Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Útero do Universo

por Saul Brandalise Jr.
Publicado dia 25/11/2009 16:56:27 em Espiritualidade

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

É muito claro para mim, depois que deixei de freqüentar inúmeras religiões e passei a ser o meu leme e o meu direcionamento, que a minha vida é uma consequência do que admito ser.
Eu sou a opção de minhas conquistas ou derrotas. Vida é escolha; se deu errado não foi Deus que quis assim. Fui eu que não tive competência para escolher certo.
É óbvio que para que esta verdade fizesse parte de minhas conquistas, eu precisei peregrinar por praticamente todas as religiões. Cada uma delas se achava a única certa e a verdadeira quanto à salvação.
Por muito tempo aceitei isso... Que precisava ser salvo. Até que um dia me perguntei:
Ora, salvo do que e de quem?
E a pergunta ficou sem uma resposta que preenchesse o vazio que existia dentro de mim. Várias explicações imbecis fizeram parte das tentativas. Até o coitado de um casal, milhares de anos atrás, foi considerado o responsável por isso...
O tempo passou e fui verificando que sou eu quem toma as decisões. Eu decidi escrever este texto. Eu decidi deixar de trabalhar para dividir com você aquilo em que creio.

Portanto, ficou muito claro que eu escolho as opções que chegam até minha instância decisiva, conseqüentemente, NINGUÉM manda em mim sem que eu, de alguma forma, permita. É óbvio que sempre vão existir as convenções familiares, sociais e religiosas que EU PERMITI EXISTIREM e que assim possam interferir em minha vida.
Isso posto, começa a ficar muito claro, para mim, que jamais a Terra será um local de igualdades e que as ambições comunistas e socialistas nada mais são do que tentativas absurdas de plantar igualdade no planeta das desigualdades.
Isso não invalida a sua, a minha repulsa aos chefes que tudo sabem e que nada discutem com seus subordinados antes de tomarem as suas decisões. Porém, isso é uma coisa completamente diferente.

É praticamente o mesmo que interferir na decisão dos outros esquecendo de que cada um tem o seu Livre-arbítrio.
Este planeta jamais será um espaço de igualdades. As desigualdades existem para que possamos aprender com elas, repito.
Portanto, somos essências em evolução e este estágio terreno atual será sempre um “espaço escolar” para que possamos saber dominar as nossas emoções e, assim, buscarmos o centramento de nossas verdades.
Imagine a Terra como um grande laboratório de ensinamento onde todos precisam “sair diplomados” e conscientes de suas responsabilidades em cima de suas atitudes; ou você acha que é por um acaso que usamos somente de 6 a 8 por cento de nosso cérebro?

Não existe pecado. Existe irresponsabilidade social e não é contando para outra pessoa que você fará o resgate. O resgate é Cósmico e não humano. O karma só se desfaz com atitudes que gerem dharma.
Os signos não existem por mero capricho dos astrólogos, eles são parte de uma ciência cósmica.
O primeiro dia do ano não era o primeiro de abril por acaso, até que o Papa Gregório XIII, em 1577, resolveu trazê-lo para o primeiro de janeiro. As razões que o levaram a fazer isso são inúmeras e a menor delas é a que impera como se fosse necessário atualizar os 10 dias de perda do calendário. Assim sendo, o dia primeiro de abril não é o dia da mentira, mas sim, o primeiro dia do ano pela energia Cósmica.

Todos nós iremos cumprir o Zodíaco de Áries a Peixes. É com as características de cada signo que precisamos aprender a dominar as nossas emoções. Este é, mal comparando, apenas para fácil entendimento, um ano escolar. Você precisa saber que cada vida é em um signo e que eles existem para deixar claro o que a essência terá que superar.

Vou dar alguns exemplos:
O Geminiano não é uma pessoa de dupla personalidade como gostam de afirmar. Ele tem que aprender a decidir. Só e tudo isso. Muitas vezes ficam indecisos e os pais contribuem para isso com a sua forma de adestrar em vez de educar. Porém, foi o próprio geminiano que escolheu estas dificuldades.
O Libriano não é romântico e temperamental; ele precisa só saber decidir ao seu favor e se equilibrar nestas decisões. Não é por acaso que o símbolo é uma balança. O libriano precisa se centrar e não seguir ninguém.
Logo, agora nós dois sabemos que o nosso planeta é o Útero do Universo, o qual possui mais de 7.000 níveis de energia. Aqui na Terra, temos acesso apenas a 70 destes níveis. Um por cento somente.

Complicou ou ajudou?
Para aceitar isso, é preciso olhar ao nosso redor e entender que a pessoa que nasce cega, muda, com deficiências físicas e mentais, em outra vida já foi normal. Ou você, que acredita que Deus é Pai, acha isso justo? Que uma pessoa só tenha uma chance de viver e, mesmo assim, tenha sérios problemas já no nascimento?
Não, não vivemos uma única vida. Temos muitas chances para evoluir, vida após vida, e temos que ter consciência que estamos plantando agora a nossa próxima existência...

Sei que nos veremos
Beijo na alma



estamos online

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

starstarstarstarstar
O artigo recebeu 1 Votos

Gostou?   Sim   Não  



Sobre o autor
saul
Saul Brandalise Jr. é colaborador do Site, autor do livro: O Despertar da Consciência da editora Theus, onde mostra através das narrativas de suas experiências como extrair lições de vida e entusiasmo de cada obstáculo que se encontra ao longo de uma vida.
Email: [email protected]
Visite o Site do Autor

Veja também
artigo Quando a economia vai melhorar? Júpiter em marcha direta irá ajudar?
artigo Porque vínculos traumáticos abusivos são difíceis de romper?
artigo Kyudo 2
artigo Babaji - O padrinho espiritual secreto








horoscopo



As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa