auravide auravide

Tirando o zero do placar e fazendo golaços de amor


Zero X Zero é igual a nada!
Pois o seu coração é assim:
Zero de amor X Zero de alegria.
Resultado: zero de vida.

Essa é a matemática da vida.
E você está levando bomba!
Além de não somar, você subtrai.
Isso mesmo: subtrai a paciência alheia.

Nem os seus guias estão agüentando.
Coitados! Você subtraiu a luz deles.
Assim como fez com todos que gostam de você.
Você é o mestre Zero!

Com o perdão da redundância, mestre de nada.
Até os seus olhos são zerados, pois não há brilho neles.
Em compensação, o seu ego é mil! E sua ignorância também.
Mestre Zero de tal... que não manda nem em si mesmo.

Desculpe o mau jeito, mas você é uma piada.
Como os seus guias são bonzinhos, tiveram paciência.
Até que o caldo entornou, e eles foram falar com Deus.
Lá em cima, deram o serviço para o Homem.

Sensibilizado, Ele chamou a galera da Cia. do Amor e disse:
“Vão lá embaixo e chacoalhem o cara.
Vocês sabem: falem na lata, do jeito que ele precisa ouvir.
Dessa vez, ou ele se toca, ou o Carma o toca!”

Foi por isso que nós viemos: O Homem mandou!
E, como nós não somos guias de ninguém, mandamos ver!
Nosso compromisso é com o Papai do Céu.
Temos a liberdade de baixar a mamona no ego-zero.

Zero, não precisamos lhe falar mais nada, não é mesmo?
Fica esperto (e aberto e desperto), e vê se cresce.
Nada de manha, a gente conhece o seu jeitão.
Inverte o lance: zero de ego, mil de amor.

Quem sabe os seus guias não voltam, hoje mesmo?
Quem sabe você não começa a pedir desculpas?
Quem sabe você começa a somar, nessa noite mesmo?
Quem sabe se hoje não é o dia de seu renascimento?

Talvez hoje seja o seu dia de sorte.
Feche os olhos e agradeça ao Papai do Céu.
Ele lhe deu a vida. Valorize-a.
Tire o zero do placar de sua vida.

Marque golaços (atitudes sadias) nos campos da vida.
Encante a torcida (os seus guias).
Jogue um bolão e dê passes perfeitos (sem firulas).
Deixe o ego perna-de-pau e vire craque em viver.

Por ora, é só. Vê se aproveita o lance.
Falamos direto, na lata, porque você precisa.
Mas também queremos o seu bem.
Tire o zero do placar. Por favor, marque golaços.

Feche os olhos e lembre-se do Papai do Céu.
Ele também é nosso Papai.
Então, somos irmãos.
A Cia. do Amor agradece sua atenção.

Até mais.
(A Cia. do Amor é um grupo de cronistas, poetas e escritores brasileiros desencarnados que me passam textos e mensagens espirituais há vários anos. Em sua grande maioria, são poetas e muito bem humorados. Segundo eles, os seus escritos são para mostrar que os espíritos não são nuvenzinhas ou luzinhas piscando em um plano espiritual inefável. Eles querem mostrar que continuam sendo pessoas comuns, apenas vivendo em outros planos, sem carregar o corpo denso. Querem que as pessoas encarnadas saibam que não existe apenas vida após a morte, mas, também, muita alegria e amor. Os seus textos são simples e diretos, buscando o coração do leitor. Para mais detalhes sobre o trabalho dessa turma maravilhosa, ver o livro Cia. do Amor - A Turma dos Poetas em Flor (Edição independente - Wagner Borges), e sua coluna no site do IPPB: link Cia. do Amor(*) – A Turma dos Poetas em Flor.
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges – São Paulo, 07 de abril de 2006).

FALANDO DE AMOR E PERFUME, NA LATA!

Olá, menina dos olhos lindos!
Você se trancou nesse quarto para chorar sem ninguém ver. Porém, existe algo que o Papai do céu não saiba?
Ele viu o seu choro e, tocado pela sua dor, convocou a galera da Cia. do Amor para lhe transmitir um recado.
Então, nós viemos para escrever algo que enxugue as suas lágrimas e faça você sorrir novamente. Segundo o Papai do Céu, você é uma linda flor, e sua missão não é sofrer, mas, sim, exalar seu perfume pelo mundo.
Por isso estamos aqui, para falar o que for preciso, na lata, sem rodeios, como espíritos leais e servidores de Deus, o nosso único chefe.

À primeira vista, observamos que o seu choro é por causa do rompimento de um relacionamento. O cara de que você gosta foi embora e o seu mundo veio abaixo!
Contudo, observamos algo mais, talvez a verdadeira causa de sua dor afetiva. O rapaz que foi embora era só mais um cara, apenas isso. Existem muitos outros, em sua grande maioria, iguais demais, insossos e limitados, tão vazios quanto esse que se foi. Logo, você não perdeu nada especial!
O problema é que você rebaixou sua auto-estima demais e idealizou, no cara, um príncipe (mas ele era um sapo!). Dominada por ele (ou melhor, com medo de ser feliz por si mesma), você se submeteu a muitas situações ridículas.
O motivo real para a sua dor não é a partida dele, mas é que uma parte sua, interna (mais esperta), sacou o grande desperdício de tempo e energia que foram dados a quem não merecia. Por isso você chora, não pelo que imagina, mas pela lembrança do que permitiu em sua vida.
Você é uma flor, mas deixou o cara amassar suas pétalas e roubar o seu perfume. Se quiser, chore por isso, não pela partida do “ladrão de perfume” (ou melhor, o sujeito insosso e vazio).E, agora, com consciência do alto preço que pagou pela manutenção dessa coisa horrível que você chamava de relacionamento, vai continuar chorando ou vai recuperar o perfume? Vai continuar trancada no quarto (onde Deus a vê), ou vai voltar a viver no mundo (com Deus continuando a vê-la, mas os outros também!)?
O motivo de seu choro é este: você perdeu o seu perfume! E o cara que partiu, nunca sentiu perfume algum, nem em você, nem em ninguém. Ele era um “sapo insosso” que você maquiou como príncipe. O negócio dele não é acariciar flores, mas pular na lama fétida. Portanto, deixe o cara chafurdar na lama dele!
E você, trate de voltar a viver. Abra novamente suas pétalas e volte a perfumar o mundo à sua volta.
Quando surgir outro cara (sempre surge), não se iluda novamente. Relacionamento não é conto de fadas! Exige maturidade e consciência. Não existem príncipes e princesas no reino do amor; só há seres humanos se relacionando, aprendendo e tentando levar a vida em dupla. Às vezes dá certo. Outras vezes, não! O que não pode é rebaixar a auto-estima, nem deixar o pique cair. Nem perder o perfume...
Menina-flor, você é muito amada! Tanto que Papai do Céu mandou a gente aqui. Ele não gosta de ver flor chorando, ainda mais por causa de um “sapo insosso”.
Então, saia desse quarto e recupere o seu sorriso e o seu perfume, como quer o Pai celestial. Volte a florescer!

A partir de agora, você é considerada nossa irmãzinha. Nada de choro, só alegria! Você ganhou na troca: foi embora o sapo, e ficamos nós, os verdadeiros príncipes (sim, pois todo poeta é príncipe no reino da poesia).
No momento, desejamos a você o melhor encontro de todos: aquele consigo mesma.
Menina-flor, volte a florescer. Deus está com saudade do seu perfume.
Com carinho, até mais!

PS.: TOQUES FINAIS (conhecidos popularmente como “saideira”!):

Amor com sapo, não dá!
Amor com príncipe é utopia.
Mas, no coração, amor com amor,
Faz desabrocharem as pétalas da menina-flor.

O sapo levou o perfume, mas perdeu a flor.
O príncipe nem existia.
A menina agora sabe, com a experiência passada,
Que relacionamento não é conto de fada.

No fim das contas, ela se deu bem.
Se livrou do sapo trambolho,
Ganhou a simpatia da Cia. do Amor,
E voltou a ser menina-flor.

Por aqui, ficamos nós, gratos a Deus.
Ele não gosta de ver flor chorando.
Por isso, Ele faz a vida florescer em canção.
No seio da luz, esse é o perfume do seu coração.

Cia. do Amor - a Turma dos Poetas em Flor
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges. Jundiaí, 29 de março de 2006).


estamos online

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1




wb
Wagner Borges é pesquisador, conferencista e instrutor de cursos de Projeciologia e autor dos livros Viagem Espiritual 1, 2 e 3 entre outros.
Visite seu Site e confira a entrevista.
Visite o Site do Autor


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa