auravide auravide

LA CHAKANA E LLAMACÑAWIN -

Facebook   E-mail   Whatsapp

Parte 2

Conhecidas como CRUZ DO SUL E OLHOS DA LHAMA estas constelações caminham juntas e foram anunciadoras dos ciclos cósmicos e do advento da água como símbolo renovador e de limpeza. Estas constelações seguiram seu caminho especialmente entre os equinócios e os solistícios como antecessoras de fenômenos estelares.
A constelação do Cruzeiro do Sul ou Chakana é vista no nosso tempo no hemisfério austral. Séculos antes da chegada de Jesus, o Cristo, aparecia um pouco mais ao norte e podia ser observada no horizonte sul do Mediterrâneo, isto levou a que os gregos a associassem à constelação de Centauro, cujas estrelas Alfa e Beta estão alinhadas com a Chakana e recebem o nome de Lamacñawin(olhos da lhama). A Cruzeiro foi a principal constelação indicadora das coordenadas.O sul é a direção mais fácil de ser encontrada, somente basta traçar uma linha desde a sua estrela superior projetando-a até sua estrela mais distante ou oposta, esta projeção nos assinala o céu do Sul. No século XV, Vasco da Gama descobriu A Cruzeiro do Sul em uma de suas viagens pelo sul da África e entrou nos catálogos do Ocidente a partir de 1603, graças à intervenção do astrônomo J.Bayer. Em Machu Picchu, a Mesa da Chakana ou Rocha de Oferendas é onde se observa o fenômeno no mês de maio ao amanhecer, numa projeção de luzes e sombras. Também na pedra que representa a constelação da Cruz, na Plaza Sagrada podemos observar a partir do amanhecer uma projeção de sombras que vai formando a silhueta da cabeça da Lhama, que à medida que o sol se ergue vai acordando. A constelação do Cruzeiro do Sul serviu como base para a criação do símbolo escalonado perfeito que veio a ser a Chakana ou Cruz Andina, símbolo que foi o resultado da evolução do movimento da constelação. Em sua cosmovisão o homem andino viu que a Chakana estava sempre acompanhada de LLamacñawin ou Lhama Sideral e podemos vê-las no mês de maio quando a constelação da Chakana está na sua posição mais alta e vertical e Llamcñawin (olhos da lhama) a acompanha. Este acompanhamento tem um sentido simbólico-oculto pois se diz que Os Olhos da Lhama, as estrelas Alfa e Beta de Centauro, sempre seguem a Chakana ou Cruz do Sul. Esta manifestação se movimenta paralelamente às estações de chuva e seca.
O símbolo da Chakana tem mais de 4.000 anos. A festa de 03 de maio coincide com o fim da época das colheitas e com base nas leis de reciprocidade com o cosmos, agradecem à Cruz do Sul que é fundamental para a informação sobre o desenvolvimento agrícola. Os ritos dão de purificação e reconhecimento dos ciclos da vida e por isso agradecem ao Sol(energia cósmica) e à Pachamama(que é a mãe terra) pela vida.

A CHAKANA representa O HOMEM COMPLETO.

EL DESPERTAR DEL PUMA - Caminho Iniciático
JAMES ARÉVALO MEREJODO- CHASKI
Tradução - Claudette Grazziotin



Facebook   E-mail   Whatsapp




As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa