Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade

Originalidade

Publicado dia 6/20/2000 12:54:33 AM em Psicologia

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

A avaliação da aparência geral do Nível de Forma inclui o grau de originalidade mostrado. Aqui também temos de prestar atenção para não admirar formas excessivamente enfeitadas que denotam gosto pelo supérfluo e não um espirito verdadeiramente criativo.

A originalidade é mostrada pela presença de traços na escrita que nunca poderiam ser aprendidas na escola ou em cursos de caligrafia. As ligações das letras e das palavras indicam uma mente que escolhe seus caminhos de forma independente e focada, transformando em ação sua visão única de vida. Que o bom senso seja sempre utilizado, de forma a não julgar original a insanidade. Nunca a originalidade atrapalha a legibilidade do texto, visto que o propósito de cada texto é comunicar e tudo que interferir neste aspecto se torna distorção.

Uma escrita artificial ou muito caprichada surge de uma mente que já vem com uma visão pronta e acabada do mundo e de todas as coisas. Esta mente pode ser superficialmente elegante, mas sua visão será muito convencional e nos não encontraremos nela sinais da busca da harmoniosa fusão entre a mente consciente e a inconsciente, esse talvez um dos maiores desafios de nossa existência. A vida interior se esconde atrás de uma mascara que representa a imagem publica através da qual o ser humano quer ser reconhecido. Quando uma escrita é "caligrafica" (e não está sendo usada para ilustrar algo), significa que quem escreve está construindo e projetando uma imagem de si mesmo. E essa pessoa pode também estar querendo despistar ou se esconder.

Quando falta originalidade na escrita, entra em jogo a cartilha da conformidade e a pessoa não abandona os conceitos aprendidos na escola, mantendo padrões estabelecidos pelos que tinham autoridade e influência sobre ele quando jovem. Ele não tem muitas opiniões próprias e prefere seguir as idéias e opiniões que outros estabeleceram. Isso também vale para sua maneira de vestir e de levar a vida: trata-se de um conformista.

O aspecto grafológico mais freqüentemente encontrado é aquele que, num vislumbre de originalidade, o indivíduo produz: é como que uma pequena chicotada que é imediatamente extinta e puxada de volta pela autodisciplina, a apatia ou o medo.

por Sergio Scabia


Obrigado por votar

O artigo recebeu 1 Votos

Gostou?   Sim   Não  

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

Consulte grátis

Mapa Astral   Tarot   Numerologia  


Sobre o autor
Sergio Scabia é co-fundador do Site Somos Todos UM
Email: sergio@somostodosum.com.br
Visite o Site do Autor

Veja também
Vencendo os problemas
Quando vai haver algo de realmente novo em você?



Continue lendo
O ópio do povo
Efeito luz, efeito sombra
Energias negativas não entram nas pessoas por acaso
Ano novo, vida nova?

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa