auravide auravide

Uma visão sobre a crise mundial

por Izabel Telles
Uma visão sobre a crise mundial
Publicado dia 27/11/2008 16:19:08 em Espiritualidade

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

Será apenas para relembrar que vou escrever isso. Sei que você já sabe: No ideograma chinês que qualifica a experiência, crise significa perigo e oportunidade.
Todo nosso Planeta está em perigo.
Todo nosso Planeta está adentrando os portais de uma nova oportunidade.
Perdemos o balanço, o ritmo, a proporção e o equilíbrio em quase tudo. E estes quatro movimentos são as colunas mestras para uma mente saudável.
Os seres que manipulam a economia na Terra foram longe demais. Perderam as medidas, puxaram as bordas dos limites e desafiaram a lei de causa e efeito. Este é o perigo!
Resultado: vão ter que repensar os modelos usados até aqui e criar novas formas de sustentar a vida: esta é a oportunidade!
Nada será como antes. Um novo ciclo se abre para que possamos exercitar nossa criatividade, nossa vivacidade, nossa capacidade de sair da depressão, do automatismo onde todos estávamos vivendo de forma anestesiada e repetitiva.

Final de um tempo. De um mundo velho e desgastado onde os seres são usados para mover o gigantesco circo de interesses.
Finalmente, descobrimos que somos todos um. E que o egoísmo e o interesse pessoal de pequenos grupos não podem ser mais fortes que a vontade da imensa multidão dos seres que formam o Todo. Vamos ter que mudar. E esta é a grande notícia que fecha 2008.
No meu entender, boa notícia! Você está louca? Dirão alguns... Então, não vê que esta crise está gerando desemprego, desespero, aflição e angústia?
E quem disse que podemos fazer mudanças sem tudo isso e mais o medo, a incerteza, e uma infinidade de pequenos e grandes sentimentos que incomodam?

Fomos avisados pelo Grande Céu que esta mudança teria sido mais fácil se tivesse sido feita com amor. Mas tínhamos nossos olhos voltados para o material, o concreto, o imediato, o prazer rápido e passageiro. Há séculos, buscamos o ouro como uma forma tangível de tocar o paraíso, a luz, o infinito! E agora vamos sabendo que também este metal não faz milagres!

Mudar dói, perturba, tira a gente do conhecido e confortável (ou desconfortável). Mas é a energia dos novos ventos que estamos recebendo agora. E temos que abrir as pás dos nossos moinhos e agir, buscar com consciência, entrar dentro do velho jogo e deletar as regras antigas e, com coragem, recriá-las com balanço, ritmo, proporção e equilíbrio. Girar e gerar uma nova oportunidade de experimentar nosso corpo, nossas emoções e sentimentos, nossa alma, abraçando, finalmente, a verdadeira luz que emana de nosso espírito.

Zapeando pela TV, ouço assim, de repente, um trecho de um dos discursos de Barack Obama quando da indicação de um dos seus assessores econômicos; ele disse: “Pode ser que a gente erre em algumas medidas novas. OK.
Vamos olhar para o erro e dizer erramos, vamos agora tentar de outra forma. Mas a antiga maneira de fazer as coisas não pode mais ser usada. Tem que ser banida do Universo”.
Juro que ouvir isso me deu forças para sair da minha passividade, andar até o computador e escrever um artigo, coisa que há muito tempo já não fazia por não ter nada de novo para comunicar.
Percebi em mim o quanto estava anestesiada por tudo que vinha acontecendo no mundo e por mais que acreditasse que cada um pode fazer sua parte compreendia que o maremoto gerava uma energia tão desequilibrada que estava difícil ensinar a pescar. Pelo menos para mim.
Mas receber este impacto de mudança foi tão renovador que não pude resistir em compartilhar com você esta minha percepção.
O perigo trouxe a oportunidade! Somar ao meu mundo particular, povoado de imagens de meus clientes, para entrar novamente na grande rede e chegar à sua casa levando algo que sinto pode contribuir para este nosso momento.

Há um pensamento oriental que afirma:
Certas situações têm que chegar ao seu limite para virar ao contrário.
Sempre gostei muito deste aviso. A diferença é que hoje sinto o que ele quer dizer. Sinto e vejo, farejo e verifico.
E é isso que me faz agradecer tudo que estudo e pratico no campo da espiritualidade. O Grande Universo já havia nos avisado de tudo que começou a acontecer.
Aceite o convite e mude aquilo que ainda povoa seu mundo, mas pertence ao velho modo de agir. Olhe para frente, para o sol, para a luz e busque na natureza o exemplo e a força que precisa para alimentar suas sementes e florir em alegria e abundância.
Lembre-se que desde sempre somos informados também que representamos o microcosmo espelhando os ciclos e processos do macrocosmo.
E se as mangueiras já estão carregadas de pequenas mangas que vão se tornar grandes, saborosos e coloridos frutos em dezembro, o que nos faz duvidar que também iremos chegar ao Natal repletos de boas oportunidades e com um 2009 realmente NOVO.

Izabel Telles em Portugal, em Março 2009
Mensagem de Natal




estamos online

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

starstarstarstarstar
O artigo recebeu 1 Votos

Gostou?   Sim   Não  



Sobre o autor
izabel
Izabel Telles é terapeuta holística e sensitiva formada pelo American Institute for Mental Imagery de Nova Iorque. Tem três livros publicados: “O outro lado da alma”, pela Axis Mundi, “Feche os olhos e veja” e “O livro das transformações” pela Editora Agora.
Visite meu blog.
Email:
Visite o Site do Autor

Veja também
artigo Qual é a sua ambição?
artigo Porque estamos novamente falando da Era de Aquário?
artigo O Universo num Corpo Humano
artigo A noite escura, de são joão da cruz


As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa