auravide auravide

Dicas para se cuidar ao sair de um relacionamento abusivo


Pare de focar no seu passado recente, no seu ex-narcisista, abusador, virando a seta para si mesma e para a sua nova meta, que é a liberdade de ser você mesma. Hora de focar em você e em suas necessidades. Reveja o que deixou de lado, ilumine-se novamente, você pode e merece, afinal, você conseguiu sair de um cárcere de difícil detecção e da névoa que até pouco tempo atrás estava te consumindo. Hora de recuperar a autoestima, hora de viver e honrar a vida!

Nesta etapa, você deve cortar todo o acesso e todo o contato possível. Isso significa cancelar ele de todas as suas redes sociais, deletar fotos, apagar e bloquear e-mails, WhatsApp e telefone. Retirar da sua frente fotos e coisas que lembrem ele, e também evitar qualquer tipo de conversa com amigos dele, em comum ou com pessoas que duvidem da sua história de abuso e tentem amenizar ou mesmo minimizar as situações.
Mantenha contato apenas com pessoas que te encorajem, que tenham empatia e que acreditem em você.

Afaste-se definitivamente dos macacos voadores, que são aquelas pessoas-robôs, que passam recados do seu ex e ainda tiram uma da sua cara. Jamais tente convencer ninguém que esteja contaminado e com escuta indisponível.

Jamais entre na cilada de ter pena do seu ex. Lembre-se de que ele já é bem grandinho e por mais que teatralize, ele sabe muito mais do que você imagina, manter-se bem e saudável.

Agora é a hora de você cuidar de si mesmo e de recuperar forças. Saiba que por mais que o relacionamento tenha sido difícil, é comum sentir alguma dor e até uma sensação de perda do lugar conhecido e mesmo tendo sofrido tanto, pode ser que em alguns momentos você só se lembre de situações que falsamente pareciam ser boas.
Por conta do lastro traumático e apesar de tudo o que foi ruim, pode ser muito doloroso ficar longe dos hábitos vivenciados com o narcisista.
A confusa sensação é como se a pessoa não fosse sobreviver e como se fosse responsável por todo a tortura emocional que passou. Esteja ciente de que essa sensação faz parte dos traumas ainda não totalmente sanados, das crenças infundadas plantadas e por fim, de toda toxicidade envolvida nesta trama abusiva. Nestes momentos é superimportante continuar a manter distancia que como uma droga dicção, demora um pouco de tempo para desimpregnar do sistema. Isso faz parte do processo de cura emocional e de auto resgate.

Arme-se de muita informação a respeito deste tema e frequentemente force a sua memória para se lembrar de como ele funcionava, como sabia manipular e diga a você mesma: abuso emocional?? Nunca mais!

Fortaleça-se, quando necessário com terapia competente que lhe auxilie a reprocessar seus traumas e a fortalecer mais ainda os seus recursos. Eu sempre recomento EMDR.

Atente: o momento de tomar consciência e de despertar de relacionamentos abusivos pode ser sofrido, mas não é ruim, é o primeiro passo para se reconstruir uma vida com alicerces mais sólidos e reais. O trabalho da reforma íntima costuma ser solitário e ninguém o fara por você.

Quanto mais despertos, melhor!


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 16


silvia
Silvia Malamud é colaboradora do Site desde 2000. Psicóloga Clínica, Terapias Breves, Terapeuta Certificada em EMDR pelo EMDR Institute/EUA e Terapeuta em Brainspotting - David Grand PhD/EUA.
Terapia de Abordagem direta a memórias do inconsciente.
Tel. (11) 99938.3142 - deixar recado.
Autora dos Livros: Sequestradores de almas - Guia de Sobrevivência e Projeto Secreto Universos

Visite o Site do Autor


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa