auravide auravide

É possível ser feliz agora?


Regressão da concepção, gestação e parto

Você está conscientemente trabalhando para sua própria felicidade? Já se perguntou se o que faz da sua vida em nome de promover este intento? Já pensou se almeja a felicidade para um futuro que talvez nunca aconteça ou se nostalgicamente fica num passado que também nunca mais existirá?
A questão que fica no presente é como ser feliz agora? Quando você sente que não existe nada que não possa fazer, quando tem certeza de que todo sonho pode se tornar real.

Nesses dias, tive a alegria de sentir o êxtase da felicidade de um rapaz de 19 anos. Este fez uma regressão gestacional surpreendente. A regressão vai do momento de sua concepção até seu nascimento. Sabemos que tudo para o cérebro é percepção, portanto, ficou combinado que ele não julgasse o processo, e mais, que desse total crédito a tudo o que fosse acessando, passo a passo.

O preparo para que este tipo de regressão ocorra passa por um procedimento específico em que hemisférios cerebrais conversam mais estreitamente. Cérebro racional abre amplo espaço para o cérebro intuitivo se expressar e em comum acordo, como em uma dança, ambos vão compondo cenas de uma história já escrita, porém, não consciente.

No percorrer do estágio gestacional, qualquer sensação de conflito, emoção ou desconforto são reprocessadas na hora da percepção. Imagine como que fica a linha de tempo da pessoa depois desse tipo de regressão...
Observe o exemplo desse rapaz de 19 anos: Ao passar pelo segundo mês de gestação, percebeu os pais gritando e brigando muito "lá fora" e isso estava gerando desconforto nele, embora "lá dentro" estivesse com sensação gostosa, quentinha e de proteção. Mesmo com essas sensações agradáveis sentia seu corpo estremecendo somado à angústia em seu peito de feto de dois meses. Fizemos um reprocessamento sobre esta sensação/percepção até seu sistema ficar totalmente tranqüilo. Num determinado momento, ele disse que sabia que os pais estavam brigando "lá fora", mas que ele dentro estava protegido e em paz.

Imagine quanticamente que o mal-estar percebido aos dois meses de gestação foi reprocessado e "curado" naquele momento da "regressão". Nos meses subseqüentes, não havia mais vestígios do mal-estar que certamente acompanharia mês a mês a gestação e, de algum modo, sua vida pós-nascimento.

Para reflexão de um novo pensar: Mas todo este desconforto foi resolvido aos dois meses gestacionais. Sequencialmente, eventos-chaves relacionados a esse mal-estar, em sua linha do tempo, até chegar aos seus 19 anos perderam força e intensidade e talvez até o sentido.

Será isso possível? O tempo existe? Nosso passado pode ser alterado dessa maneira a ponto de criar a possibilidade de um agora mais dinâmico e de um futuro diferente do predestinado por emoções e pensamentos disfuncionais advindos de traumas? Podemos mudar nossos padrões e conexões de respostas neurológicas adaptadas para outros destinos altamente positivos de modo surpreendente.

Este foi apenas um esboço da dinâmica proposta. Obviamente existem pessoas que já na concepção tem dúvida se quiseram vir, se seus pais os queriam de fato, isso entre milhões de outras possibilidades. Pessoas com muitas questões de vida encontram soluções durante essa fase... Mas como reprocessar tais sensações? Tem jeito?

Não tenho bola de cristal para adivinhar como se configurará o reprocessamento de cada pessoa, mas compactuo que estamos predestinados a ter saúde, seja por qual caminho seja a busca. Tudo que nos acontece, até mesmo as doenças são resultados do que podemos ser para nos sentirmos bem em determinadas situações. Não que desejemos adoecer, mas ela seria a evidência de desgaste das nossas defesas na busca de um bem-estar como princípio.

Vale a pena, com os pés no chão, a busca do autoconhecimento para viver e sentir a plenitude de ser feliz o mais rápido possível. Não temos "tempo"...


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1


silvia
Silvia Malamud é colaboradora do Site desde 2000. Psicóloga Clínica, Terapias Breves, Terapeuta Certificada em EMDR pelo EMDR Institute/EUA e Terapeuta em Brainspotting - David Grand PhD/EUA.
Terapia de Abordagem direta a memórias do inconsciente.
Tel. (11) 99938.3142 - deixar recado.
Autora dos Livros: Sequestradores de almas - Guia de Sobrevivência e Projeto Secreto Universos

Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Psicologia clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa