auravide auravide

Toques espirituais do mestre Aivanhov


Há alguns dias, vi o mestre Aivanhov. Fazia muito tempo que eu não o via, pois ele tem trabalhado muito no Astral referente à Europa. Ele me disse: "Pense no Cristo abraçando as multidões de sofredores dos caminhos do mundo e do Além"...

Ontem eu o vi novamente. Ele estava com uma expressão de intenso contentamento e seus olhos estavam coruscantes. Por diversas experiências anteriores, sei que esse brilho especial nos olhos denota grande grau de lucidez espiritual.
Na hora em que ele apareceu, eu estava assistindo um documentário na televisão. Pensei em desligá-la e fazer um trabalho de energia para ver o que estava rolando. Porém, ele fez um gesto com a mão e disse-me que estava só de passagem, que estava visitando os amigos e compartilhando silenciosamente o seu contentamento espiritual.
Ele sorriu e, em seguida, desapareceu na minha frente.
Lembrei-me do seu toque de dias atrás: "Pense no Cristo abraçando as multidões de sofredores dos caminhos do mundo e do Além"...
Ainda agora, enquanto eu escutava o trabalho mais recente do músico e vocalista inglês Phil Collins “Testify” (estou de férias desde ontem), fechei os olhos para apreciar melhor as músicas.

Notei que o meu cérebro estava acelerado e que minhas energias estavam todas concentradas na cabeça. Isso é comum depois de uma temporada de muito trabalho, e muitas pessoas ficam assim por dias até a mente processar que é época de descanso e renovação.
Consciente desse mecanismo, deslizei a atenção para dentro do baixo-ventre, entre o chacra umbilical e o chacra sexual, para descansar a mente ali no ponto que os japoneses chamam de "Hara" (parte inferior da barriga, centro de gravidade do corpo) e os taoístas chineses de tan t´ien inferior ou "Ching" (o lugar da essência vital).
Esse deslizamento consciencial para o Hara descansa a mente e faz com que o foco da atenção saia da cabeça e deixe de pressionar o cérebro com sua agitação.
Senti o prazer de descansar a mente em meio as forças vitais abundantes do baixo-ventre (área que muitas pessoas não gostam de trabalhar devido aos condicionamentos religiosos antiquados sobre a sexualidade).

A seguir, deslizei a atenção para o centro do peito. Percebi ali dentro uma massa de energia rosa-carmesin se expandindo. Gradativamente fui sendo tomado por uma sensação de suave contentamento. Então, lembrei-me de vários parentes e amigos, e emanei do próprio peito um monte de luz rosa-carmesin na intenção deles, desejando PAZ E LUZ em suas vidas.
Nesse instante, percebi os pensamentos do mestre Aivanhov dentro do meu peito. Ele não estava espacialmente no meu ambiente, mas à distância, sei lá em que plano vibracional. No entanto, parecia que ele estava dentro do meu peito sorrindo. Daí, em meio aquela luz rosa-carmesin maravilhosa, ele me disse o seguinte:
"Meu rapaz, bem-querer é compartilhamento de consciência, amor e brilho. Tocar os entes queridos com a essência interior eqüivale a ser amparador invisível deles. Compartilhar a luz d’alma dessa maneira enriquece os relacionamentos e equilibra as energias nos centros vitais. Visitar a alma dos amigos com toques silenciosos de PAZ E LUZ é o verdadeiro presente de amigo secreto".
Permaneci um tempinho nessa condição de contentamento íntimo difícil de explicar por palavras. A seguir, vim aqui para o computador escrever o que rolou.

PS: Interessante. Agora a minha expressão e o meu olhar estão cheios daquele contentamento e brilho que vi no mestre Aivanhov. Acho que ele agora deve estar visitando interdimensionalmente outros amigos por aí, e dizendo-lhes no mais secreto da alma: "Pensem no Cristo abraçando as multidões de sofredores dos caminhos do mundo e do Além"...

(Esses escritos são dedicados à Heleninha e à Maria Luz, minhas duas estrelinhas-filhas, e aos meus amigos daqui e de outros planos vibracionais, desse e de outros orbes)

PAZ E LUZ.

- Wagner Borges (ser humano com qualidades e defeitos, carioca nessa atual "encadernação", 41 anos de estrada terrestre, mas bastante rodado interdimensionalmente por aí em tantas vidas, dentro e fora da carne...)
São Paulo, 20 de dezembro de 2002, às 18h

Notas (escritas em 22 de dezembro de 2002.):
- Há um motivo para o envio desse texto especial. É que nessa época de festas natalinas e de fim de ano, muitas pessoas ficam tristes e isoladas, pois não tiveram condições de viajar para descansar, ou os parentes e amigos estão longe. Então, pensando nessas pessoas, resolvi enviar esse texto extra, contando da presença do mestre Aivanhov e de seu bom humor.

- Ninguém vive sozinho. Há muitos outros planos e dimensões cheias de consciências tão vivas e participantes do universo igual a todos nós aqui da Terra.
O universo é infinito, mas dentro de cada ser humano também há multiversos incomensuráveis, plenos de pensamentos, sentimentos e energias. Há vida pulsando, dentro e fora de cada um de nós.A plantinha recebendo a luz do sol e o orvalho da madrugada, o filhote mamando a seiva vital de sua mãe, a flor desabrochando e saudando a vida, o golfinho brincando nas ondas do mar, as crianças brincando na praça, os namorados trocando carícias, os olhos de alguém brilhando, o poeta inspirado, a canção viajando pelo ar, o bebê que acabou de chegar no mundo, a lembrança de alguém valoroso, a ascensão espiritual daqueles que viajam para fora do corpo definitivamente, o toque espiritual silencioso na caverna secreta do coração, e o sorriso dos amparadores espirituais no peito cor de rosa são expressões dessa vida que canta no infinito de nós mesmos e do universo interdimensional.
Somos muito mais do que percebemos e aparentamos. Somos a luz das estrelas revestida de corpo denso. Somos a essência imortal do Grande Arquiteto Do Universo. Somos eternos aprendizes da arte da vida.

Por muitas vidas, pintamos quadros trevosos sob o comando do nosso egoísmo. Porém, lentamente, inspirados pelo AMOR QUE AMA SEM NOME, estamos aprendendo a pintar telas coloridas sob o comando da Espiritualidade Maior.
Em alguns momentos de perda e solidão, parece que tudo fica opaco e sem objetivo. Então, deixamos de perceber essa vida pulsante, dentro e fora de nós.
Porém, em nenhum instante a vida desistiu de nós. Há muitos seres espirituais que nos amam, incondicionalmente, em outros planos. Não é possível percebê-los pelos sentidos limitados da carne, mas é possível senti-los no coração espiritual.
Por isso, há milhares de anos nas terras quentes do Egito, inspirado pelas estrelas, o sábio Toth (Hermes Trismegistro) ensinou um conceito hermético aos iniciados das pirâmides:
"O INEFÁVEL É INVISÍVEL AOS OLHOS DA CARNE, MAS É VISÍVEL À INTELIGÊNCIA E AO CORAÇÃO."
Sim, é esse Inefável que mantém os inumeráveis sóis suspensos na tapeçaria sideral do infinito e que, com apenas um pensamento, dá vida ao multiversos; mas que também está dentro de nossos corações e dá vida aos multiversos interiores que habitam nossos pensamentos e sentimentos.
Como é possível pintarmos quadros opacos carregando cores infinitas em nós mesmos? Como é possível falarmos de perda se a luz estelar continua brilhando dentro de nós?

- Sei lá o porquê, mas me lembro agora de uma narrativa espiritual do sábio Sanat Khum Maat sobre a Mãe Divina, levantando o véu da ignorância do iniciado em prova nas câmaras secretas e dizendo-lhe:
"Ó discípulo! Não há morte! Carregas o sol dentro de ti. Tu és filho das estrelas e herdeiro de um tesouro luminoso dentro de ti mesmo.
Renuncie aos desejos de poder mundano, e almejes a ascensão de tua consciência aos templos secretos do saber. O teu antigo eu jaz sob o pó das estradas das muitas vidas perdidas ao sabor das trevas de teu ego.
Vem! A iniciação te fez justo. Sobe as escadas luminosas e entre no átrio dos justos que não temem a vida e a morte, apenas vivem.
Tu nunca mais estarás sozinho. Por onde seguirdes, os mestres secretos te acompanharão. Tu não lembrarás disso com a mente, mas teu coração saberá.
Ele te guiará nas muitas jornadas de aprendizado a frente. Ele também te lembrará de que é preciso fazer o bem aos teus irmãos de jornada terrestre.
És um iniciado. Podes andar e voar entre mundos. Por onde seguirdes, entre os homens e os espíritos, faça o bem."
Também lembro-me de Jesus dizendo aos discípulos no Monte Tabor:
"Ergue-te! E não temas! O Senhor abençoa os justos do caminho. Ele sabe o que se passa no coração de cada homem."
Sei lá por que escrevi tudo isso agora. Contudo, sei que muitos compreenderão em seus corações.

- Finalizando esses escritos extras, lembro-me do ensinamento de um mestre extrafísico, a quem devo muito por tudo o que tem me ensinado ao longo do tempo:
"Visualize um estrela de cinco pontas por cima de sua cabeça na hora da meditação. Essa estrela é azul celeste. Medite nisso.
A seguir, visualize que brota uma cascata de luz dourada do centro da estrela e verte sobre a sua cabeça e o seu corpo. Sinta-se preenchido por essa luz dourada e pense que todas as dores e mágoas possam ser lavadas pela luz.
Por favor, seja feliz."
- Vyasa - ***


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1


wb
Wagner Borges é pesquisador, conferencista e instrutor de cursos de Projeciologia e autor dos livros Viagem Espiritual 1, 2 e 3 entre outros.
Visite seu Site e confira a entrevista.
Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa