auravide auravide

Voando pelo céu de Athor com o Sábio das Estrelas

por Wagner Borges
Publicado dia 03/04/2008 15:09:16 em Espiritualidade

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

Ele veio de lugares distantes e pousou nas terras quentes do Antigo Egito.
Parecia um anjo, mas era um homem, semelhante aos da Terra.
Devido à sua sabedoria, foi acolhido como um mestre. No entanto, o que ele gostava mais era do contato com o povo simples do lugar.
Estava sempre de bom humor e seu rosto resplandecia quando sorria.
Seus olhos brilhavam como duas estrelas.
Ele compartilhava seus conhecimentos estelares com aqueles que já estavam preparados para o claro entendimento dos princípios que regem o Cosmo.
Após as aulas noturnas ministradas dentro dos templos iniciáticos, ele costumava projetar-se para fora do corpo físico junto com alguns discípulos.

Alçando vôo e singrando o céu de (Athor (Hator): A Deusa da noite na cosmogonia egípcia.) Athor(*), eles mais pareciam anjos luminosos, mas eram apenas pessoas iniciadas nas artes espirituais em plena ação. Nos planos extrafísicos, ele aprofundava as explicações, aplicava os exercícios apropriados e continuava compartilhando sua sabedoria.
Ele costumava dizer:
"Cada ser carrega uma luz no coração e é portador de sublimes potenciais a serem despertados.
Porém, antes disso, precisa ser provado no cadinho das experiências necessárias ao seu burilamento.
Precisa abrir o coração e servir ao Plano Maior.

Antes do acesso à Consciência Cósmica, primeiro as lições de humildade, responsabilidade, respeito às leis da natureza e a vontade de servir à evolução da humanidade no anonimato.
Trabalhar incessantemente sem os arroubos da arrogância, sempre consciente dos excelsos objetivos.
Nas trilhas da espiritualidade, não há espaço para objetivos mesquinhos e sabotagens diversas.
Quem almeja o despertamento da luz estelar em si mesmo, precisa harmonizar-se com os objetivos que busca e com a lucidez e o amor em suas atividades.
Não é fácil brilhar, só os fortes de espírito conseguem conviver com o brilho estelar aceso em si mesmos e, ao mesmo tempo, serem apenas seres humanos normais com todos os percalços inerentes a essa condição.

Cada homem tem asas espirituais, mas precisa aprender a abri-las.
Leva tempo para um homem transformar-se em anjo completamente, leva vidas e muita paciência.
Primeiro, há de treinar o anjo na carne, vida após vida. Lentamente, as asas de luz vibrarão na freqüência estelar adequada.
No devido tempo, a ascensão ocorrerá, não por motivações místicas ou religiosas, mas pelo próprio nível de consciência manifestado.
Ninguém está no mundo por acaso!
Só vence a roda reencarnatória quem apresenta serviço digno sem esperar nenhum tipo de recompensa ou reconhecimento. Só saem da Terra para os mundos felizes ou para os planos da pura luz, aqueles que operarem dignamente na freqüência do amor e dos ditames superiores.
E que ninguém se engane: não há como enganar as leis de causa e efeito! A cada um segundo a abertura e vibração de suas asas”!

Ele explicou os princípios herméticos da maneira mais simples, sua didática era perfeita. Ele trazia o conhecimento das estrelas diretamente ao coração dos homens.
Em sete conceitos fundamentais ele resumiu a ciência estelar:
1. Princípio de Mentalismo: "O TODO é pura consciência!" (O TODO está em tudo!).
2. Princípio de Correspondência: "O que está em cima é como o que está embaixo. O que está embaixo é como o que está no alto, no milagre de uma só coisa!" (O macrocosmo e o microcosmo integrados na percepção de quem sabe da UNIÃO!).
3. Princípio de Vibração: "Tudo vibra, nada está parado!" (Há vida em tudo! Tudo é energia!).
4. Princípio de Polaridade: "Tudo é duplo, tudo tem dois pólos, opostos e iguais”! (O jogo do chi - a força vital - em sua dupla manifestação natural: Yin e Yang; a analogia dos contrários gerando a pulsação vital!).
5. Princípio de Ritmo: "Tudo tem fluxo e refluxo; tudo tem suas marés; tudo sobe e desce; à direita e à esquerda; o ritmo é o equilíbrio!" (O sábio comanda os ciclos vitais obedecendo-os, nunca os violentando! Ele sabe que tudo tem sua época e que a balança oscila de acordo com o peso específico de cada ação. Por isso, ele é puro equilíbrio em seus passos! Ele sabe dançar no fio da navalha sem corromper-se!).
6. Princípio de Causa e Efeito: "Toda causa tem seu efeito; todo efeito tem sua causa; todas as coisas acontecem de acordo com a Lei. O acaso é um nome dado a uma lei não reconhecida. Existem muitos planos de causalidade, mas nada escapa à Lei!" (O TODO é causa. Na causa, o efeito! A cada um segundo suas obras!).
7. Princípio de Gênero: "O Gênero está em tudo; tudo tem os seus pólos, masculino e feminino; o Gênero se manifesta em todos os planos!" (O princípio gerador está em tudo. No TODO, a Gênese de tudo. Na natureza dos seres e das coisas, a manifestação vital disso. Todo espírito é co-criador! O PAI-MÃE do universo manifesta-se em cada ser. Logo, o potencial criador está dentro de cada um!).

O sábio das estrelas ensinou essas leis herméticas para diversas gerações de iniciados que chegavam de vários lugares do mundo antigo para beberem na fonte de sua sabedoria. Dotado da divina percepção, ele abria portais interdimensionais e observava espiritualmente os tempos futuros. Em uma dessas vezes, ele viu alguém escrevendo em um estranho aparelho dotado de uma tela clara. Acima dessa pessoa, havia um raio de luz branca incidindo diretamente em seu chacra coronário. Ao seu lado, um espírito de porte real, austero, projetando um raio de luz azul marinho brilhante de seu chacra frontal ao chacra frontal do rapaz que escrevia. Vendo aquela cena futura, ele riu. Pois, sabia que o texto era sobre ele.
Sabia que os ensinamentos estelares passariam secretamente, de geração em geração, até o ponto de serem compreendidos (Exotérico: aberto; explícito. Não confundir com Esotérico: fechado; secreto; hermético.) exotericamente(*) pelas pessoas de vários níveis e procedências, até o ponto de serem veiculados por aparelhos estranhos em suas próprias casas.
O sábio refletiu sobre aquela visão.
Pensou: "Será que as gerações futuras perceberão suas asas vibrando ao tomarem ciência dos princípios herméticos?
Serão impulsionadas pelos ventos da maturidade?
Sentirão o toque do infinito em seus corações e mentes?
Serão serenas em suas pesquisas espirituais?
Estarão munidas da devida paciência?
Serão fortes para enfrentarem seus medos e bloqueios de frente, como desbravadores espirituais das fronteiras dimensionais?
Estarão imbuídas de real valor em seus estudos?
Serão pessoas conscientes de que são estrelas do TODO, viajando pelas vidas em corpos adaptados às suas necessidades de aprendizado e compreensão?
Terão certeza da própria imortalidade?
Serão pessoas lúcidas, amorosas, alegres, sensatas, responsáveis e equânimes em seus propósitos?
Singrarão os céus de Athor como anjos fora de seus corpos carnais?
Viajarão conscientemente para fora da Terra, rumo aos planos extrafísicos elevados para outros aprendizados, enquanto seus corpos dormem?
Agradecerão ao Supremo Comandante da vida as oportunidades de ascensão que cada experiência humana oferece?
Perceberão a UNIÃO"?
Terminada sua missão nas terras quentes do Antigo Egito, o sábio ascendeu às esferas superiores, além dos fugazes brilhos terrenos. Parecia um anjo, mas era apenas alguém conectado à Consciência Cósmica. Era apenas um ser realizado nas artes espirituais.
Não era apenas o iniciado, era o GRANDE INICIADO!
Não era como muitos iniciados de hoje, cheios de graus iniciáticos misturados com arrogância e egoísmo exacerbado.
Aquele homem-anjo-estelar era simples consciência e amor, sempre de bom humor, pleno de esperanças no futuro dos homens, da Terra e de outros orbes.
Seus ensinamentos estão marcados indelevelmente na pele espiritual do planeta e no coração dos iniciados responsáveis de todos os tempos.
Esse sábio das estrelas foi conhecido por diversos nomes ao longo da História: Toth no Egito; Hermes na Grécia; Mercúrio em Roma; Henoc para os judeus; Mensageiro de Osíris para os iniciados; Hermes Trismegisto (Trimegistus, Trimegistro), o Três Vezes Grande!

Aqui e agora, usando o "estranho aparelho" chamado de computador, registro o que Sanat Khum Maat, o amparador do raio azul no chacra frontal, diretor espiritual e inspirador desse texto, deseja passar:
"Oh mestres da luz! Suas pegadas luminosas guiam nossos caminhos. Inspirem nossas jornadas, humanas e espirituais. Orientem nossos passos nas trilhas da vida e nossos vôos nos céus de Athor.
Que o Pai Osíris abra a lucidez em nossas consciências.
Que Hórus, o Filho divino, portador da luz, estimule o amor em nossos corações.
Que a Mãe Ísis, desveladora do véu da ignorância, vivifique o nosso ventre.
Que Maat, a Senhora da justiça, seja amparadora de nossos atos e escolhas. Que os ensinamentos do sábio das estrelas calem fundo em nós todos!
(Telesma: Na tábua de esmeralda de Hermes Trismegisto, famoso texto esotérico da Antigüidade, é a energia solar convertida em terra, ou seja: a luz aplicada na transformação! Trata-se da alquimia interior: o homem de ferro, velho, transformado pela luz, no homem de ouro, renovado, dourado de amor e compreensão.) O TELESMA(*) de todos está aqui e sua força é convertida em terra, pela presença digna dos trabalhadores da luz abrindo suas asas na crosta do mundo! Com a ponta de um diamante espiritual, o sábio estelar gravou a chave de seus ensinamentos na alma do mundo e no coração dos justos:
ACORDE! RECORDE QUE VOCÊ É UM HOMEM, QUE VEIO DE UMA ESTRELA, QUE ESTÁ EM UMA ESTRELA E QUE IRÁ PARA OUTRA ESTRELA. POUSE SUAVE! OS MESTRES ORIENTAM"!
Ainda usando o "estranho aparelho" para escrever, lembro-me agora de outro de seus ensinamentos secretos:
"MEDITE: VOCÊ VESTE O VESTIDO PARA DESCER E TIRA O VESTIDO PARA SUBIR!"
Ele deixou seus ensinamentos nas terras quentes do Antigo Egito. Eles viajaram através das gerações.

Hoje, eles aquecem novos corações que viajam na jornada do conhecimento espiritual. Inspiram os iniciados de agora, não mais dentro dos templos iniciáticos, mas dentro das aglomerações urbanas, rente a rente com seus irmãos de caminhada, no "front" da vida moderna, submetidos às mais duras provas de sua caminhada ascensional: as provas dos relacionamentos humanos na prática!
Aqui e agora, desejo que as asas espirituais dos leitores estejam vibrando muito ao lerem esses escritos, pois as minhas asas estão vibrando muito por eu tê-los passado aqui na tela do "aparelho estranho".

PS: Escrevi tudo isso, mas sob a inspiração direta do amparador extrafísico Sanat Khum Maat.
(Esses escritos são dedicados aos meus amigos Vítor Hugo França e Tomás, companheiros que muito me ajudam nos programas da Rádio Mundial de São Paulo).

PAZ E LUZ!



estamos online

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

starstarstarstarstar
O artigo recebeu 1 Votos

Gostou?   Sim   Não  



Sobre o autor
wb
Wagner Borges é pesquisador, conferencista e instrutor de cursos de Projeciologia e autor dos livros Viagem Espiritual 1, 2 e 3 entre outros.
Visite seu Site e confira a entrevista.
Email: [email protected]
Visite o Site do Autor

Veja também
artigo Não se trata do que eu devo nem do que eu quero...
artigo Infeliz
artigo O sagrado
artigo Tenha uma vida afetiva abundante


As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa