auravide auravide

As Cartas de Cristo (Carta 9 - Parte 12) – Sobre o Racismo e a Lei de Causa e Efeito

Facebook   E-mail   Whatsapp

Tenha em mente o princípio fundamental da existência. Você mesmo cria os seus amanhãs. Você também traz à existência qualquer coisa que necessite para a sua elevação. Esteja você consciente disso ou não, ao esforçar-se para conseguir melhorar suas condições de vida está espontaneamente alcançando níveis superiores de consciência espiritual.
Como já disse – a VONTADE DIVINA é liberar toda a criação da tensão e, portanto, aquelas lições necessárias para elevá-lo em direção à Consciência Divina se manifestarão em sua experiência.
Portanto, PERDOE, pois você não tem o verdadeiro conhecimento da viagem da sua alma através dos muitos séculos de existência terrena. Você não tem nenhum conhecimento do que fez em vidas passadas. Perdoe o presente, perdoe o passado e aceite que muitas coisas boas são decorrentes disso. Aprenda a abençoar e amar àqueles que você pensou que causaram mal a você ou aos seus antepassados.
E você que atualmente ocupa um corpo que carrega o poder e o privilégio – considere as outras raças e seus problemas e reflita sobre o fato de que você pode, em uma vida futura, ocupar um corpo desfavorecido e vir a conhecer em primeira mão como é nascer com a sensação de ser um cidadão de segunda classe. Reflita também sobre as suas vidas passadas, pondere o que você possa ter feito ou deixado de fazer para que se encontre na sua situação atual.
A verdade sobre o RACISMO é esta:
Cada uma das entidades vivendo sob o sol descende da Consciência Divina de uma forma ou de outra. Nas raízes mais profundas de cada ser, todos estão unidos na mesma UNICIDADE.

Então, onde estão as diferenças?
Elas surgem do desenvolvimento das espécies, da genética, do condicionamento, dos ensinamentos tradicionais, dos costumes, dos hábitos familiares e educacionais para relacionar-se com os outros e nas diferenças de padrões de pensamento.
Não é a cor da pele que os divide. Uma criança pequena de qualquer raça ou cor, pela sua inocência e espontaneidade de autoexpressão, será bem aceita no coração da maioria dos adultos. É a CONSCIÊNCIA que os divide e que é sentida em cada nível do seu ser – pois todos vocês são, apesar dos corpos materializados, FORMAS DE CONSCIÊNCIA, expressando padrões de consciência e FORMAS DE CONSCIÊNCIA, recebendo padrões de consciência dos outros. A consciência de cada indivíduo é a sua realidade – não a sua pele ou aparência – e é a consciência das pessoas que atrai ou rejeita os demais.
Vocês podem ter certeza de que seu senso de diferença racial somente será superado quando seus padrões de pensamento mentais/emocionais estiverem em harmonia e quando os VALORES pelos quais escolherem viver diariamente forem os mesmos. Até que chegue esse momento, é inútil que as pessoas se aborreçam umas com as outras devido às diferenças raciais. Elas são próprias da condição humana.
Se você quiser ser completamente aceito por outra raça, tem que mudar os seus valores, suas percepções, suas ideias, seus modos de vida e a forma de relacionar-se a fim de assemelhar-se com as pessoas dessa raça. As diferenças raciais então morrem de morte natural.
Se você não está preparado para assumir a “consciência” da raça à qual deseja unir-se, então reconheça, aceite e RESPEITE com AMOR as diferenças de consciência. Ninguém tem o direito de exigir que você ignore as diferenças.

O MAIS IMPORTANTE DE TUDO: escolha os padrões mais elevados que o mundo tem a oferecer, trabalhe para abraçá-los e utilizá-los e todas as cores de pele mostrarão uma nova beleza interior a qual ninguém será capaz de resistir. Então todas as pessoas de boa vontade se unirão em perfeita harmonia. A aparência física de cada cor mudará e também se revestirá de uma nova beleza interior.

Quando estas Cartas tiverem sido distribuídas no mundo inteiro e grupos de pessoas se reunirem para viver segundo as leis espirituais da existência, tais grupos perceberão que estão vivendo vidas harmoniosamente protegidas, ainda que possa existir o caos ao redor deles.
Por toda parte, aqueles que se reunirem para aprender como entrar – e viver – na Totalidade do Ser a que chamei de o “Reino dos Céus” há dois mil anos, descobrirão sem dúvida que suas circunstâncias de vida mudarão.
Encorajo-os vivamente a se reunirem aos domingos para conversarem sobre as muitas bênçãos recebidas, agradecerem sinceramente e de todo o coração e a elevarem suas mentes em louvor Daquele que lhe deu o Ser.
Meditem juntos para que através de suas mentes atraiam a Consciência Divina à consciência mundial, afim de que a natureza do Divino possa, cada vez mais, impregnar a natureza da psique mundial com o Seu próprio Amor transcendente. Estes grupos emitirão uma energia de consciência espiritual que influenciará as energias mentais ao redor.
Eu gostaria que recordassem que o mundo não estava numa situação tão perigosa quando as igrejas em todo o planeta se reuniam aos domingos para adorar a Deus.
Esse tempo já passou. Vocês não adorarão mais a Deus.
Vocês construirão uma forte compreensão da Consciência Divina universalmente presente. Sua universalidade e a extensão de Sua criatividade estarão cada vez mais firmemente enraizadas em suas mentes por meio do louvor sincero. No silêncio e na quietude vocês se dirigirão a CONSCIÊNCIA DIVINA e amorosamente A convidarão para tomar posse de suas mentes e de seus corações. E assim, pouco a pouco vocês serão unificados e a Consciência Divina se apossará cada vez mais do mundo tal como era a Sua primeira intenção
.

Ir para o início do livro
Página anterior
Próxima Página

Se desejar adquirir o livro, clique aqui

139/C9

Facebook   E-mail   Whatsapp




As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa