auravide auravide

Viajando Espiritualmente no colo de Krishna...


Krishna, nas asas da canção, eu vejo Você.
Sim, eu vejo o Seu Sorriso por entre os planos...
E, em meu coração, eu sei o motivo.
Talvez, por causa de outros corações - que estão tristes.
Porque eu aprendi a sua lição direitinho, em Espírito e Verdade.
E quando sinto a dor do mundo, eu penso em Você.
Faço como aprendi: diante do sofrimento, eu oro a Você.
Diante do cadáver de uma criança, eu penso em Você.
Imagino Você pegando-a no colo e entrando na Luz...
E diante do cadáver do ancião, eu também penso em Você.
Imagino-O cantando um mantra em sua intenção e acalentando-o.
Ah, Govinda*, eu aprendi o que Você me ensinou.
E sei que Você conhece muito bem o coração dos homens.
E também conhece todas as canções de Amor - e a Luz delas...
Sim, eu vejo Você. E sinto o Seu Abraço silencioso no mundo.
E sei que o Seu sorriso está varrendo a tristeza de muitos corações.
A criança e o velho estão no seu colo, por entre os planos...
Você está levando-os para casa, lá em cima, na forja estelar.
E eu sei porque Você me deixa ver isso, Meu Amigo.
É porque, diante da dor do mundo, eu penso em Você.
Então, o meu pequeno coração voa nas asas de um Grande Amor...
Até o Seu Colo, junto com a criança e o ancião, na Luz do Eterno.
E, ali, por entre os planos, a viagem do Samadhi acontece...
Enquanto Você sorri e o Amor acontece.

P.S.:
Ah, Gopala, eu vejo Você!
E não é por causa de alguma doutrina oriental.
É por causa de um Grande Amor.
Eu penso em Você, e algo acontece...
É noite, mas os meus olhos têm o brilho da aurora.
E, agora, além da criança e do velho, eu vejo o mundo no Seu Colo.
Sim, eu vejo o Amor acontecendo, enquanto Você sorri...
E, mesmo no centro da noite, o Sol do Samadhi desponta em meu coração.
E eu fico aqui, com os olhos iguais a diamantes, pensando em Você.
Nessa noite, onde a criança e o ancião estão voltando para casa - na Luz.
Nessa noite, que é manhã no meu coração...**

Gratidão.
Paz e Luz.
Wagner Borges - mestre de nada e discípulo de coisa alguma, contente, nas ondas do esclarecimento e da asistência espiritual...***

- Notas:
* Govinda (ou Gopala) - são epítetos de Krishna, considerado como o "Pastorzinho divino", que tangencia os seres na direção da Bem-Aventurança (Ananda), e da consciência cósmica (o Samadhi, a expansão da consciência, muitas vezes associada ao despontar da aurora dissolvendo as trevas - o ego - e fazendo a atmosfera dançar na luz).
Govinda e Gopala também são considerados como mantras de dissolução de climas psicofísicos densos. Trazem alegria e espantam as confusões e equívocos.
** Escrevi essas linhas para registrar o Grande Amor que, mais uma vez, desceu aqui, em meu pequeno coração. Algo que não se explica, só se sente... E que deixa o meu lar cheio de Luz. Ah, isso não tem preço. E eu sou só gratidão... Nessa madrugada, que é linda manhã em meu coração.
Obs.: Enquanto eu escrevia, rolava aqui no meu som a linda canção "The End Will Come" (faixa 3 do CD "The Big Picture", do ano de 1997), do Elton John, um dos grandes vocalistas da pop/music inglesa. Inclusive, para quem quiser escutá-la, basta acessar o seguinte endereço no site do Youtube: link
Aliás, esse CD também tem outra canção muito linda: "I Can't Steer My Heart Clear Of You" (faixa 10 do disco) - e também pode ser ouvida no Youtube, nesse link:
link
*** Enquanto eu passava essas linhas a limpo, lembrei-me de um texto antigo, que escrevi sob a influência espiritual de um certo filósofo brasileiro desencarnado. Então, deixo o mesmo na sequência, para abrilhantar esses escritos de hoje.


UNIVERSO

O Universo
É Uni verso.
É verso do Uni.
Plenitude... Em verso do Um!

O Todo em tudo está!
Mas nem tudo percebe o Todo.
O verso pode não perceber o Uni,
Mas o Um faz o verso no Todo.
Ele escreve no tecido cósmico
Com as letras das estrelinhas.
Ele é o Sol dos sóis.
Na vida cósmica, o Uni verso!

Nos sonhos do Todo,
O Multiverso.
Em cada ser, o verso
Escrito pelo Um em todos!

Na Multiverso, um show de versos.
Tantos planos e dimensões,
Tantos seres e estrelas,
Tudo verso desse Um.

Em cima e embaixo, à esquerda e à direita,
Na frente e atrás, versos...
Seres vivos, formados nas estrelas...
Versos do Um, escritos nos céus.

Quantas saudades das estrelas!
Lembranças de outros versos,
E de antigos colóquios com os sóis,
Versos nucleares do Um em fogo.

Quantas saudades dos irmãos siderais,
Versos do Todo em outros orbes.
Versos-Irmãos do fogo estelar
Que crepita junto - no coração do Um!

Não parece, mas estamos juntos!
Os versos são do Uni.
Universo... Uni verso.
Tudo é Um!

Estrelas e homens, versos vivos...
Forjados no fogo que crepita
No coração da vida universal.
Todos somos Um!

O Uni... Os versos... Os seres...
As estrelas e os homens... Fogos vivos.
O Multiverso, a interdimensionalidade...
O Um em tudo!

O Todo é!
Em tudo.
O Uni verso
Verso do Todo em nós!

Wagner Borges - eterno neófito do Todo...


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1


wb
Wagner Borges é pesquisador, conferencista e instrutor de cursos de Projeciologia e autor dos livros Viagem Espiritual 1, 2 e 3 entre outros.
Visite seu Site e confira a entrevista.
Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa