auravide auravide

Viajando espiritualmente no olhar do Tao-Chi


Apenas escutem o som desse violino chinês - chamado Ehru... É um instrumento antigo, usado por gerações e gerações de chineses para inspiração e momentos lúdicos*.
Observem que uma música como essa é capaz de suscitar aberturas energéticas nos chacras**, reminiscências no coração e vivências espirituais profundas... Trata-se de uma viagem sonora, buscando climas mais altos - bem diferente da música batida, comercial e vazia dos dias atuais.
Uma música gentil e suave... Que, chegando em nossos corações, vai tornando-os também suaves, gentis e generosos.
Inclusive, há outras consciências, sediadas nos planos extrafísicos, que também usufruem da mesma atmosfera espiritual - principalmente aquelas que não estão bem -, e que podem melhorar no contato simples com a música e no encontro de nossos corações.
Então, viajando espiritualmente com a música maravilhosa do Erhu, vamos propagar energias sadias para toda humanidade, encarnada e desencarnada... Para que haja a percepção da Consciência Cósmica em tudo.
Podemos chamá-la de o Absoluto, o Todo, o Profundo, o Grande Arquiteto Do Universo, Tupã, Brahman, Alá, Jeová, Deus, Papai do Céu, Mãe Divina, ou o Tao, tanto faz... Pois é mesmo UM em todos os seres.
Sim, deixe a música embalar os seus pensamentos e sentimentos, enquanto eu também procuro, junto, embalar as palavras...

* * *

Hoje, alguém me falou sobre o grande vazio dos corações e sobre a tristeza que viaja junto com o ego... Sobre a grande fome da humanidade - que é a fome de Amor. E também sobre as emoções pesadas, o vai e vem emocional que faz tanto mal a todos nós.
E eu apenas me calei e fechei os olhos - e, na tela mental frontal interna, eu tive uma visão que persiste até agora...
Vi vários mentores extrafísicos*** chineses emanando uma serenidade em forma de Luz pacífica para todos os homens e mulheres desse planeta. E não havia neles nenhum traço de emoções pesadas, só havia autorrealização espiritual.
Silenciosamente, eles trabalham nos bastidores espirituais, sem que o mundo os perceba. Não são dados a fenômenos espalhafatosos. São anônimos e bem tranquilos... Para eles, emanar suavidade é o normal.
Não estão fazendo nada de mais, apenas irradiando aquilo que eles têm dentro de seus corações... É o natural deles!
A serenidade emanada por eles vêm junto com um contentamento interno pela existência e pela consciência de uma Causa Maior, interpenetrante a tudo e a todos. Ou seja, pela percepção de uma Luz Cósmica radicada dentro de cada coração.
Um desses amparadores chineses, em particular, é um ancião bem magro, careca e de barbicha grisalha. Ele é incrível e tem um olhar interpenetrante! E, por entre as frestas de seus olhos de oriental, se vê um pequeno brilho... E quem sintoniza isso, entra em contato com a essência real dele, e mergulha num oceano de serenidade, apenas no olhar...
Sabe?... Eu fico pensando se essa música também reflete essa serenidade desses grandes mestres.
Ao olhar no centro dos olhos desse mestre chinês, percebe-se a atmosfera espiritual de quem está em paz consigo mesmo. Percebe-se um nível de lucidez que jamais é exaltado por algum elogio e, tampouco, se sente rebaixado com qualquer crítica.
Sim, sua consciência serena que não está submetida às emoções, essas ou aquelas dos homens. Pois não existe um só pensamento belicoso emanando dele. E, pelo brilho do seu olhar silencioso, são comunicadas ideias profundas - assim como é profunda essa música que estamos ouvindo...
E na união de nossos corações e mentes, irmanados aos mesmos objetivos elevados, é possível perceber - no encontro secreto do olhar silencioso dele com o som da música -, uma certa sinergia espiritual invisível e suave, que se propaga e interpenetra a todos nós.
Simplesmente, esse mestre chinês aplica um passe espiritual coletivo com o olhar... Assim como o som do Erhu também aplica um passe musical coletivo, enquanto se propaga pelo ar e chega até nós.
Dessa maneira, muitos melhoram, aqui e em outros planos, no encontro de um olhar desse nível com uma música dessa qualidade - com pessoas na qualidade espiritual adequada e no momento certo -, reunidas para as mesmas coisas, dentro da mesma egrégora****.
No olhar dele, uma profusão de cores. E mais: naquela serenidade, um Amor profundo... E, ao mesmo tempo, tão simples, como de um amigo secreto da humanidade.
O mesmo Amor que chega aqui, para nós, é o mesmo Amor que vai para todos os homens e mulheres, incondicionalmente... Simplesmente viajando por um olhar que, ao interpenetrar os nossos corpos, suavemente leva embora o cansaço e o desânimo, trazendo, então, em nossos corações, um contentamento silencioso - assim como essa música traz uma alegria serena.

Nós estamos acompanhados pelo olhar dessas consciências serenas, que, invisivelmente, apoiam nossos estudos e nossos trabalhos espirituais... Assim como, também apoiam tantos outros estudos e trabalhos de linhas e abordagens diferentes, desde que com finalidades do despertar da consciência e abertura do coração.
No mundo externo, o grande vazio da existência moderna, à qual os homens vêm-se submetendo - essa mesma existência que vem degradando a qualidade da natureza do planeta e refletindo o vazio consciencial da humanidade. Porém, internamente, sem que os homens vejam, há olhares serenos e respeitosos da natureza, silenciosos e amorosos, que abençoam todos os seres.
No olhar silencioso desse benfeitor espiritual chinês, vem uma alegria pacífica! E o melhor: parece que ela é nossa conhecida, há muito tempo...
Percebendo a sabedoria e profundidade de alguém assim, compreendemos uma série de coisas... Percebemos que há um tempo para tudo, assim como existe um tempo de maturação de cada Ser.
No perímetro de nossas vidas, cruzamos com muita gente... Pessoas entram e saem constantemente do nosso viver. Algumas delas ficam apenas por um tempo; e outras permanecem mais. Surgem novos amigos, enquanto velhos amigos se despedem para outros rumos...

Existe o encontro dos amigos que são amparadores espirituais e que ajudam todos nós. Existe o amigo que é como um irmão, que está ali para tudo. Existe o amigo temporário, assim como existe o amigo fera, que, hoje é amigo, mas, amanhã, se tornará um inimigo ferrenho, muitas vezes sem motivo algum. E até mesmo existe o amigo que, eventualmente, se tornará um assediador espiritual.
No entanto, sob a ação do olhar profundo desse mentor extrafísico chinês, compreende-se que tudo é questão de tempo e maturidade de cada um.
O tempo tem sua sequência natural, como deve ser... E o importante é jamais revidar agressões e vibrações pesadas, seja de quem for, para que nós possamos, um dia, ser iguais a esse mestre chinês, que não se abala com nenhuma crítica e nem se exalta com nenhum elogio.
Ele apenas é serenidade... Mas, outrora, outros projetaram cargas pesadas em sua direção. E ele, simplesmente, compreendeu e não revidou - e, pelo contrário, emanou o seu silêncio tranquilo e continuou trabalhando e aprendendo, até galgar os níveis espirituais elevados por mérito e lucidez serena.

Ah, meus amigos, que nós também possamos aprender essa arte da serenidade, essa sabedoria. E o que quer que venha de pesado e ruim em nossa direção, da Terra ou do Astral, que possamos ter a sabedoria de transformar tudo em consciência serena, pelas as artes da paciência e do equilíbrio.
Simplesmente, sem julgar nada e sem se magoar jamais com ninguém, vamos indo para frente... Para que, um dia, o nosso olhar também seja sereno. Sim, sereno como a música do Erhu.
Que, de alguma maneira, nossos olhos sejam médiuns do olhar de mestres chineses como esse.
Que nós possamos, também, de alguma forma, irradiar pelos nossos olhos esse discernimento, essa sabedoria e essa paz.
Que as células de nossos corpos, densos e sutis, possam receber essa serenidade e, de alguma maneira, vibrar na mesma ressonância espiritual silenciosa...

P.S.:
Ah, meus amigos, hoje alguém me falou sobre o grande vazio dos corações e sobre a fome de Amor da humanidade... E a resposta que eu tive do plano espiritual foi a de um olhar silencioso e sereno, operando secretamente nos bastidores do mundo.
Sim, o simples olhar amoroso de um mestre extrafísico do Tao-Chi***** me disse mais do que milhares de tomos sagrados. E o som do Erhu me fez viajar espiritualmente muito mais do que as teorias dos doutores em consciência desse mundo.
E mais eu não sei dizer... Eu só sei desse olhar sereno, que me diz, em Espírito e Verdade: "Cresça, viva, ame, ria, estude, trabalhe, compreenda e siga em frente..."

Paz e Luz.
Wagner Borges - mestre de nada e discípulo de coisa alguma.
Postado em Textos Periódicos
(Texto Postado Originalmente na Lista Interna do Grupo de Estudos e Assistência Extrafísica do IPPB)

- Notas:
* Esses escritos são a transcrição das palavras que projetei durante uma reunião espiritual com os 100 participantes do Grupo de Estudos e Assistência Espiritual do IPPB. O tema da aula foi sobre "Os Principais Métodos Taoístas para a Evolução e Equilíbrio da Consciência" - baseada nos ensinamentos clássicos dos mestres da sabedoria chinesa: Lao-Tsé, Chuang-Tzú e Li-Tao; e também nos modernos ensinamentos taoístas do mestre Mantak Chia. Na ocasião, toquei os CDs "Rainbow" e "River", do músico chinês Jia Peng Fang (mestre do Erhu, que é um violino chinês d duas cordas).
Obs.: O canal Sol do Everest (no site link selecionou diversos vídeos do Jia Peng fang e listou os links específicos do Youtube para acessá-los. O endereço para acessá-os é o seguinte: link
** Chacras - do sânscrito - são os centros de força situados no corpo energético e têm como função principal a absorção de energia - prana, chi -, do meio ambiente para o interior do campo energético e do corpo físico. Além disso, servem de ponte energética entre o corpo espiritual e o corpo físico.
Os principais chacras são sete - que estão conectados com as sete glândulas que compõem o sistema endócrino: coronário, frontal, laríngeo, cardíaco, umbilical, sexual e básico.
*** Mentores Extrafísicos - são as entidades extrafísicas e positivas que ajudam a evolução de todos os seres; amparadores extrafísicos; mestres extrafísicos; protetores espirituais; auxiliares invisíveis; guardiões extrafísicos; guias espirituais; benfeitores espirituais.
**** Egrégora - do grego "Egregorien", que significa "velar", "cuidar" - é a atmosfera coletiva plasmada espiritualmente num certo ambiente, decorrente do somatório dos pensamentos, sentimentos e energias de um grupo de pessoas voltado para a produção de climas virtuosos no mundo.
É a atmosfera psíquica resultante da reunião de grupos voltados para trabalhos e estudos baseados na LUZ. Pode-se dizer que toda reunião de pessoas para a prática do Bem e da Virtude - independentemente de linha espiritual - forma uma egrégora específica, uma verdadeira entidade coletiva luminosa, à qual se agregam várias outras consciências extrafísicas alinhadas com aquela sintonia espiritual para um trabalho interconsciencial.
Provavelmente foi por isso que Jesus ensinou: "Onde houver dois ou mais em meu nome, aí eu estarei."
Muitos dizem que não se deve misturar egrégoras de trabalhos diferentes, porém, quando o Amor se manifesta, desaparece qualquer ideologia doutrinária, e só fica o que interessa: a LUZ.
No dia em que os homens despertarem para climas mais universalistas e cosmoéticos, com certeza esse mundo será melhor de viver.
Viva a LUZ, pouco importa o nome, o grupo ou a doutrina que fale dela. E viva os mentores espirituais que ajudam a todos, independentemente de credo, raça ou cultura esposada.
***** Tao-Chi: Equipe extrafísica de amparadores ligados à atmosfera espiritual do Taoísmo. Originalmente eram duas equipes: a equipe Tao e a equipe Chi. Posteriormente, as duas equipes se fundiram numa só: Tao-Chi.
Esse grupo me passa ensinamentos oriundos do Taoísmo adaptados à realidade ocidental e aos estudos espirituais modernos, notadamente sobre as projeções da consciência - experiências fora do corpo -, e os estudos de Bioenergia.
São exímios manipuladores de energia e ajudam a muitos projetores extrafísicos.

Obs.: Tao - do chinês - "O Caminho"; "a essência de tudo"; "O Todo".

Na verdade, o TAO não pode ser descrito ou explicado por palavras humanas. Por isso, deixo a cargo do sábio Lao-Tzé uma explicação mais apropriada:

"Há algo natural e perfeito, existente antes de Céu e Terra. Imóvel e insondável, permanece só e sem modificação.
Está em toda parte e nunca se esgota.
Pode-se considerá-lo a Mãe de tudo.
Não conhecendo seu nome, chamo-o TAO.
Obrigado a dar-lhe um nome, o chamaria Transcendente."
- Lao Tzé - in "Tao Te Ching" - China; Século VI a.C.
Obs.: Chi - do chinês - força vital, energia.

Dentro dos ensinamentos taoístas, a força vital é polarizada na natureza das coisas em dois aspectos fenomênicos: o Yin e o Yang, as alternâncias do Chi, as polaridades da energia.



Viajando espiritualmente no olhar do Tao-Chi - II*

Na presença do Amor, ceda.
Respire o Chi amarelo.
Voe até os nove mundos siderais...
E, lá, converse com os sábios.
A alegria cura.
A teimosia gera tensão.
Monte no dorso do dragão...
E saia rindo de tudo (inclusive, de si mesmo).
Tome um chá.
Para ser feliz, ceda.
Escute o Tao-Chi...
Conserve a pérola.
Ilumine o coração.
Flexibilize a mente.
O sábio carrega a joia no peito...
Pela graça do Tao, o Um de tudo!
Lembre-se: ceda, ceda...
Na presença do Amor.

Aqui, o Tao-Chi agradece a atenção do leitor.
(E também ao Tao, a Eterna Urdidura do Princípio).

- Tao-Chi** -
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges - São Paulo, 10 de agosto de 2016).


- Notas:
** Tao-Chi: Equipe extrafísica de mentores ligados à atmosfera espiritual do Taoísmo. Originalmente eram duas equipes: a equipe Tao e a equipe Chi. Posteriormente, as duas equipes se fundiram numa só: Tao-Chi.
Esse grupo me passa ensinamentos oriundos do Taoísmo adaptados à realidade ocidental e aos estudos espirituais modernos, notadamente sobre as projeções da consciência - experiências fora do corpo - e os estudos de Bioenergia.
São exímios manipuladores de energia e ajudam a muitos projetores extrafísicos.
(No meu livro "Viagem Espiritual - Vol. III" - Editora Universalista - 1998, há um capítulo inteiro contendo as orientações desse grupo chinês incrível, com o qual eu venho aprendo muitas coisas ao longo da trajetória espiritual e humana).

Obs.: Tao - do chinês - O Caminho; a Essência de tudo; O Todo.

Na verdade, o Tao não pode ser descrito ou explicado por palavras humanas. Por isso, deixo a cargo do sábio Lao-Tzé uma explicação mais apropriada:

"Há algo natural e perfeito, existente antes de Céu e Terra.
Imóvel e insondável, permanece só e sem modificação.
Está em toda parte e nunca se esgota.
Pode-se considerá-lo a Mãe de tudo.
Não conhecendo seu nome, chamo-o Tao.
Obrigado a dar-lhe um nome, o chamaria Transcendente".
(Lao Tzé - in "Tao Te Ching" - China; Século VI a.C.)
- Chi - do chinês - força vital, energia.

Dentro dos ensinamentos taoístas, a força vital é polarizada na natureza das coisas em dois aspectos fenomênicos: o Yin e o Yang, as alternâncias do Chi, as polaridades da energia.


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1


wb
Wagner Borges é pesquisador, conferencista e instrutor de cursos de Projeciologia e autor dos livros Viagem Espiritual 1, 2 e 3 entre outros.
Visite seu Site e confira a entrevista.
Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa