auravide auravide

Relacionamentos: Um pouco de luz sobre o assunto


Não tenho mais como contar os e-mails que recebo pedindo alguma luz sobre o assunto dos relacionamentos. São muitos. Muitos mesmo!
Relacionamentos entre pais e filhos, irmãos e irmãs, chefes e subalternos, vizinhos, cidadão e governo, enfim, toda a sorte de convivência.
Mas o que mais chama a atenção, pelo grande número de pedidos de ajuda, são os casamentos, namoros, noivados, paixões, projeções de amor sobre o outro, enfim, relacionamentos amorosos que envolvem emoções profundas e delicadas.

Como não tenho tempo para responder a cada um deles resolvi resumir os pedidos de ajuda mais recorrentes que recebo, pedindo muitas desculpas por não poder responder um a um.

Classificando as queixas que recebo temos:
1. Ela está pedindo a ele que converse com ela sobre as questões do relacionamento. Ele não quer, fica frio e evita os momentos em que pode haver esta conversa.
2. Ele tem uma amante, ela sabe. Ele diz que não é verdade, ela sabe que é verdade. Ela quer sair do relacionamento, mas não consegue, porque depende dele financeiramente.
3. Tudo igual só que neste caso é ela que tem um amante e ele não quer deixar o relacionamento.
4. Ela não agüenta mais o relacionamento e reza para que surja um herói que a liberte do casamento.
5. Ela decidiu deixar o casamento, mas sente culpa por conta dos filhos, da família e do marido que “vão sofrer muito quando ela deixar a casa”.
6. Ela odeia a sogra, mas o marido gosta muito da mãe. Tanto que a convidou para vir viver com eles. Ela não agüenta mais olhar para a sogra. Ele não agüenta mais ouvir as críticas que ela faz da mãe dele. A sogra não tem para onde ir porque vendeu seu apartamento para ajudar o filho a comprar a casa em que moram.
7. O marido bebe ou se droga ou é viciado em jogo. Chega em casa tarde, agride a mulher e os filhos (verbal ou fisicamente). Gasta o dinheiro da família e não consegue sair do seu vício.
8. Ele está viciado em internet. Tem relacionamentos virtuais e desde então ignora a mulher. Ela sente rejeitada e sente um frio na espinha toda vez que ele se tranca no quarto para ligar o computador. Já tentou falar com ele sobre o assunto, mas ele não quer conversa.
9. Ela trabalha como uma moura de sol a sol para honrar os compromissos financeiros da família. Ele não trabalha e não consegue arranjar emprego. Ela cobra isso dele todos os dias. Ele se sente humilhado porque “ela cobra isso de mim até pelo olhar” e sente-se cada dia mais deprimido e sem capacidade e poder de conquistar um bom emprego.
10. Ela é espiritualizada e sensível. Gosta de meditar, ir a grupos religiosos, orar, freqüentar a igreja. Ele acha tudo isso uma perda de tempo. Ela quer que ele se converta. Ele quer que ela deixe suas crenças religiosas.
11. Ela estava apaixonada. Ele a deixou sem maiores explicações. Simplesmente desapareceu. Ela não come, não consegue sair da cama. Já gastou todo o dinheiro que tinha na tentativa de reaver o homem. Mas ele nem deu sinal de vida.
12. Ela é amante faz quinze anos de um homem casado. Ele diz todas as semanas que sua esposa está muito doente, que vai morrer e que ela precisa ter paciência porque logo vão ficar juntos. Mas ela descobriu que isso tudo é mentira. Mandou ele embora. Mas voltaram um mês depois e ficou tudo bem por algumas semanas, quando o ciclo recomeçou.
13. Ele não tem recursos financeiros. Ela tem muitos. Ele entrou na vida dela sendo seu segurança pessoal. Apaixonaram-se e acabaram decidindo viver juntos. Estão juntos há 3 anos e ela está começando a suspeitar que ele voltou a sair com a namorada que ele tinha quando se conheceram.
14. Ela começou a trabalhar numa empresa nova e apaixonou-se perdidamente pelo chefe. Ele não sabe de nada. Criou por conta própria um romance entre eles e ao menor olhar dele ela sente seu romance confirmado. Fica com muitos ciúmes e raiva se ele fala com outra funcionária.

O que tenho a responder a todos estes pedidos é o seguinte:
Relacionamento é um processo a dois, três, quatro ou mais pessoas. Um processo que precisa ser vivido com consciência, calma, desapego e compromisso. Não é possível ajudar estes processos de longe sem conhecer as causas mais profundas que moveram as partes a este ou aquele caminho.
Quero, no entanto, deixar aqui algumas dicas para que você encontre ajuda de alguém que possa receber seu caso, acolher suas queixas e ajudar você a resolver seus conflitos:

1. Procure, em sua cidade, as universidades que têm curso de psicologia. Entre em contato com a secretaria do departamento e peça para ser incluída no programa de prática dos formandos. Seu caso será analisado, normalmente, sem nenhum custo.
2. Se mora um São Paulo ou Ribeirão Preto (SP) pode contar com o Instituto Familiae e sua fantástica equipe de mediadores reflexivos. Basta entrar no site deles: www.familiae.com.br
3. Se tem alguma religião procure conversar com seu mentor espiritual sobre as saídas que ele aconselha.
4. Procure a ajuda de um psicólogo ou de um terapeuta especializado em assuntos de relacionamentos para entender com ele seus sentimentos e emoções.
5. Acredite na felicidade como um bem maior e não deixe que a falta de harmonia e equilíbrio estraguem sua jornada neste planeta. Faça a sua parte!



estamos online

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1


Leia Também

Exercício para iluminar o relacionamento

Exercício para a auto-estima

Exercício para o Desapego

Conversando com a sua Mente através das Imagens Mentais

Como organizar os sentimentos




izabel
Izabel Telles é terapeuta holística e sensitiva formada pelo American Institute for Mental Imagery de Nova Iorque. Tem três livros publicados: “O outro lado da alma”, pela Axis Mundi, “Feche os olhos e veja” e “O livro das transformações” pela Editora Agora.
Visite meu blog.
Visite o Site do Autor


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa