auravide auravide

As Cartas de Cristo (Carta 6 - Parte 6) - O vazio começa a diminuir: o contato com o Divino

As Cartas de Cristo (Carta 6 - Parte 6) - O vazio começa a diminuir: o contato com o Divino
Facebook   E-mail   Whatsapp

Porém, o ego pode conquistar a alegria e prazer desejados somente por meio dos dois impulsos magnéticos/emocionais de Ligação/Rejeição – que são apenas impulsos materializados para dar a você a sua individualidade.
Portanto, o anseio inato de reunir-se à FONTE do SER se experimenta nos parâmetros eletromagnéticos do pensamento e do sentimento como “mais, mais e mais” daquilo que deu a você uma sensação prazerosa anteriormente. Mais amigos, casas, carros, roupas etc. Cada vez que o “mais” é conquistado, isso provoca uma pequena sensação de satisfação, talvez uma exibição perante os vizinhos para enaltecer a felicidade (marca-se um ponto e tem-se um pouco mais de satisfação), e logo a novidade passa, a nova posse se torna trivial, os sentidos se acalmam novamente – em equilíbrio – e começa o cansaço mental, a rotina se torna monótona e aborrecida. Para gerar um pouco de vida, o ego encontra outro objetivo a ser alcançado, para proporcionar excitação e prazer. E assim, a vida é uma perseguição sem fim de satisfações pessoais de diversos tipos, deixando a alma oculta, mal nutrida, insatisfeita, ainda ansiando por algo “Mais” – mas o que é que o meu eu mais profundo está desejando? Você se pergunta em desespero.
Quando uma pessoa consegue entender a verdadeira fonte de seu vazio e de seu contínuo anseio interior de ter “mais daquilo que me fez sentir bem antes” – e começa a meditar para fazer contato com... “AQUELE”... QUE LHE DEU O SER, um pouco de Equilíbrio Divino se filtra através da consciência humana. O vazio começa a diminuir.
Se, de fato, tal pessoa vislumbra algo do ETERNO e do verdadeiro objetivo da vida, o desejo de mais posses acabará por morrer de morte natural. O desejo por “Mais” posses será gradativamente substituído por uma sincera apreciação do que já tem e um sentido de contentamento constante. Através das experiências e intervenções milagrosas ou das atividades da CONSCIÊNCIA DIVINA em sua vida diária, a consciência humana se eleva enormemente e aprende que suas necessidades diárias são satisfeitas da melhor maneira. Aumenta-se a fé e a alegria se intensifica.
Por isso tenho dito: Não vim para ensinar você a pensar positivamente para atrair ao seu redor as coisas que quer e necessita. Vim expressamente para levá-lo de volta ao Reino dos Céus.
Entretanto, não é somente por desejar mais posses, que sua alma se encontra presa em sua morada secreta. O ego também utiliza o impulso emocional magnético de “repelir – rejeitar” para assegurar sua individualidade, privacidade e segurança. Esse impulso assume diversas formas projetadas para dar uma sensação de superioridade, ou elitismo, que o protege de pessoas que você considera indesejáveis, ou que tenham menor posição social que você. Esse impulso egocêntrico é praticado continuamente e acredita-se que é perfeitamente aceitável, mesmo nas igrejas. A verdade é: quando a alma começar a ganhar um pouco de controle sobre o impulso do ego, ela repreenderá a personalidade humana por seu egoísmo e exclusividade. Ela exigirá da psique adotar o amor incondicional e a crença na universalidade e na Unicidade de todas as pessoas, não importando quem sejam.
Quem sabe, agora, você possa entender mais facilmente como e por que a criação de sua individualidade, por meio do ego, formou a grande cápsula dos “impulsos físicos”, que produziu e encerrou sua consciência humana, – criando tanto sua forma física como sua personalidade humana. Uma vez que governa sua mente e emoções, pensamentos e sentimentos, ela impede você de fazer contato com a FONTE de sua VIDA e com sua ALMA.
SEU VERDADEIRO PROPÓSITO na vida é alcançar o domínio do seu ego, estendendo seu pensamento e sentimento para – “AQUELE”... QUE VOCÊ PERCEBE ESTAR POR TRÁS da CRIAÇÃO, pedindo continuamente por iluminação.
Este é o primeiro passo que uma pessoa deve dar em direção àquele glorioso momento em que fará contato com o DIVINO e, em seguida, prosseguir, através de uma contínua purificação do impulso do ego, até o retorno a esse “estado celestial” onde nasceu sua alma e de onde procede a sua individualidade.
E como se deu a CRIAÇÃO da INDIVIDUALIDADE?
Como disse antes, a CONSCIÊNCIA UNIVERSAL alcançou o ponto máximo de mútua retenção e houve uma explosão que separou e dividiu o:

IMPULSO da VONTADE CRIATIVA do IMPULSO de PROPÓSITOS AMOROSOS
os quais se separaram e se fizeram ativos na criação como:
Pai Inteligência | Mãe Amor
vistos como
Eletricidade | Magnetismo - “Ligação – Repulsão”
|
Vida

|
Reunidos em equilíbrio como
CONSCIÊNCIA DIVINA
|
VIDA

Portanto, o mundo visível, longe de ser sólido e “matéria” imponderável, – na realidade é: Mente/Atividade trabalhando sempre em conjunto com o emocional/magnético Ligação - Repulsão. Também conhecido como “Atração – Ligação”.

Pai Inteligência: eletricidade física
e
Mãe Amor: físico magnético “Ligação – Rejeição”,
juntos produziram um filho – o EGO
|
Este IMPULSO de INDIVIDUALIDADE

nasceu e tomou forma consistente e inalterável dentro das energias da criação, para assegurar que as várias forças elétricas expressas como prótons e elétrons e o resto do “grupo de partículas” descobertas com excitação pela ciência não escapassem voando ininterruptamente em um distante “estado sem forma”, mas que fossem contidas e controladas pelo IMPULSO magnético “ligação – rejeição” da Mãe Amor, para chegar à manifestação de uma forma.
A ciência talvez conteste os parágrafos anteriores, uma vez que ela tem se esforçado bastante para descrever os vários “processos de ligação”, aplicando diversos termos às energias de “ligação”. A ciência é bem-vinda para nomear as “energias de ligação ou atração” com a terminologia que desejar, porém permanece o fato de que essas energias tomaram forma do grandioso e primordial IMPULSO da MÃE AMOR, cuja função PRIMORDIAL de CONSCIÊNCIA é a de dar forma à individualidade.
O IMPULSO do “Pai Vida Inteligente” fornece o ímpeto elétrico para a criação.
O IMPULSO da “Mãe Propósito Amoroso” proporciona a “ligação” para reter o ímpeto elétrico e colocá-lo sob controle na individualidade.
O IMPULSO da “Mãe Propósito Amoroso” proporciona também o impulso “repulsão – rejeição” para assegurar a sobrevivência da individualidade.
Este é o processo da criação.

Ir para o início do livro
Página anterior
Próxima página

Se desejar adquirir o livro, clique aqui

085/C6

Facebook   E-mail   Whatsapp




As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa