auravide auravide

Semeando o futuro


Toda vez que fazemos uma escolha em nossa rotina diária eqüivale a plantarmos uma semente, que determina nosso destino.

Algumas sementes germinam rapidamente, e fica fácil perceber a correlação entre nossas decisões e os frutos que elas nos oferecem. Outras demoram bastante para germinar, o suficiente para não nos lembrarmos no futuro de que os frutos doces ou amargos são advindos do que semeamos no passado.

Quantos de nós já foram surpreendidos por tormentas, tempestades, sem saber de onde vieram, e após uma breve reflexão concluímos que se tivéssemos feito isto ou aquilo, escolhido diferente, nossas vidas não estariam naquele estado?
Os que fazem escolhas de forma consciente e responsável têm uma relação mais saudável com os eventos que se desdobram em suas vidas.

Percebem a correlação, a conexão entre seus propósitos, suas decisões internas, suas atitudes e a reação que provocam.

Porém, parte das pessoas, fazem escolhas de forma impulsiva, motivadas por interesses mesquinhos, egoístas, por revolta ou desejo de vingança. Muitos escolhem desejando se omitir, exercendo seu livre arbítrio com irresponsabilidade, e sem consciência das repercussões que virão.

Aqueles que se sentem injustiçados pela vida ou pelo governo; que se acham mal amados pelos pais ou pelos filhos; que são revoltados contra os patrões ou contra os empregados; que criticam a tudo e a todos, seguindo em suas vidas sempre tentando encontrar culpados para sua desdita, para justificar seu mal estar, ou aquilo que não deu certo em seu caminho, são candidatos a fazerem escolhas que geram infelicidade para si e ao seu redor. Porque decidem motivados pelo pessimismo, por pena de si, ou aconselhados pelo mau humor e pelo rancor.

Quando votamos temos responsabilidade individual com o futuro que escolhemos para nosso país, para nosso estado, mesmo que ignoremos isso. E a semente lançada através do voto vai germinar e gerar frutos doces ou amargos no jardim de nossas casas.
“Consciência é a resposta”, diria o filósofo Robert Happé.

Para tomarmos qualquer decisão, seja ela relacionada ao voto, ao emprego, à vida pessoal, na escolha da palavra certa a ser proferida, ou da atitude mais apropriada, precisamos estar conscientes de quem somos, do que realmente queremos, de quais são nossos ideais, e se esta escolha está coerente com a vida que sonhamos para nós.
É preciso se perguntar se esta decisão trará felicidade para si e para a vida dos que estão ao redor, ensina o Dalai Lama, em seu livro A arte da Felicidade, para fazermos escolhas plenas de harmonia e saúde, e que gerem felicidade.

E após orar, analisar, refletir com coragem e disposição, ou ainda, meditar por um tempo sobre as intenções e o resultado da escolha, buscarmos agir sempre de forma coerente com quem somos e com aquilo de melhor que almejamos para a vida. Lembrando sempre que a meditação é imprescindível nestes momentos, pois, ela nos coloca em contato com o Divino interno, ajudando a que nossas personalidades estejam em contato perfeito com nossas almas, na hora das decisões, e assim podemos ser guiados pelo nosso melhor, pelo nosso lado mais sábio, amoroso e amadurecido.

Também podemos tomar algumas gotas de essências florais nestas fases, quando temos que fazer escolhas, de maneira sábia, amorosa e consciente.
Cito, então, algumas essências florais que se tornam úteis quando precisamos decidir algo, e que tanto podem ser usadas juntas, numa mesma fórmula de essências florais, quanto utilizadas separadamente. Elas podem ser manipuladas em farmácias de homeopatia, e tomadas quatro gotas quatro vezes ao dia, até que se sinta forte o suficiente para tomar uma decisão de forma apropriada *:

Cerato (Florais de Bach) – para acessarmos nossa intuição e nossa sabedoria interior, aprendendo a confiar em ambas;

Scleranthus (Florais de Bach) – para sermos capazes de tomar decisões claras e coerentes;

Wild Oat (Florais de Bach) – facilita estarmos em contato com nosso Eu Superior, e nos deixarmos guiar por sua sabedoria, fazendo escolhas que estejam em conexão com nosso propósito de vida na Terra e com quem somos verdadeiramente;

Willow (Florais de Bach ou do Alaska) - para aprendermos a assumir responsabilidade pelos acontecimentos em nossas vidas, abrindo mão do rancor, ou do desejo de encontrar culpados para nosso sofrimento;

Mandacaru (Filhas de Gaia) – traz capacidade de aceitarmos a vida com gratidão, e a possibilidade de sairmos da postura de resistência frente às adversidades da vida, gerando adaptabilidade e força de ação;

Prickly Wild Rose (Alaska) – possibilita uma conexão de amor com a vida, ajudando-nos a aprendermos a celebrar a vida; isto nos possibilita a fazermos escolhas que tragam alegria e bem estar para nós e para os que estão ao nosso redor;

Wild Íris (Alaska) – essência para criarmos uma vida que seja uma verdadeira obra de arte, ativando nossa criatividade; isto implica em tomarmos atitudes e decisões que nos permitam co-criar uma vida bela;

Five Corners (Bush Flowers Essence) – fortalece a auto estima, o amor por si mesmo, o que nos auxilia a fazermos escolhas mais saudáveis para nossas vidas;

Forget me not (Florais da Califórnia) - para estarmos em sintonia com os nossos guias espirituais, quando se pede ajuda, através da oração; facilitando entrarmos numa sintonia elevada na hora de tomarmos uma decisão;

Angélica (Florais da Califórnia) - amplia a conexão com as esferas Angélicais, ajudando-nos a sentirmos o amparo que vem ao nosso encontro, em momentos de decisão ou de desafios;

Mullein (Florais da Califórnia) – para sair da confusão, ter clareza de propósito e estar em intensa sintonia com uma consciência interior elevada. Essência floral para não sofrer pressão social e ser capaz de ouvir a voz de sua alma, deixando-se por ela guiar.

* Esta pequena lista de essências florais não pretende abranger todos os aspectos de cura envolvidos na tomada de decisão consciente; há diversas essências florais que podem ajudar os indecisos e aqueles que procuram fazer escolhas de forma amorosa e responsável. Cito somente 11 essências florais, dentre muitas, que possam juntas auxiliar em fases de decisão.
Entre parênteses, está o sistema ao qual pertence cada essência floral.


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1


thais
Thais Accioly é especialista em Terapia Floral pela Escola de Enfermagem da USP.
Professora da Pós Graduação em Terapia Floral na Escola de Enfermagem da USP.
Professora da Flower Essence Society/CA EUA no Brasil.
Professora da Bush Flower Essences/AU no Brasil.
Consultora em Cultura de Paz.
11 3263 0504
Visite meu blog e Conheça o Interativo dos Florais.
Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa