Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

As duas meninas - a verdadeira amizade.


Facebook   E-mail   Whatsapp

Era uma vez uma menina rica, chamada Lara; ela era muito gentil, meiga e engraçada. Vivia numa mansão junto com os pais e com um monte de criados, que só serviam ela.
Lara era muito legal e tinha um monte de amigas e amigos ricos, pois a mãe dela só queria que ela fizesse amizade com pessoas ricas.
Mas um dia, quando Lara estava dentro da limusine, viu uma menina pobre e descalça, atravessando a rua. Lara rapidamente pensou em ajudar, pois ela era uma menina muito gentil e gostava de todos. Não pensou duas vezes e já foi pedindo para o motorista encostar num canto para ela poder conversar com a menina pobre.
Ele parou o carro no canto e pediu para Lara descer por alguns minutos para conversar. Ela agradeceu o motorista e pediu para não contar nada pra sua mãe, pois Lara sabia que sua mãe não deixava ela fazer amizades com gente pobre.
Lara chamou a menina pobre e começou a conversar, perguntou o nome da menina e ela respondeu:
- Meu nome è Julia.
Lara pediu para Julia se encontrar com ela em frente da casa de Julia, e contou o motivo para Julia, porque ela não poderia aparecer na casa da Lara. Julia entendeu e gostou da idéia, assim elas poderiam ser amigas.
No dia seguinte, Lara se encontrou com Julia, e falou que poderia ajudar ela e sua família. Julia ficou sem graça, mas acabou aceitando.
A mãe de Lara estranhou que a filha tinha saído todos os dias, então resolveu seguí-la sem que ela percebesse. Quando a mãe de Lara achou Lara e Julia conversando, saiu da limusine e gritou com Lara para voltar e Lara obedeceu.
Quando chegou em casa, a mãe contou para o pai e eles decidiram dar um castigo para Lara.
O castigo foi que Lara teria que pedir para a mãe se poderia sair e também teria que avisar aonde fosse. Para saber se era verdade mandava o motorista seguí-la.
Lara teve que concordar com a sua mãe, se não pegaria um castigo maior que esse.
Passados 2 meses, Lara foi até a casa de Julia depois do colégio, porque poderia avisar que o melhor era elas não se verem mais. Quando Lara chegou ao local, viu muitas coisas embrulhadas num caminhão e perguntou:
- Oi Julia, tudo bem?
- Oi Lara, tudo e você?
- Também, e sem querer me intrometer, mas... Que coisas são essas?
Julia abaixou a cabeça e derramou lagrimas, e falou triste para Lara:
- São as minhas coisas! – Falou Julia, chorando.
- Suas? Por que? O que aconteceu?
- Ah...! É, são minhas sim, eu vou me mudar, sei que sua mãe não gosta que você faça amizades como eu, então eu decidi que o melhor era me mudar para a casa de minha vó!
- Você... Não pode se mudar por causa de minha mãe!
- Mas eu vou. Bom, agora eu tenho que ir, tchau!
- Tchau! – Respondeu Lara chorando.

Muitos anos se passaram, e nunca mais Lara e Julia se encontraram, até que um dia... Lara estava voltando sozinha da escola e de repente na outra esquina perto de sua casa, viu uma menina. Lara reconheceu e viu que era a Julia, então se emocionou e saiu correndo para abraçar Julia, e falou:
- Julia há quantos anos que a gente não se vê, que saudades!
- È, eu também estava! Como você esta?
- Eu estou bem e você?
- Também... Nossa! Como você ficou diferente.
- Nossa! Você reparou?
- Sim, como é que eu não poderia reparar...!
- Vamos ir para a minha casa.
- Vamos.
Chegando lá, Lara e Julia começaram a conversar e ficaram horas e horas. Lara falou:
- Julia tenho que ir para a minha casa, tá?
- Tá bom... Tchau...
- Tchau...
Quando Lara chegou em casa, a mãe perguntou:
- Onde você estava?
- Mãe, eu estava falando esse tempo todo com a Julia, e se quer saber mesmo se ela é pobre, bem, ela è. Mas é uma pessoa de coração bom e você não vai mais atrapalhar a nossa amizade!

Nessa hora a mãe finalmente entendeu que nada poderia fazer para atrapalhar essa verdadeira amizade e disse:

- Tá bom filha, tudo bem, pode fazer do seu jeito...
E nunca mais a mãe de Lara teve preconceitos com pessoas pobres ou de outra raça, e Lara e Julia ficaram amigas para sempre.


Este texto foi escrito por Natasha (12 anos) Somos todos um.
Publicado em:

Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo

Por favor, deixe sua opinião



Veja também
veja-mais Primavera
veja-mais E a primavera chegou...
veja-mais É primavera
veja-mais Primavera, perfume do amor!



As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.







horoscopo



auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa