Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade

A Arte de enxergar luz no fim do túnel

A Arte de enxergar luz no fim do túnel
Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp


Quantas vezes sua fé já foi posta à prova? Quantas vezes só você acreditou que seria possível realizar um objetivo? E aquelas vezes que só você queria virar à direita, quando o resto dos passageiros do carro gritava: “para a esquerda!”? Acontece. E principalmente com aquelas pessoas que acreditam em sua intuição.

Ok, ela também pode falhar, ninguém é infalível. Mas existem sentimentos que surgem da nossa essência que não mentem jamais. Basta saber que eles emergem de uma parte de nós mesmos que não conhecemos bem e sobre qual não temos controle.
Do nosso verdadeiro coração saem dicas preciosas que não passam pelos filtros da censura, do orgulho, do medo e de outros sentimentos limitantes. Elas simplesmente dizem a nossa verdade.

Basear-se em subjetividades, que não podem ser explicadas pela racionalidade geralmente causa reações imediatas: Você acredita mesmo nisso?! Você está maluco?! Como você tem certeza?! Vai explicar que você tem uma noção mais profunda da situação, que você recebeu mensagens, sinais, encontros, que te deram uma resposta! A maioria das pessoas não vai te apoiar e certamente vai te fazer pensar em desistir de aceitar tais símbolos incertos.
Mas e o que você faz com a voz dentro de você que não quer calar?

Essa semana eu recebi uma carta de uma amiga. Ela dizia que, se não fosse meu apoio a essas intuições, certamente ela não teria alcançado seu objetivo. Sem saber, ela acabou apoiando as minhas próprias intuições inseguras de agora.

É sempre mais fácil tomar uma atitude lógica e na maioria das vezes é assim que procuro agir. Mas nem tudo (eu diria quase nada, quando o assunto é sentimento) é tão matemático assim. Amigos, somos muito maiores do que simples palavras. Elas são apenas a ponta do iceberg. Se pudéssemos falar com o coração...

A menos que tenha motivos muito fortes, não arredarei pé do que sinto e acredito. Deixe dar errado para saber. Não fuja antes do resultado, por ser mais fácil ou lógico.
Não seja covarde. Não há alívio maior do que o de ter tentado até as últimas forças.

Se há verdade, deixe-a sair. Se há prisão, imposta por quem quer que seja (principalmente por você mesmo), liberte-se. Se o coração te contar um segredo, acredite.
Estamos em uma Era onde não há tempo a perder. Quem deve mandar nesse caos e organizá-lo é nosso coração.

Não tenha medo de errar. Se esse erro serviu para aumentar a audição de sua própria voz, ele já valeu e muito!

Pense o melhor, reúna suas melhores energias, exale felicidade e receba dos céus as respostas que procura. E, por favor, quando elas surgirem, não as silencie.

Por: Isabela Medeiros
https://www.respostadavida.blogspot.com


Aproveite e leia: Repouso Absoluto...
Publicado em:




As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.


Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa