auravide auravide

Presentes de Alma


"O Natal é a celebração da generosidade", me diz Amélia Nascimento, psicóloga e amiga. Acho que ela tem razão. Embora, a cada ano que passa, um velhinho gorducho, de bochechas vermelhas, ameace transformar a grande festa da doação da vida em uma explosão de consumo e esconder para sempre dentro de seu saco sem fundo o Espírito de Natal...

Mas não faz mal. Entre tantos pacotes, talvez ainda dê tempo de ser generoso no Natal.

"Só quem tem pode dar", explica a sábia Amélia. E o contrário também vale: como é possível doar aquilo que você não tem? O que nos leva a concluir que o primeiro passo para celebrar a generosidade e dar um novo significado ao Natal seria mesmo encontrar razões internas para se sentir generoso, feliz, apaziguado e, quando esses sentimentos estivessem transbordando de dentro de nós então, aí sim, o caminho da generosidade apareceria assim feito mágica à nossa frente.

Amélia, tranqüila, confirma: "ser feliz é sentir-se feliz e sentir-se feliz é um exercício que devemos praticar sem parar. Você tem certeza de que vale a pena trocar a sensação de não caber em si de felicidade e de estar em paz com o mundo por aquele estado normal de ligeira irritação só porque alguém afobado fechou o seu carro?

Nem pensar. Sentir-se bem, em paz consigo mesmo e com o mundo é, na maioria das vezes uma questão de escolha. Você tem que celebrar esses sentimentos internamente, e insistir neles e investir, até eles virarem algo natural e parte de você. A festa, afinal, não começa nas ruas enfeitadas, na casa arrumada, nos pacotes de presente. Começa é dentro de nós.

E como a generosidade é uma rua de duas mãos, aí vão algumas sugestões de presentes. Descubra outras e, se quiser, conte para nós. Ano que vem a gente aumenta essa lista.

Viva a tecnologia! Ser revelado pelo olhar amigo e carinhoso do outro é das melhores emoções humanos, não acha? Em tempos de tecnologia tão à mão, que tal gravar um CD com as músicas favoritas daquele amigo que vai viajar? Ou mandar para alguém distante uma gravação da sua voz, lendo uma poesia ou desejando Feliz Ano-novo? A internet oferece muitas possibilidades de você enviar seu carinho de um jeito só seu...é só experimentar!

Arrisque dar uma mãozinha para os sonhos dos outros. Tenho uma amiga que vive falando que adoraria fazer massagem ayurvédica, aquela com muitos óleos e que deixa você com a sensação de que acabou de nascer...Só que ela nunca se permite fazer isso, ora é o dinheiro, ora é o tempo, e o sonho vai sendo empurrado para o dia seguinte. Este ano, resolvi dar um empurrãozinho nesta coisa tão amarrada e contratar uma massagista genial que eu conheço para ela!

Dê "presentes de experimentar". Que tal dar emoções de presente? Pense em ingressos para shows e espetáculos, assinaturas de revistas ou a inscrição para o curso ou o passeio há muito desejados...

Arrisque um "presente de anjo". Surpreenda aquela sua amiga que já tem tudo, fazendo uma doação em dinheiro para alguma instituição ou pagando a subscrição de uma ONG em nome dela. Explique as razões do presente em um cartão bem lindo e envie pelo correio.

Doe seu talento. Se você sabe fazer um bolo especial ou conhece alguma receita infalível de biscoitos, por que não fazer disso um presente? Carinho sob a forma de comida é sempre bem-vindo.

Doe seu tempo. Para nossos pais ou para as pessoas idosas ou doentes que nos amam, nossa presença e um pouco de dedicação exclusiva são, sim, o melhor presente. Vale uma tarde lendo em voz alta, um convite para jantar ou, simplesmente, sentar junto para aproveitar o sol.

Ofereça presentes de afeto. Na hora da troca de presentes, "troque" a mágoa, pela paciência, a crítica pelo elogio, a intolerância pela compreensão.

E dê um presente para sua própria alma. Pode ser uma poesia, uma música, uma paisagem, um toque, um perfume, mas nesse Natal, não esqueça, seja generoso, sobretudo, consigo mesmo.

Docemente,
Minha alma afastou o véu
Que a encerrava,
E tendo ela mesma operado a transmutação,
Apareceu em toda sua nudez,
Na presença de Deus.
Wordsworth


Para inspirar-se na hora de escolher Presentes de alma
As mais belas orações de todos os tempos, de Rose Marie Muraro e Frei Raimundo Cintra, da Editora Pensamento
Merton na Intimidade, sua vida em seus diários, Editora Fisus
Qualquer livro de poesia de Adélia Prado (comece com Bagagem, da Editora Siciliano, é o favorito da minha amiga Cláudia)
A sabedoria de Sri Aurobindo, da Editora Shakti
O livro de dias, do Dalai Lama, publicado pela Editora Sextante
O hino do universo, de Theilard de Chardin, Editora Paulus


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1


adilia
Adília Belotti é jornalista e mãe de quatro filhos e também é colunista do Somos Todos UM.
Sou apaixonada por livros, pelas idéias, pelas pessoas, não necessariamente nesta ordem...
Em 2006 lançou seu primeiro livro Toques da Alma.
Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa