auravide auravide

ALMAS DILIGENTES E ATIVAS

Facebook   E-mail   Whatsapp

Tenho mania de observar coisas, pessoas, eu mesma, a vida...
E chega uma hora que todas essas observações criam forma dentro de mim. Elas germinam.
As imagens passam a flutuar na consciência e começam a fertilizar idéias, renovando minha paisagem interior.
Pode ser um filme, uma cena na rua, um beijo, uma despedida.... E os livros? Meu Deus, como aprendo com os livros. Com todos eles. Livros são manifestações da mente humana e a mente humana é vasta.
É como se eu inspirasse, inspirasse e de repente BUM, um insight, uma explosão de criatividade.
Mas o que eu quero mesmo falar é de aulas. Aulas fantásticas que temos oportunidade de assistir. E hoje estou me referindo as aulas de Cabala, que é a sabedoria que serviu de base para todas as religiões monoteístas. Sei que elas me deram e ainda me darão presentes para o resto da vida.
O que mais gostei das aulas que tive foi a questão de que o ser humano é responsável por terminar a Criação que Deus começou. Nós somos criadores!! Claro que este é um ensinamento profundo e complexo, que sei que apenas dei uma olhada, mas vale a pena uma retomada ao tema.
Vou dar uns exemplos práticos.
Neste final de ano estava eu sentada na praia com uma amiga e ela começou a falar de espiritualidade, então comecei a contar um pouco das aulas de cabala, claro sem esquecer de que eu estava de férias... E falei algo como:

- Tá vendo esse morro? Ele está pelado....nenhuma árvore....Nós podemos contribuir com a energia do lugar com a nossa presença....Simplesmente emanando amor pra ele, cura, renovação...desejando que ele se encha de Luz, de árvores, de vida, que fique que nem aquele outro morro do outro lado da praia....uma verdadeira floresta! A Cabala explica que temos a missão de energizar o nosso mundo.

Foi um papo gostoso, ela acabou adorando a história de que temos poder, e acabamos falando um pouco sobre o consumismo, até que o cara do sorvete passou e aí acabou-se a conversa.
Lembrei disso porque em uma das aulas o professor falou desse pecado que é querer consumir a natureza e nada oferecer em troca. Coitada da praia! Imagina o que ela tem que metabolizar em todos os níveis. O mais básico é lixo... Incrível como tem lixo nas areias do Brasil. Fora os outros níveis. Entramos no mar para descarregar...angústias, frustrações, tensões e por aí vai. Alguém já pensou em abençoar o mar? Em acariciar a água do mar com palavras de gratidão, de amor, de respeito? Tem infinitas coisas que podemos fazer para elevar o nível energético da natureza.

O que fiz este final de ano, por causa dos tsunamis, foi virar um vidro de floral na areia e fazer reiki no mar... Claro que fiz reiki em mim também claro! Quero oferecer pro mundo e para a praia uma pessoa bacana, mas isso já é assunto pra um outro email...
Outra situação que vivi foi na academia de ginástica que freqüento. Senti o clima de lá um pouco pesado, sei que muitas pessoas querem emagrecer e não conseguem, fica uma certa insatisfação no ar... Os meninos ficam se olhando no espelho pra ver como andam os músculos, as meninas ficam se olhando de perfil pra ver se a barriguinha diminuiu (me peguei fazendo isso...)
Tudo bem, queremos ficar lindos... Mas existe um certo limite... Ninguém precisa poluir o ambiente com frustração, raiva de si mesmo, inveja dos que estão mais sarados ou parecem mais felizes, e com um espírito de Eu sou melhor... Mas a poluição acaba acontecendo... e todos são responsáveis.

Lá estava eu na esteira sacando tudo isso, quando comecei a executar os passos com uma outra consciência...comecei a repetir mentalmente "Eu sou Amor, Eu sou Luz, sou a Beleza de Deus" e ia emanando isso pra mim e pra todos.... Senti um desejo profundo de que as pessoas que estivessem lá se sentissem bem a respeito de si mesmas naquele momento: os senhores que desejam a juventude secretamente, os adolescentes vigorosos, as gordinhas, as magrelas, todo mundo.

Tinha uma menina no outro aparelho, completamente perdida, ia pra lá e pra cá, coçava a cabeça.... Ao observá-la lembrei-me que quando comecei a freqüentar a academia também fiz a mesma cara de perdida, portanto ela era eu.

Ah, e também fico imaginando a academia cheia de Luz, de Reiki, de Amor. Na verdade me divirto. Porque sei que nós temos essa tendência a nos acharmos mais ou menos que os outros. Pura bobagem. Tá todo mundo junto. Mesmo.

E tem um outro ensinamento da Cabala que tem a ver com isso...
Existem seres que se alimentam das nossas frustrações, da péssima imagem que fazemos de nós mesmos, ou do nosso exibicionismo... O ser humano tem que vencer essas forças negativas através da chamada proatividade, que nada mais é do que uma atitude positiva e operante frente aos desafios mais cotidianos, na praia, na academia, no cinema, na farmácia, na cozinha.

Bom, e um desses dias abri um livro do Rudolf Steiner, da Antroposofia, que tinha uma frase mais ou menos assim... vamos tornar nossas almas diligentes e ativas.
Acho que era disso que ele estava falando. Temos o poder de energizar o mundo. Vamos?

Cristina Boog
www.crisboog.com.br

Facebook   E-mail   Whatsapp




As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa