auravide auravide

Tem alguma coisa errada...


Existem coisas que são bem claras e visíveis e, por isso mesmo, mais fáceis de serem descartadas ou adotadas com consciência... mas existem outras que atuam de uma forma cruel atingindo nosso subconsciente e moldando as nossas vidas sem que tenhamos condição de escolher com lucidez se queremos ou não acreditar naquilo. Tudo que acreditamos, seja consciente ou inconscientemente, molda nossa realidade.

Existem símbolos que nos são passados e histórias que nos são contadas que nos atingem em cheio num nível tão profundo que nem podemos calcular o efeito negativo disso sobre cada um de nós, em nossa história pessoal e na de toda a humanidade, que é o reflexo da história de cada um de nós... Quando nos são passadas verdades, da forma que as religiões nos passam, que vêm de fontes tidas até pouco tempo, pela maioria, como inquestionáveis, essas verdades vão criando raízes tão profundas que nem percebemos como estamos sendo guiados por elas. Quando essas verdades e histórias falam de sacrifício, de dor, de uma vida aqui na Terra que não tem como dar certo, e onde todos os frutos do nosso sacrifício serão colhidos no céu... Tem alguma coisa errada!

Quando negam nossa natureza humana, incluindo a sexualidade, como se fosse algo sujo... porque os seres que nos são dado como exemplo ignoram essa parte... Tem alguma coisa errada!

Se nos falam que para alcançar o céu precisamos seguir exemplos, impossíveis de serem seguidos, porque negam a nossa parte humana... tem alguma coisa errada!

E assim poderíamos fazer uma extensa lista de coisas que seguimos, sem nem pensar que... seria possível questioná-las.
É que os símbolos, que talvez calem mais fundo na nossa consciência do que as palavras dos livros, que são perpetuados a cada ano em comemorações que não deixam dúvida que o aspecto mais importante da história é o sacrifício... que fica exposto de vária maneiras... e, entre tantas também, no sofrimento da Mãe que fica marcada por uma imagem tão dolorosa...

Mesmo que hoje tenhamos consciência disso tudo, existem partes nossas que já viveram vidas dedicadas a essas histórias, que já largaram a vida na Terra para se dedicar a "Deus"... e essas memórias, quando revividas, ganham força, cada vez que são expostas a esses símbolos.

Mas que Deus é esse que nos coloca em um corpo humano, depois exige, como requisito básico para se alcançar o Sagrado, o sacrifício desse corpo ao nos dar exemplos do que é sagrado?

Mesmo que conscientemente a gente não siga essa ou aquela religião, ou mesmo nenhuma religião, dentro de nós, existem partes que seguem... senão uma, mas até muitas... que pregam coisas antagônicas e que nos levam de um lado para o outro como robôs que são controlados para que não assumam seu poder pessoal, para que poucos possam assumir o poder de controlar muitos.

Mesmo que busquemos muitas explicações simbólicas e que criemos muitas versões para histórias que são muito sofridas, a versão que aprendemos a acreditar nela ao pé da letra continua atuando no nosso subconsciente... até o dia em que tomamos a decisão de nos libertar de tudo que prende e limita...

Mas depois de tanta notícia ruim, a notícia boa é que parece está tudo caindo por Terra... cabe a cada um de nós se declarar livre de toda verdade que não bata no ritmo do nosso coração... Mas para isso é preciso coragem de olhar de frente para o que estamos seguindo... investigar profundamente que verdades têm norteado nossas vidas.

Olhar de frente mesmo, sem medo de ser feliz, porque infelizes e sacrificados nós já fomos por muito tempo, seguindo essas verdades impostas, então... por que não arriscar a Ser feliz?

Sei que muitas partes nossas vão se opor a essa investigação, por medo... muito medo..

O controle é mantido pelo medo...

Mas a única ameaça real são nossas crenças, se acreditamos profundamente que uma coisa vai acontecer, ela se manifesta... e infelizmente fomos massacrados com crenças de dor, sacrifício, negação, voto de pobreza... culpa etc... e é isso que vemos manifestado no nosso mundo hoje.

Mas assim que tomamos consciência do que andou nos controlando por tanto tempo, uma luz se acende... essa Luz da consciência penetra no nosso sistema de crenças com a força da verdade que liberta... e quando o tempo é propício para essa liberação, como acredito que seja esse tempo agora... podemos ir além do que passou e escolher mergulhar por inteiro no presente... Como para estar no presente o requisito básico é justamente estarmos livres do passado e do futuro e de tudo que eles significaram para nós... por que não arriscar a deixar ir tudo que já passou e... sem expectativas... confiar nesse espaço mágico entre o antes e o depois?

Só no presente podemos encontrar a Divindade que liberta... a Divindade Feliz!



estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1


rubia
Rubia A. Dantés é Designer, cria mandalas e ilustrações em conexão...
Trabalhos individuais e em grupo, com o Sagrado Feminino, o Dom e o Perdão...
Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa