Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Sei que nada sei

por Saul Brandalise Jr.
Sei que nada sei
Publicado dia 04/06/2004 11:35:36 em Espiritualidade

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

Naquela época – quando o tempo contava - eu imaginava que um dia saberia viver e que tudo se tornaria mais fácil, menos doloroso. Nunca ficou mais fácil, pelo contrário, sempre ficou mais difícil e, confesso, algumas vezes mais complicado, quem sabe até mais angustiante.

Achei que já sabia tudo sobre perdão. Descobri que não era verdade quando recebi um e-mail de uma pessoa que nunca vi nesta vida, me pedindo perdão por não ter escutado a voz do Universo.

Achei que sabia tudo de trabalho. Não, não sabia; quando um senhor todo molhado por estar ao meu lado trabalhando na chuva, ficou com os olhos marejados ao saber que naquela tarde ele receberia uma Cesta Básica.

Achei que sabia tudo de amor de mãe. Aprendi que a mãe não tem olfato quando se trata de cuidar de um filho ensangüentado há mais de 12 horas. O cheiro do sangue não existe para ela.

Achei que sabia tudo de amigo. Claro que não sabia que o verdadeiro amigo não te abandona quando o seu dinheiro e sua posição social vão embora. O verdadeiro amigo é aquele que divide com você as lágrimas da decepção de uma traição e de uma calunia.

Achei que sabia tudo de empresa. Claro que aprendo a cada dia que o verdadeiro companheiro de trabalho é aquele que tem cérebro e não pés e mãos. É aquele que diz não senhor, não deve ser assim porque desta maneira vamos errar.

Achei que sabia tudo de lealdade. Não, nada sabia pois lealdade não de se expressa em palavras mas sim em atitudes.

Achei que sabia tudo de filhos. Aprendo cada dia que eles são iguais a nós quando criticávamos nossos pais. Os tempos mudam mas as verdades só se expressam de outra forma.

Achei que sabia tudo de valores, de bens matérias e de coisas que podemos ver, pegar e admirar. Estava terrivelmente equivocado. As melhores coisas da vida não têm formas. Não se pegam, não se vêem. Se sentem e invariavelmente se manifestam por arrepios...

Achei que sabia tudo sobre religião. Não, não sabia. A minha não é a única certa. A verdadeira religião é aquela que o nosso coração clama: “Não faça aos outros o que não quer para si”.

Achei que sabia tudo sobre mim. Aqui cometi os meus maiores equívocos. Descobri que aquilo que as pessoas acham que é egoísmo na realidade é amor próprio.

Achei que sabia tudo de amor. Não, não sabia. Aprendi com você Márcia o que realmente significa amar. Dar sem cobrar. Oferecer sem pedir.

Achei que sabia tudo de tudo. Na realidade descobri que só sei o que não devo fazer. Aprendo à cada dia o que preciso e devo executar. Na realidade SEI QUE NADA SEI.

E você acha que já sabe tudo?
Sei que nos veremos.
Beijo na alma.




Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo

starstarstarstarstar
O artigo recebeu 1 Votos

Gostou?   Sim   Não  

Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp

Sobre o autor
saul
Saul Brandalise Jr. é colaborador do Site, autor do livro: O Despertar da Consciência da editora Theus, onde mostra através das narrativas de suas experiências como extrair lições de vida e entusiasmo de cada obstáculo que se encontra ao longo de uma vida.
Email: [email protected]
Visite o Site do Autor

Veja também
artigo Você tem realmente esse tal Livre Arbítrio?
artigo Contrato com a morte
artigo Estesia
artigo A mudança deve ser interna





horoscopo


As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa