma muito nítida apresentavam o mesmo tipo de comportamento, que vinha de um mesmo padrão...
Era algo completamente oposto ao meu ponto de vista e ao meu comportamento...
Relutei em aceitar que eu tinha aquele mesmo padrão em algum nível... uma vez que conscientemente é algo que não percebia em mim...
Mas não tive outra alternativa a não ser aceitar que alguma memória minha estava atraindo aquela situação que se projetou na minha realidade por aquelas 3 pessoas com o mesmo padrão... em um mesmo dia. Era óbvio demais que aquilo era um reflexo de alguma coisa dentro de mim.

O Ho’oponopono me trouxe muita clareza de como criamos a nossa realidade, ao projetar nossas memórias, como um filme, que traz... pessoas, situações, lugares, como um reflexo, para que possamos ver... o que de outra maneira não conseguiríamos enxergar em nós mesmos.

Passaram-se alguns dias e de novo me vi diante de um mesmo tipo de padrão em pessoas diferentes que... de alguma forma atraí para a minha realidade em um mesmo dia.

Parece que quando nos dispomos a limpar as memórias, elas realmente aparecem para serem liberadas de uma forma que não te deixa nenhuma dúvida que não é o outro... mas algo dentro de você, que está atraindo o mesmo tipo de situação.

Só que dessa vez, a ação daquelas pessoas me parecia exatamente o oposto do meu jeito de ser...
Respirei fundo e fiz todos os passos para que a limpeza acontecesse, mas... o alivio não chegou tão rápido... de alguma forma aquelas situações estavam trazendo à tona memórias que deveriam ter sido muito dolorosas porque, mesmo sem ter consciência do que se tratava, percebi que havia me tornado extremamente sensível e chorava um pouquinho a toda hora...
Não estava mesmo sendo fácil voltar para mim e entender que a ação daquela pessoa, que fora indelicada comigo gratuitamente, era 100% de minha responsabilidade... e para completar me vi de novo durante o resto do dia
atraindo o mesmo tipo de reação de pessoas diferentes...
Continuei com o Ho’oponopono até que desabei e fui para o meu quarto chorar... permitindo que aquela torrente de emoção contida em algum ponto dentro de mim, pudesse ser liberada...
Agradeci por aquelas memórias e aquelas pessoas... entendendo que elas traziam uma grande oportunidade de liberar algo de que eu não tinha consciência...

Nos dias que se seguiram me dediquei a concentrar-me na limpeza dessas memórias, sabendo que ali estava uma grande chance de me tornar mais livre e de abrir espaço para novas possibilidades.
Vi claramente essa mudança acontecendo... e do mesmo jeito que veio o caos ele se foi, deixando uma atmosfera de leveza e suavidade.

Hoje acordei com uma clareza... e entendi um pouco mais porque atraímos pessoas que aparentemente tem pontos de vista tão opostos aos nossos...
É que essas memórias que acumulamos desde o início da nossa criação, englobam todo tipo de crença e de verdades, nas quais acreditamos piamente e que já “defendemos” um dia...
Quantas memórias podemos ter, de experiências onde atuavamos em lados opostos...
Lembrei-me de alguma coisa que li recentemente, onde o autor fala que para determinadas energias que se alimentam dos medos, só interessa que você acredite piamente em alguma coisa, para que haja conflito com os que acreditam piamente no oposto... ou algo assim.
Entendi como guardamos através dessas memórias compartilhadas... verdadeiras guerras, onde brigamos o tempo todo com a gente mesmo...
E entendi também porque amo o Ho’oponopono, que vem como uma possibilidade de limpar isso tudo... todas essas memórias... que nos fazem alimentar essa eterna guerra entre vários pontos de vista, crenças, culturas... religiões etc... que nos aparecem fora, mas que na verdade acontecem dentro... no nosso subconsciente, lotado de memórias compartilhadas por todos.

Agradeci profundamente ao Grande Mistério por essas pessoas que se dedicam a nos trazer técnicas como o Ho'oponopono e outras de transmutação... onde podemos vislumbrar a esperança de liberdade acenando no nosso horizonte, trazendo a oportunidade de que a Luz e o Amor sejam... enfim... soberanos.


estamos online

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

starstarstarstarstar
O artigo recebeu 2 Votos

Gostou?   Sim   Não  



Sobre o autor
Rubia A. Dantés é Designer, cria mandalas e ilustrações em conexão...
Trabalhos individuais e em grupo, com o Sagrado Feminino, o Dom e o Perdão...
Email: [email protected]
Visite o Site do Autor

Veja também
artigo Treinando a não-mente
artigo Horário
artigo Ativação dos sentidos interiores
artigo Amigos extrafísicos


As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa