auravide auravide

As Cartas de Cristo (Carta 8 - Parte 10) – Perdoar sempre. Evitar julgar, criticar e condenar.


Facebook   E-mail   Whatsapp

O amor pode se transformar em ódio. Lembre-se: sua vida é um ESTADO DE CONSCIÊNCIA no qual os pensamentos e os sentimentos estão depositados como em uma caixa forte. Deixe que a aceitação e o amor sejam como o aço de que é feita a caixa. Quando encontrar uma pessoa por quem se sinta atraído, mesmo que por simples amizade, e descobrir que há elementos de seu passado que são contrários aos seus princípios, você tem essas opções:
a) permanecer em contato com ela aceitando plenamente o seu passado e, se possível, em situações futuras apontando com lógica e amorosidade a característica, ajudando-a a crescer.
Ou, se isso for impossível,
b) prontamente se afastar da situação, até que você veja os problemas dela a partir de uma perspectiva de aceitação amorosa inspirada pela Consciência Divina e a encontre receptiva aos seus princípios.

Nunca acuse uma pessoa de agir impulsionada pelo ego. Todos os seres humanos são impulsionados pelo ego em maior ou menor grau. Nunca adote uma postura que humilhe o outro!

Quando estava na Terra, recomendei repetidamente às pessoas que perdoassem e que se abstivessem de julgar, criticar e condenar.

A igreja tem interpretado isso erroneamente, dando o significado de que você deve “agradar” a Deus amando os outros e se abstendo de emoções negativas. Isso não é de modo algum o que eu quis dizer. Não há nenhum “Deus” que precise ser “agradado” pelo seu comportamento. Você é o mestre de seu próprio destino e sempre “colherá o que semeou”. Todas as páginas anteriores foram direcionadas para dar a você detalhes de como evitar semear ervas daninhas em sua horta, como permanecer saudável, feliz e próspero.

Chegará o tempo em seu desenvolvimento espiritual em que despertará para o enorme dom que você tem em sua mente – o dom do pensamento criativo, inteligente – e você tomará consciência da enorme responsabilidade que tem na maneira de usá-lo.


Há gente maravilhosa em seu mundo que tem usado a mente de tal maneira que alcançam revelação e crescimento nos desafios diários da vida. Passo a passo, examinando, analisando, movendo-se para novos pontos de vista e para a compreensão mais elevada, estas pessoas moldam novos ideais para si mesmas. Elas adotam esses ideais como orientação para seu comportamento futuro. Por esses meios, elas têm sido capazes de purificar seu pensamento, suas palavras e ações, com o fim de redefinir seu modo de conduta no mundo e sua maneira de relacionar-se.
Essas são pessoas que “se fazem por si mesmas”, – mas raramente encontra-se quem não tenha tirado sua força, visão, inspiração e estabilidade emocional da fonte mais alta – a Consciência Divina, ou de sua percepção do que possam chamar “Deus”.
Quando estava na Terra, contei às pessoas uma história – a parábola dos “Dez Talentos”. Um Senhor muito rico sairia a viajar durante algum tempo e entregou para cada um de seus três servos uma soma em dinheiro. Para um deu dez talentos, para outro cinco e para o último deu um talento. Quando voltou, perguntou a cada servo como tinha usado o dinheiro. Um disse que tinha dobrado o investimento do mestre, o outro disse que tinha ganhado a metade e o último disse que tinha guardado o dinheiro, por medo de perder o que recebeu. O mestre felicitou os dois primeiros por sua eficiência e engenhosidade, mas aborreceu-se com aquele que não tinha tentado fazer nada com a única moeda dada para os seus cuidados.
Cada um de vocês no mundo tem sua própria soma de “talentos” com a qual trabalhar. Se, por sua própria iniciativa, achar difícil descobrir a melhor maneira de tirar proveito do seu talento e recursos pessoais, – recorra à Consciência Divina através da meditação e pouco a pouco as ideias seguramente virão e essas serão perfeitamente adequadas para a sua própria personalidade.
Ao mesmo tempo – considere como você tem usado seus talentos em sua vida. Você tem estado inteiramente concentrado em criar felicidade e prazeres para si mesmo, – ou tem dedicado tempo também para a elevação e melhoria da vida dos demais?
É uma coisa terrível ter recebido mais talentos do que a média e acabar sua existência tendo-os desperdiçado em um modo de vida autoindulgente. Qualquer lição que tenha falhado em aprender, qualquer crescimento de que tenha se esquivado, qualquer desenvolvimento espiritual que você tenha deliberadamente evitado, – são montanhas que você criou para escalar em suas próximas vidas. Elas obstruirão seu caminho e você terá de lidar com isso – espiritualmente – ou elas se repetirão em outra vida.
Não é necessário abrir um grande caminho no mundo, alcançar progressos, riquezas ou fama. Você pode usar seus talentos como um pai, buscando os melhores meios de ter sucesso no seu trabalho de promover o bem-estar de seus filhos. Que convite mais elevado do aquele de ser um “bom pai/mãe amorosa”, mais especialmente se você tomar como modelo a Consciência Divina Pai - Mãe que se dirige inteiramente para o crescimento, nutrição, saúde e regeneração da mente e do corpo, para a proteção de todas as formas e a satisfação de cada necessidade da mente, das emoções e do corpo, – em um sistema de Lei e Ordem e de Amor Incondicional!
Como pai/mãe - você está à altura da Consciência de sua Fonte Divina do Ser?

Ir para o início do livro
Página anterior
Próxima Página

Se desejar adquirir o livro, clique aqui

118/C8

Publicado em:

Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo

Por favor, deixe sua opinião



Veja também
veja-mais A arte dos elogios
veja-mais Um caminho para lembrar de quem és
veja-mais As cartas de cristo (carta 1 - parte 6) - meu lugar na história
veja-mais Não há palavras, só amor!



As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa