auravide auravide

Não critique a letra feia, procure a causa


Os sinais de alarme, na escrita, constituem um pedido de ajuda, de socorro...

Quando a criança, o adolescente ou mesmo alguns adultos imaturos mudam repentinamente sua grafia, ao invés de criticarmos devemos procurar as causas.
1. Quando uma criança quer pedir ajuda e não consegue se expressar, o faz através da sua grafia.
2. A intensidade é muito importante.
3. Verificar se é algum problema passageiro ou se já é da própria criança.
4. Dar atenção aos distúrbios do adolescente, às crises de puberdade.

Alguns Traços que demonstram os sinais de alarme:

1- Desagregação no espaço
O espaço entre as palavras, do ponto de vista grafológico, significa a parada para a respiração. Quando ele se desagrega, isto é, predomina a desordem e os espaços entre o branco do papel e a tinta da caneta são desestruturados. pode denotar um sinal de ansiedade, desequilíbrio, pode ainda indicar uma respiração falha ou dificuldade de se relacionar. Quando aparecem grandes espaços, em branco, no texto, que se repetem mais ou menos no mesmo lugar, em mais de três linhas subsequentes, formando uma espécie de margem dentro do quadro gráfico, revelam angústia vital, insegurança, sofrimento ou torturas íntimas. Pode ser um sintoma de culpa, uma pena que a pessoa precisa pagar.

2- Palavras soltas no meio do texto:
São as chamadas "Ilhas do Ego" , é um sintoma a ser investigado.

3- Mistura de linhas:
Umas linhas invadem as outras, existindo uma grande confusão no espaço gráfico. Temos dentro de nós uma noção de espaço físico e psicológico. Por exemplo, num elevador nos encolhemos porque o psicológico nos faz encolher. Só deixamos nos invadir quando damos autorização. Muitos não têm noção de espaço psicológico. Sempre que aparecer este sinal, o grafólogo ou o professor devem encaminhar para um profissional competente.

4- Hiper-estruturação do Espaço:
A escrita é toda correta, tudo certíssimo e muito rígido. Não flui naturalmente. Escolas onde a ordem é colocada de forma extremamente rigorosa como prioridade máxima, podem causar estes problemas. Sempre se origina da vontade forçada, sem capacidade de escolha. A criança só faz para agradar, e torna o fato de querer ser bonzinho como uma responsabilidade.

5- Torções:
Indicam sinais de sofrimento que precisam ser investigados.

6- Finais truncados:
Os finais das letras acabam de forma anormal e abrupta. A letra truncada é um sinal de inibição, que deve ser investigado.

7- Traço sobreposto e retoques:
O traço vai e volta sobre ele mesmo. É um sinal de timidez e insegurança. Existe uma diferença entre retoque e correção. No retoque, a pessoa volta para dar legibilidade. Pode ser um ato fálico ou um sinal de perfeccionismo. Representa também um autocontrole nervoso e é episódico, aparece em certos momentos da vida. A correção é a conseqüência do conserto de um erro.

8- Aperto:
É uma restrição do movimento gráfico. A pessoa reprime os seus impulsos. É uma inibição condicionada. Quando se comprime é porque não quer contato pois tem medo das pessoas e do mundo.

9- Relaxamento do movimento:
A escrita é frouxa, não tem tensão e é relaxada. Quem escreve assim, não se adapta ao mundo, tem falta de vontade, de tônus. É um dos sinais de depressão. Pode ser também cansaço.

10- Enrijecimento do movimento:
Também é uma inibição, a escrita não flui, fica estreitada.

11- Mudanças no movimento na inclinação e direção:
Quando qualquer um destes aspectos se desequilibra, também é um forte sinal para ser averiguado. Pode chegar a se tratar de um disturbo patológico.

12- Escrita pastosa ou suja:
É uma escrita congestionada, borrada ou suja. Precisa buscar a causa pois pode até ser um dos sinais de drogas.

13- Traço Quebrado:
Parece que foi soldado quando a pessoa tenta emendar. Indica falta de segurança, irritabilidade, nervosismo ou dislexia. Os problemas de "fala" tem muita fragmentação na escrita.


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1


ana
Ana Cecília Amado Sette é especialista em Grafologia, com mais de trinta anos de experiência em aplicação da Análise Grafológica, com ênfase em Seleção de Pessoal.
Atende pessoas e empresas em São Paulo.
Conheça os auto-testes de Grafologia
Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Psicologia clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa