auravide auravide

Narcisistas Perversos 2


Manipulação de verdades e memórias plantadas por narcisistas perversos, abusadores emocionais

Pessoas envolvidas com esses tipos de predadores emocionais têm a tendência de gradativamente irem perdendo a memória e a referência de quem são, e o pior, de quem algum dia foram.
Na tentativa de desqualificar suas presas, a qualquer custo, tais abusadores insidiosamente farão uso do famoso GASLIGHTING* como tentativa de acuar o outro a ponto de que ele duvide do seu próprio senso de realidade, colocando-o em dúvida, inclusive, em relação às suas próprias memórias. Uma falência altamente destrutiva sobre tudo o que pode significar identidade.
As negações praticadas pelos narcisistas perversos vêm desde distorções sobre acontecimentos abusivos que ocorreram na relação e são lembrados, até a negação total de evidências concretas ocorridas. A parte mais difícil é quando as vítimas começam a entrar em falência perceptiva chegando a acreditar nas "verdades" impostas, inclusive, culpando-se por terem ousado acusar o cônjuge. O golpe fatal acontece quando os abusados começam a se sentirem confusos duvidando da própria verdade, como se os fatos não provassem mais nada do que antes era percebido como realidade.

As falsas memórias acabam se alojando na mente das vítimas que, pouco a pouco, vão esquecendo-se de si mesmas. Devido a serem constantemente acuadas por meio das violentas e ininterruptas conversas, desistem, permanecendo paralisadas e em silêncio absoluto para não ativar mais ainda a ira do parceiro. São presas de um processo de lavagem cerebral homeopática estrategicamente manipulada pelo perverso. Atacam por meio de falsas narrativas, descaso, falta de empatia e, por fim, abandono. E por mais que os fatos confirmem a veracidade dos ocorridos, a princípio, as vítimas acabam ficando confusas e no final caem no esquecimento de si mesmas.

Muitas das vítimas de tais sequestradores de alma chegam a crer que de fato são inúteis, esquecendo-se por completo de quem um dia já foram. Algumas ainda quando acontece de ficarem mais conscientes da arapuca onde estão, já devastadas emocionalmente, desacreditam que podem mudar os seus destinos.
Infelizmente, um dos grandes alertas que promove o acordar, muitas vezes vem por meio de doenças sérias ou depressão.

Tenho várias pacientes que sofreram e que ainda estavam passando por esse tipo de abuso e que no decorrer do tratamento terapêutico de Reprocessamento Cerebral em EMDR e Brainspotting entraram em contato com suas memórias de difícil acesso, repassando o todo ocorrido durante o período do sequestro, juntando com o antes e ainda somando aos recursos esquecidos. Com isso, as memórias puderam se tornar cada vez mais claras, até que o todo emocional e cognitivo implicado pudesse ser totalmente redimensionado, impulsionando para uma nova vida. Mais fortalecida, mais determinada, lúcida e consciente.
Inaugurando a possibilidade antes impensável, de ser feliz.

Ou seja, para que se recupere a memória real ou o equilíbrio emocional do ser humano, não é necessário esquecer o fato gerador do sentimento doloroso, mas sim, lembrar-se corretamente do que realmente aconteceu.



estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 8


silvia
Silvia Malamud é colaboradora do Site desde 2000. Psicóloga Clínica, Terapias Breves, Terapeuta Certificada em EMDR pelo EMDR Institute/EUA e Terapeuta em Brainspotting - David Grand PhD/EUA.
Terapia de Abordagem direta a memórias do inconsciente.
Tel. (11) 99938.3142 - deixar recado.
Autora dos Livros: Sequestradores de almas - Guia de Sobrevivência e Projeto Secreto Universos

Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Psicologia clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa