Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 

Sinais

Sinais
Publicado dia 17/12/2001 12:43:02 em Espiritualidade

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp   chat aura

Somente quando abri a minha correspondência eletrônica é que fiz o meu primeiro contato com Isabel. Depois que leu o meu livro O Despertar da Consciência sentiu necessidade de falar comigo. Morava em Brasília e, por um longo tempo nos comunicamos via computador.
Estranho, mas parecia que nos conhecíamos de longo tempo. As convergências e as coincidências, em cada comunicado eram assustadoras. Assim ficamos um período. Sempre nos “falávamos” pôr computador.

Viajei e fiquei um período sem poder ler as minhas mensagens eletrônicas. Acumularam-se mais de 80 e-mails. No meio deles um de Isabel. Na pressa de responder todos, não me ative às datas de recebimento e simplesmente fui respondendo.
Particularmente ela me falava – já comentei sobre isso em outro artigo – de suas dificuldades e, intuitivamente respondi que deveria evitar algumas pessoas que a contaminavam com energia negativa. Enviei-o e, no dia seguinte recebi a resposta. Só então me dei conta de que seu comunicado era de 10 dias atrás.
Para minha surpresa confirmou que eu tivera razão com a orientação e que intuitivamente havia se distanciado de alguns “amigos”. Isso posto tudo havia retornado à normalidade. Coincidência, não sei...

O tempo passou e determinado dia recebi um telefonema. Era Isabel. Estava em Florianópolis e marcamos uma visita sua em meu escritório.
Não poderia ser diferente e nossa conversa deslanchou. Nos conhecíamos a muito tempo. Descobrimos que nossa forma de encarar os tropeços da vida era semelhante e assim seguiu o diálogo... Finalmente ela me olhou e disse:

- Meu filho ligou de Brasília, hoje, dizendo que esta lendo o seu livro pela segunda vez. Ele gostou muito e, desta vez, estuda alguns pontos que lhe chamaram a atenção. Perguntou-me, veja só, como se vê os sinais que o Universo nos indica?
- O que você disse? Perguntei curioso... A resposta seria muito interessante.
- Ora o que eu disse, acrescentou. Disse que os sinais a gente não vê, sente com o coração...

Assim foi meu primeiro encontro com Isabel. Alma pura e irmã de tantas jornadas e protagonista de várias “coincidências”.
Para se entender um sinal é preciso que a sua Energia esteja apta para receber. Só se decodifica um grande amor quando se olha para trás, com olhos de saudades, e realmente percebe-se o que se deixou de ter naquele momento. Os sinas são assim... ou se percebe ou... passaram.

Um beijo na sua alma.
Até a semana...

por Saul Brandalise Jr.

Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo


Obrigado por votar
starstarstarstarstar
O artigo recebeu 1 Votos

Gostou?   Sim   Não  

Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp   chat aura

Sobre o autor
saul
Saul Brandalise Jr. é colaborador do Site, autor do livro: O Despertar da Consciência da editora Theus, onde mostra através das narrativas de suas experiências como extrair lições de vida e entusiasmo de cada obstáculo que se encontra ao longo de uma vida.
Email: [email protected]
Visite o Site do Autor





horoscopo


As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa