auravide auravide

Páscoa: Tempo de Recomeço


Páscoa vem do hebraico “Pessach” e significa “passagem”. Era comemorada pelos judeus antigos e ainda hoje é celebrada pelos israelitas comemorando o Êxodo, saída do povo hebreu do Egito durante o reinado de Ramsés II. Da escravidão para a liberdade, um ritual de passagem. Era esta comemoração que Jesus celebrava com seus discípulos na noite de quinta feira Santa antes da crucificação.
O cristianismo deu um novo sentido a esta festa. A “passagem” seria a de Jesus da morte para a vida na ressurreição.

Essa idéia da renovação da vida já existia muito antes da era cristã. Muitos costumes ligados ao período pascal originam-se da celebração do “Pessach” (páscoa judaica) outros dos festivais pagãos. Os povos antigos comemoravam no equinócio da primavera (hemisfério norte) mais ou menos vinte de março, marcado pela transição da metade escura para a metade clara do ano, o inicio da primavera, que traz consigo a nova vida. O equinócio festeja a ressurreição da luz com o deus solar aquecendo a terra, a germinação das sementes após a hibernação, o desabrochar da vegetação e a renovação da vida.
Era comemorado por esses povos a morte e o renascimento de vários deuses como: Tammuz na Suméria; Osíris no Egito; Dionísio na Grécia; Odin na Escandinávia.

A atmosfera é de renovação, regeneração, expectativas e esperanças.

A festa tradicional associa a imagem do coelho, símbolo de fertilidade, e ovos pintados com cores brilhantes, representando a luz solar, ofertados como presente.
O símbolo do coelho, vem do fato de esse animal ser extremamente fértil e os primeiros a saírem das tocas após um longo inverno de recolhimento, e os ovos, representando o potencial de vida, novo início.

Muito antes da era cristã, há mais de 2 mil anos, os ucranianos já pintavam ovos, isto foi descoberto em escavações arqueológicas onde foram encontrados vestígios do “pêssanky”, ovos pintados à mão. Ainda hoje os ucranianos fazem as “pêssanky” para presentear durante o período da páscoa e são considerados talismãs que trazem boa sorte, fertilidade, amor e fortuna para quem os recebe.

Da combinação desses antigos símbolos místicos provavelmente resultou o costume de se presentear com ovos de chocolate trazidos pelo coelho da páscoa.

Dessa forma a Ressurreição de Jesus traz consigo um novo tempo de paz e esperança para toda humanidade.

É portanto uma data propícia a rituais celebrando o renascimento, a passagem da tristeza para a alegria, das trevas para a luz, do egoísmo para o amor.

A renovação é uma riqueza a ser buscada. E sempre é tempo de recomeçar.
Feliz Páscoa


estamos online

Gostou?   Sim   Não  
starstarstar Avaliação: 3 | Votos: 236




ilda
Ilda Carvalho é Astróloga, Numeróloga e estudiosa de assuntos esotéricos há mais de vinte anos, trabalhando atualmente com Astrologia e Numerologia em consultoria pessoal e empresarial.
Conheça os auto-testes de numerologia.

Visite o Site do Autor


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa