Home > Psicologia

Liberte-se das influências

por Silvia Malamud

Liberte-se das influências

O quanto somos influenciados pelos modelos dos nossos pais e como podemos nos libertar de tudo que não agrega?

De modo inconsciente ou não, as pessoas tendem a reproduzir nos relacionamentos da idade adulta os modelos educacionais e afetivos que tiveram no início de suas vidas com os seus pais e/ou cuidadores. Em relação às mulheres, muitas das conhecidas depressões pós-parto podem surgir sem aviso prévio e entre outras variáveis, pode ser a reedição do sentimento da mãe para com elas e do que elas próprias sentiram neste início de vida. São percepções, sentimentos e sensações corporais surgidos antes mesmo do pensamento ser formado, que falam sobre a ausência da presença da mãe, sobre sentimentos de abandono e de desamparo. Isso é passível de ocorrer, mesmo quando mães ou outros cuidadores estiveram tecnicamente presentes, mas emocionalmente ausentes, podendo ser reeditados tanto por parte da mãe para com o nenê, como da mãe para si mesma.

É muito difícil reproduzir a falta do que não se teve principalmente quando não existe lembranças cognitivas a respeito. Por outro lado, atitudes de carinho, de inauguração de um ambiente suficientemente seguro promovendo ancoragem emocional no bebê, quando ocorre no início de vida dos genitores, naturalmente é reeditado com os filhos.

A verdade, porém, não é tão simples assim de ser explicada, a base até poderia conter esta exatidão, mas existem outras infinitas variáveis influenciadoras das atitudes dos pais em relação aos filhos que independem de como a mãe, o pai e/ou o cuidador os trataram.

Sentimentos de rejeição e de menos valia dos pais, por exemplo, podem seguir caminhos opostos nos filhos quando estes são hipervalorizados para que de modo inconsciente, essa trama emocional possa ser reparada. Por outro lado, pais com os mesmos sentimentos de menos -valia, ou que passaram por muitos ciúmes dos irmãos, ou que tiveram algum outro sentimento não qualificado e não acolhido, podem projetar sem elaboração alguma, todo esse montante na nova criança que nasce servindo de modelo para como ela poderá se posicionar frente ao mundo.
No geral, crenças e atitudes dos pais também servirão de exemplo e de modelo futuro, mas nem sempre. Em pleno século XXI, por exemplo, uma mãe machista, que pensa que homens são os melhores e os mais fortes e que tem mais lugar no mundo para eles do que as mulheres, ainda fazendo diferença no tratamento entre filhos de gêneros diferentes até pode "ensinar" à menina de que os homens têm mais valor, mas a realidade nos dias de hoje, dificilmente fará com que este tipo de modelo seja atualizado. Desde muito cedo, provocará um choque de valores, onde a filha mulher certamente terá espaço para questionar os sentidos entre o que aprendeu como modelo e o que ela encontrará pela frente, podendo inclusive ser um ponto de forte impacto em sua percepção e atitude frente a vida.

Outro ponto a ser referido diz respeito à autoestima da mãe que pode ser determinante nos relacionamentos futuros da filha. Muitas para se contrapor vão pelo caminho do antimodelo oferecido e acabam investindo sobremaneira na própria autoestima, outras ficam contaminadas pelo clima de menos-valia impregnado, dificultando seus relacionamentos.

Muitas mães, principalmente as com tendência mais narcisistas, não suportam ver o tempo passar e têm enorme dificuldade de passar o bastão da continuidade feminina para as suas próprias filhas dificultando bastante o desenvolvimento saudável dos relacionamentos afetivos delas. Também podem influenciar sobremaneira nas escolhas amorosas das suas filhas, mesmo que de maneira inconsciente, quando tem como desejo que elas se casem com os tais príncipes encantados que só existem no mundo da ficção.

Quando as mulheres ficam mais conscientes e percebem que reproduzem na vida a dois, com os filhos e em outras áreas de relacionamentos, as atitudes que criticavam nas mães e ainda assim não conseguem deixar de repeti-las, é porque estão altamente condicionadas nesses padrões. Também se perpetuam porque de um modo inconsciente mantêm uma espécie de lealdade emocional de vínculo histórico do feminino familiar. Outras questões inconscientes também podem fazer parte deste cenário.

Para as que se percebem enclausuradas neste ciclo sem conseguirem se libertar dessas atribuições emocionais repetitivas que muitas vezes aparecem sem sentido, mas que não têm força suficiente para mudarem, o melhor e mais rápido caminho que conheço e aplico em meu consultório são as psicoterapias de reprocessamento cerebral em EMDR e Braisnpotting, por intermédio delas, as pessoas ficam aptas a definitivamente se desprogramarem de padrões que as afetam pela via negativa, ainda iluminando recursos naturais criando novas e mais saudáveis redes neuronais de respostas para a vida que têm muito mais a ver com o que se deseja, com o que faz bem e com o que oferece real sentido para a vida.

Quanto mais despertos, melhor!




Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   Numerologia  
 
Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp



Silvia Malamud é colaboradora do Site desde 2000. Psicóloga Clínica, Terapias Breves, Terapeuta Certificada em EMDR pelo EMDR Institute/EUA e Terapeuta em Brainspotting - David Grand PhD/EUA.
Terapia de Abordagem direta a memórias do inconsciente.
Tel. (11) 99938.3142 - deixar recado.
Autora dos Livros: Sequestradores de almas - Guia de Sobrevivência e Projeto Secreto Universos
Visite seu Site
Email: malamud.silvia@gmail.com
Visite o Site do Autor
Publicado em: 16/04/2019 07:56:25

Veja também
Ultrapassar Limites x Impor Limites
Você acredita no amor ideal?
Terra à vista
Assuma seus erros, seja o protagonista
Por que os cães vivem pouco tempo aqui na Terra?
Qual é a verdadeira causa da depressão?


Deixe sua opinião sobre este artigo


© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.
As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo do Site.


Energias para Hoje
terça-feira, 25 de junho de 2019

energia
I-Ching: 52 – KEN – A QUIETUDE
A parada faz parte do caminho. Afaste-se da tensão e acalme-se. Só então será possível retomar a ação.


energia
Runas: Talismã dos Sonhos realizados
Positivismo é o seu milagre! Sonhos também realizam.


25
Numerologia: Espiritualidade
Dedique algum tempo para os assuntos de natureza espiritual, reflita e espere, aperfeiçoe hoje seus planos e idéias para agir amanhã. A energia não é favorável para assinar contratos ou fazer acordos legais.




Horóscopo

Áries   Touro   Gêmeos   Câncer
 
Leão   Vírgem   Libra   Escorpião
 
Sagitário   Capricórnio   Aquário   Peixes





Siga-nos:   Facebook   Twitter   Instagram   Youtube
© Copyright 2000 - 2019 Somos Todos UM - Mapa do Site | Política de Privacidade
Site Parceiro do UOL Universa